Instituto Sergio Motta leva arte brasileira para a Alemanha

Instituto Sergio Motta leva arte brasileira para a Alemanha

Do dia 20 a 29 de agosto, o Instituto Sergio Motta (ISM) participa da 16ª edição do ISEA (International Symposium on Electronic Art), um dos maiores e mais importantes festivais de arte e tecnologia. O evento acontece no Vale do Ruhr, na Alemanha, e tem como destaque o Fórum Latino Americano, co-realizado pelo Instituto. “O Brasil pela primeira vez tem uma participação expressiva e organizada por uma instituição como o ISM no ISEA. Na exposição, teremos um grande destaque pela importância que o país tem na área da cultura digital” – completa Giselle Beiguelman, diretora artística do Instituto e responsável pela seleção dos artistas e críticos brasileiros.

Essa é mais uma iniciativa do ISM que vem, ao longo dos seus dez anos de existência, estimulando, entre outras coisas, manifestações de cultura e arte nos vários formatos e suportes digitais e eletrônicos. Segundo Giselle, “o ISEA é o fórum de discussão mais antigo e profissional sobre arte eletrônica”.  Ele surgiu em 1988, como Simpósio, e em 1990 foi fundada a Inter-Sociedade de Artes Eletrônica, uma organização internacional, sem fins lucrativos, dedicada à promoção e ao desenvolvimento das artes eletrônicas. O escritório do ISEA fica na Holanda e tem parceiros em todo o mundo. O simpósio é itinerante.

Giselle selecionou críticos e artistas brasileiros que apresentarão trabalhos no Fórum e na exposição ISEA 2010 RUHR (que ocorre de 20 de agosto a 05 de setembro).”Para essa seleção busquei um conjunto de artistas que dão conta da diversidade da produção de arte contemporânea em meios tecnológicos e que fazem um uso criativo e crítico das tecnologias”, completa ela. Participam como palestrantes Rejane Cantoni, Lucas Bambozzi, Simone Osthoff e Giselle Beiguelman. E expondo seus trabalhos, além de Lucas Bambozzi, Bruno Vianna e Mariana Manhães. Com direção artística de Andreas Broeckman, o ISEA2010 RUHR acontece em três cidades da Alemanha, Dortmund, Essen e Duisburg, e reúne mais de 200 conferencistas internacionais e artistas distribuídos em sete exposições diferentes.

Instituto Sergio Motta leva arte brasileira para a Alemanha
Sobre os artistas e críticos convidados

Lucas Bambozzi é artista multimídia, documentarista e curador. Trabalha em meios diversos como vídeo, cinema, instalação e mídias interativas, com exibições em mostras em mais de 40 países. Professor da pós-graduação do SENAC-SP, concluiu o seu Mestrado no CAiiA-STAR Centre/i-DAT na Universidade de Plymouth na Inglaterra, e dedica-se à exploração crítica de novos formatos de mídia independente É um dos coordenadores e curadores do arte.mov Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis.

Bruno Vianna é cineasta e tem mestrado em Telecomunicações Interativas da NYU. Entre 1994 e 2003 dirigiu quatro curtas ficcionais, retratando questões das favelas e ruas do Rio de Janeiro, que ganharam diversos prêmios nacionais e internacionais. Em 2005 lançou o longa Cafuné, simultaneamente em cinemas e na internet e estimulava os internautas a baixarem o filme e modificarem a edição. Em julho de 2008 rodou Ressaca, longa que é editado ao vivo em todas as sessões através de uma interface desenvolvida especialmente para o projeto.

Mariana Manhães engavetou o diploma de psicóloga (UFF/2001) e entre 1997 e 2006 aprofundou sua pesquisa artística no Parque Lage. Atualmente é mestranda em Comunicação e Cultura na UFRJ. Participou de exposições em diversas instituições: CCBB (Rio e São Paulo), Itaú Cultural (São Paulo), Instituto Tomie Ohtake (São Paulo), MAM (Rio de Janeiro e Bahia), Vale do Rio Doce (Vila Velha, ES), Martin-Gropius-Bau (Berlim, Alemanha), entre outras. Recebeu prêmios em diversos salões e tem sua obra representada em acervos e coleções no Brasil e exterior. A artista trabalha em suas obras com maquinarias de todo tipo. As máquinas ganham um tom pessoal e afetivo e objetos antes inanimados ganham ares de gente.

Rejane Cantoni possui graduação em Jornalismo (1982), mestrado (1989) e doutorado (2001) em Comunicação em Semiótica pela PUC-SP, além de mestrado em Études Supérieures des Systèmes d’Information (Vis pela University of Génève – 1996) , e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (2009) . Além de professora na PUC, tem diversos projetos em Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: interfaces humano-computador, arte, ciência e tecnologia, realidade virtual, teleimersão, ciberespaço e semiótica.

Simone Osthoff é professora de estudos críticos na School of Visual Arts, Pennsylvania State University. Radicada nos Estados Unidos desde 1988, a também artista brasileira, é formada pela Universidade de Maryland e pela Escola de Arte de Chicago onde  ensinou História da Arte, Teoria e Crítica entre 1997 e 2001. Sua linha de pesquisa é focada na institucionalização das práticas de arte experimental e na história da mídia arte. Seus inúmeros ensaios e capítulos de livros foram traduzidos para diversas línguas e publicados em diversos lugares do mundo.

Giselle Beiguelman é midiartista e professora da pós-graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. Editora da seção novo mundo da revista eletrônica Trópico, foi curadora do Nokia Trends (2007 e 2008) e é Diretora Artística do Instituto Sergio Motta. Entre suas publicações recentes destacam-se: Link-se (Peirópolis, 2005) e a co-autoria de Nomadismos Tecnológicos (com Jorge La Ferla, Barcelona, Ariel, no prelo). Seu trabalho aparece em antologias e obras de referência sobre arte digital como o Yale University Library Research Guide for Mass Media e Digital Arts (C. Paul, Thames & Hudson, 2008), entre outras. Seus projetos foram apresentados em exposições como 25a Bienal de São Paulo, Arte/Cidade, Net_Condition (ZKM), el final del eclipse (Fundación Telefonica, Madrid), Algorithmic Revolution (ZKM), arte.mov (Galeria da VIVO, São Paulo) e Netescópio (MEIAC, Espanha).
Sobre as obras que serão expostas

AUTOR: Mariana Manhães

TÍTULO: Liquescente (Ânfora Azul)

ANO: 2007

TÉCNICA: monitor lcd 5″, dvd player, circuitos eletrônicos, alto-falantes,

motores, pvc, alumínio, madeira e outros materiais

DIMENSÃO: 145 x 120 x 90 cm

AUTOR: Lucas Bambozzi

TÍTULO: Mobile Crash

ANO: 2009

TÉCNICA: instalação interativa com interface de detecção de movimentos,

sistema de áudio 4.1 e 4 projeções de vídeo sobre 4 paredes.

DIMENSÃO: aproximadamente 30 m2

AUTOR: Bruno Vianna

TÍTULO: Ressaca

ANO: 2008

TÉCNICA: Tela multitoque de acrílico, madeira, circuito de leds

infravermelhos com adaptador de corrente alternada, suporte, tripé, câmera

infravermelho Fire-i com adaptador de corrente alternada e cabo firewire

DIMENSÃO: 200 x 150 x 30 cm
Saiba mais sobre a exposição ISEA2010 RUHR e sobre o Fórum Latino Americano e outros debates.
Sobre o Instituto

O Instituto Sergio Motta (ISM) é uma organização social sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo debater desafios do desenvolvimento brasileiro. Dedica-se a estimular políticas e mecanismos de inclusão social e promoção da cidadania, a partir do viés da inovação tecnológica, além de apoiar manifestações de cultura e arte nos vários formatos e suportes. Em 2010, o ISM está celebrando 10 anos de atividades.

Entre as ações promovidas pelo Instituto estão festivais online HTTP, como o HTTPpix e o HTTPvideo, debates e exposições sobre a arte digital, o Festival Conexões Tecnológicas voltado a jovens universitários, além do projeto E-lixo Maps, que mapeia os postos de coleta de lixo eletrônico em São Paulo, e o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia. Este último, criado em 2000, é um prêmio bienal que reconhece criações artísticas em mídias eletrônicas e digitais e já recebeu 2.250 inscrições, distribuiu 23 bolsas-fomento para projetos inéditos e premiou 57 criadores.

Publicação: 20 de agosto de 2010

AUTOR

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
Vogue-Russia-_
Papos de beauté :: Dicas de produtos para cabelos, pele e unhas

Meninas em dia de beauté no editorial da Vogue Rússia. Imagem: Mawi´s Blog A maioria das mulheres adora usar cosméticos e...

Fechar