Casablanca – Amor e beleza em tempos de guerra

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra

Para muitas pessoas o filme Casablanca, feito no início da década de 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, é o mais belo de todos os tempos.

Estrelado pela belíssima atriz Ingrid Bergman e por Humphrey Bogart, é uma história tensa, como só podem ser aquelas de guerra, e retrata os dilemas, angústias e conflitos que, em qualquer tempo, envolvem as vidas e o destino dos seres humanos, mas principalmente quando os povos se enfrentam em batalhas terríveis como foram as da Segunda Guerra. E em dilemas como este, não pode ser um final simples, do tipo viveram felizes para sempre: o fim é a consumação de uma grande renúncia feita pelo amor e também pelo sentimento de patriotismo.

Por que, então, esse filme tanto nos encanta e faz com que sempre desejamos revê-lo? Arriscamos dizer que pode ser a glamourização feita pela moda, no sentido, aqui, dos figurinos usados por Ingrid Bergman, na cidade africana de Casablanca, além de seu próprio magnetismo. Cada look é deslumbrante e são muitos os que aparecem em cena, vestindo a Ingrid Bergman, quase como se esses figurinos de tanta beleza e bom gosto atemporais constituíssem, eles próprios, um personagem da trama de amor, perigo, traições e lealdade, que é a que triunfa no final.

Leia também: História da Moda em Vídeos – Saiba tudo sobre o Militarismo na Moda especial Fashion Splash

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos: Dawnschickflicks, Fashionindie

Outro aspecto glamourizante é a música e aí vem outra unanimidade: aquela tocada ao piano, quando Ingrid Bergman murmura: “Toque, Sam, toque” é considerada por muitos como a mais bela música de todos os tempos…

Vemos, aqui, como a moda e a música influenciam os sentimentos, como que dando um viés charmoso, romântico,  para realidades tão duras e áridas como são aquelas dos tempos de guerra. “Sangue, suor e lágrimas”, assim definiu esses tempos o inglês Comandante Churchill.

Como pode então o filme Casablanca estar entre os mais belos do mundo? É que o desejo de beleza é um dos mais profundos do ser humano e ali a beleza de Ingrid Bergman, com seu ar nobre e puro, realçado pelos trajes clássicos, passam uma mensagem de harmonia e vestem uma grande mulher que em meio ao horror de uma guerra, sabe da importância e da responsabilidade de suas escolhas. E ainda há a ânsia humana por lealdade, causas grandiosas, sentido da vida, concretizados tão perfeitamente no filme.

Se, com a mesma história, não houvesse os maravilhosos trajes de Ingrid Bergman, talvez o impacto do filme seria bem menor, tais somos nós, humanos, com nossos anseios por beleza, harmonia, encanto, grandiosidade de caráter e lealdade.

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos: Filmfataleevents

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos: Art.com

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos:Art.com,
Filmfataleevents

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos: Jeocaz,
Filmfataleevents

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Fotos: Art.com,  Bramblewoodfashion

Saiba mais sobre o filme Casablanca – Um clássico do cinema americano

Casablanca é um filme estadunidense de 1942, do gênero drama romântico, dirigido por Michael Curtiz, estrelado por Humphrey Bogart, Ingrid Bergman e Paul Henreid. O roteiro é baseado em peça teatral de Murray Burnett e Joan Alison. É considerado por muitos como um dos melhores filmes de todos os tempos.

A cidade de Casablanca, então localizada no Marrocos governado pela França de Vichy, era o penúltimo ponto na rota à América. Os refugiados que ali residiam necessitavam de um visto (Letter of transit) para Portugal, e apenas em Lisboa embarcariam em um navio para o Novo Mundo. E um dos locais de encontro era o bar Rick´s. Seu dono, Rick Blaine, é um homem que tenta não se envolver com a política, pois seu estabelecimento é frequentado por todos os tipos de clientes, como nazistas, aliados e ladrões, entre outros. Rick também é amigo do corrupto Capitão Renault.

Um dia um major alemão vai a Casablanca em busca de um ladrão que havia roubado duas letter of transit. O casal que necessitava destes documentos para sua fuga à América era Ilsa Lund e Victor Lazlo, importante líder da resistência tcheca. Rick e Ilsa se encontram e relembram o passado que tiveram juntos. Na tela, a música imortal deste relacionamento (As time goes by) é interpretada por Sam.

Fonte: Wikipédia

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Via Busca Filme

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Via Flickr

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Via Flickr

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Via Flickr

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Foto: Art.com

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra

Foto: Art.com

Casablanca   Amor e beleza em tempos de guerra
Via Busca Filme

Leia também: História da Moda em Vídeos – Saiba tudo sobre o Militarismo na Moda especial Fashion Splash

Por Ignez Pitta Almeida 

(Ignez Pitta é históriadora, escritora e professora. Ignez também é autora do blog História de Barreiras)

Publicação: 21 de julho de 2011

AUTOR

Ignez é historiadora. Contato: http://www.myfashionbubbles.com/profile/IgnezPittadeAlmeida

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Sabrina Sato6
Sabrina Sato fotografa campanha de lançamento de linha de esmaltes

Aconteceu no dia 20 de julho em São Paulo, a sessão de fotos para a campanha de lançamento da linha...

Fechar