MASP apresenta Toulouse-Lautrec em Vermelho – Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

             O MASP inaugura, de 29 de junho a 01 de outubro 2017, super exposição do Toulouse-Lautrec . Em torno do tema da sexualidade, a mostra conta com 75 obras, entre pinturas, cartazes e gravuras.

A arte assim como a moda ajudam a traduzir o espírito do tempo, retratando suas angústias, anseios e desejos.

Estamos em Paris no final do século 19, as ruas acabam de receber iluminação a gás, abrindo espaço para que as mais diversas figuras pudessem se encontrar nos espaços públicos: burgueses, boêmios, artistas, filósofos, prostitutas, dançarinos. Uma verdadeira efervescência noturna era desencadeada na capital francesa em um intenso despertar para a modernidade.

Henri Toulouse-Lautrecera (1864-1901) um desses artistas a perambular pelas ruas de Paris, passa relatar em suas pinturas cenas triviais deste cotidiano. Pintor pós-impressionista e litógrafo francês, ficou justamente conhecido por pintar a vida boêmia de Paris do final do século XIX. Sendo ele mesmo um boêmio, faleceu precocemente aos 36 anos de sífilis e alcoolismo.

Nascido na nobreza, herdeiro de uma linhagem aristocrática francesa, trabalhou por menos de vinte anos mas deixou um legado artístico importantíssimo, tanto no que se refere à qualidade e quantidade de suas obras, como também no que se refere à popularização e comercialização da arte.

Toulouse-Lautrec revolucionou o design gráfico dos cartazes publicitários, ajudando a definir o estilo que seria posteriormente conhecido como Art Nouveau. Filho mais velho do Conde Toulouse-Lautrec-Monfa, de quem deveria herdar o título, falecendo antes do pai.

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte
Toulouse-Lautrec sofria de uma doença genética rara, a Pycnodysostosis, que ficou mais tarde conhecida como Doença de Toulouse-Lautrec. Caracterizada por ossos frágeis e baixa estatura, ele não ultrapassava a altura de 1,52 m, tornando-se um homem com corpo de adulto, mas com pernas curtas de menino. Seu eram primos de primeiro grau resultando em gerações de endogamia.

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

Frequentador assíduo do Moulin Rouge e outros cabarés, o pequeno nobre acaba se acomodando muito bem naquele ambiente tão estranho onde seus pais nunca aceitaram em ter o filho. Como crônicas, o legado de Henri, narra a vida noturna parisiense, e, de uma forma trivial, não glamourosa,  retrata seus cabarés, cafés, salas de concerto e bordéis, seus personagens? Prostitutas, boêmios e dançarinos. Tinha habilidade em capturar essas pessoas em seu ambiente de trabalho, com a cor e o movimento vibrante, retratando com perfeição a opulenta vida noturna.

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

Usava muito vermelho, em geral de maneira contrastante, cabelos cor de laranja e a cor verde limão para traduzir a atmosfera elétrica da vida noturna. Era um mestre do contorno, podia retratar cenas de grupos de pessoas onde cada pessoa é individual (e na época podia ser identificada apenas pela silhueta). Frequentemente ele aplicava a tinta em uma estreita e longilínea pincelada, deixando a base (papel, tela) ou o contorno aparecer. Sua pintura é gráfica por natureza, nunca encobria por completo o traço forte do desenho. O contorno simples era a “marca registrada” de Lautrec desde o início da carreira como designer de cartazes. Não pintava sombras. Suas pinturas sempre incluíam pessoas (um grupo ou um indivíduo) e não gostava de pintar paisagens.

Era atraído por Montmartre, uma área de Paris famosa pela boemia e por ser antro de artistas, escritores, filósofos. Escondido no coração de Montmartre estava o jardim de Pere Foret onde Toulouse-Lautrec pintou uma série de óleos sobre tela ao ar livre de Carmen Gaudin (a modelo ruiva que aparece no quadro “A Lavadeira” de 1888). Quando o cabaré Moulin Rouge abriu as portas ali perto, Toulouse-Lautrec foi contratado para fazer cartazes. Posteriormente ele passou a ter assento cativo no cabaré, onde suas pinturas eram expostas. Nos muitos conhecidos trabalhos que ele fez para o Moulin Rouge e outras casas noturnas parisienses em 35 anos estão retratadas a cantora Yvette Guilbert, a dançarina Louise Weber, mais conhecida como a louca e cativante La Goulue (“A Gulosa”), a qual criou o cancan francês, e também a mais discreta dançarina Jane Avril.

A exposição inédita foi realizado pelo MASP em parceria com o tradicional escritório Pinheiro Neto Advogados que comemora seu 75º aniversário e resolveu presentear a população através desta celebração.

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

Exposição Toulouse-Lautrec em vermelho
Sexta, 30 de junho às 10:00 – 18:00
MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

Avenida Paulista, 1578, São Paulo

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte
Toulouse-Lautrecera tem o talento de transportar o espectador para  a cena, o envolvendo emocionalmente

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte

Toulouse-Lautrecera captou e eternizou em suas pinturas a vida boêmia de Paris do final do século XIX

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte
A mostra conta com 75 obras, entre pinturas, cartazes e gravuras

MASP apresenta Toulouse Lautrec em Vermelho   Maior mostra do artista já realizada no Brasil. Entenda a importância dele na arte
Fotos da visita guiada à exposição. Luciano Migliaccio, curador-ajunto da arte europeia do Masp deu um toque especial com suas profundas observações sobre as pinturas. Nos inspirou inclusive o desejo de que pelo menos as principais obras tivessem um áudio contando um pouco da sua história, o que também serviria de iniciação para aqueles que ainda não foram tocados pelo trabalho do artista.

 

Por Denise Pitta

Fotos da visita guiada à exposiçãoFotos da visita guiada à exposiçãoSalvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Publicação: 28 de junho de 2017

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

DESCONTOS EXCLUSIVOS FASHION BUBBLES

Leia o post anterior:
cabelos do verão 2018 destaque
Cabelos do Verão 2018 – As principais tendências de coloração para a temporada

Mudar o visual pode trazer novas energias e até um novo ânimo para a vida de muitas mulheres. Para a...

Fechar