Logo

Miri Ben-Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip-hop

Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop

Foto: Zimbio

O Brasil ainda está conhecendo esse nome, mas Miri Ben-Ari já ganhou notoriedade nos Estados Unidos. Conhecida como “The hip-hop violinist” (A violinista do hip-hop), essa israelense de 32 anos conseguiu fundir os acordes clássicos do violino com a batida do ritmo das ruas e seu talento foi reconhecido pelos grandes nomes do hip-hop, como Kayne West, Jay-Z e Akon.

Miri Ben-Ari se considerava uma “nerd” por tocar violino. Quando deixou o serviço militar, que teve que ingressar aos 18 anos segundo a legislação de Israel, teve a certeza de que poderia fazer o que quisesse – foi aí que ela usou esse instrumento clássico para fazer um som “descolado”, como ela mesma diz. Deixou seu país e foi para os Estados Unidos em busca desse sonho.

Segundo as informações do seu site oficial, Miri Ben-Ari ficou reconhecida como uma pioneira musical por ter criado seu próprio som a partir de uma fusão revolucionária do estilo clássico com jazz, R & B e hip hop.

O que alavancou sua carreira foram as preciosas parcerias com artistas de peso no cenário hip-hop e premiados no Grammy como Kanye West, Jay Z, Wyclef Jean, Alicia Keys, Wynton Marsalis, Maroon 5, Patti Labelle, Brandy, Donna Summer, Janet Jackson e John Legend.

Sunshine to the rain – Miri Ben-Ari feat. Scareface and Anthony Hamilton

Miri Ben-Ari foi aluna do falecido violinista Isaac Stern, também israelense, e ganhou a honra de Apollo Theater de Nova York como “Apollo Legend”. O apelido que ganhou, “The hip-hop violinist”, é o nome de seus dois últimos CD’s.

Como se não bastasse seu talento musical, Miri também chama atenção por seu estilo ousado. Ela já é presença constante em eventos relacionados à moda, como o Fashion Rocks, Macy’s Passport e foi a convidada especial no Zac Posen’s New York Fashion Show. Miri também é frequentemente flagrada nas semanas de moda de Nova Iorque, Los Angeles e Miami.

Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hopMiri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop

Fotos do site oficial de Miri Ben-Ari


“The hip-hop violinist” e suas conquistas

A israelense já fez várias aparições em comerciais e também em grandes eventos. É destaque no álbum ao vivo gravado em DVD “Sold Out” no Madison Square Garden, já se apresentou para a senadora Hillary Clinton, no Lincoln Center para “VH1 Save The music Gala”, no “Radio City Hall’s Fashion Rocks Concert” e também no “Dream Concert”, um programa de artistas que incluía Jennifer Lopez, Alicia Keys, Fergie, Usher, John Mayer, Mary J. Blige, Jennifer Hudson, Stevie Wonder, Aretha Franklin, Garth Brooks e Santana.

A música “Symphony of Brotherhood”, com o discurso do Dr. Martin Luther King Jr, é o primeiro single instrumental a emplacar na parada da Billboard de R&B e Hip-Hop, na MTV e na VH1.

Miri Ben-Ari também ganhou destaque quando foi homenageada como “International Jewish Women to Watch de 2007″. Em 2008 recebeu o “Israel Film Festival Visionary Award” e ela é a primeira israelita a receber o Prêmio Martin Luther King do presidente israelense Shimon Peres. Além disso ela ainda é co-fundadora da “Gedenk”, uma organização sem fins lucrativos dedicada a promover a sensibilização dos jovens sobre o Holocausto.

Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop

Fotos: In.com e Opera Chic

O que os famosos dizem sobre Miri Ben-Ari:

“Miri é uma artista incrível e eu sou muito grato pelo talento dela.”
Bill Clinton

“Se você quer se entregar ao jazz ou relaxar em casa, ouça Miri Ben-Ari!”
Hillary Clinton

“A melhor violinista do mundo!”
Wyclef Jean

“Miri Ben-Ari é para o hip-hop agora o que Miles Davis foi para o jazz. Ela está reinventando totalmente o som do hip-hop.”
Kanye West

“Miri leva o hip-hop para o próximo-próximo-próximo-próximo milênio… uma violinista do hip-hop! Vocês precisam conferir isso.”
Jay-Z

“Uma ‘menina má’! O violino dela parece uma voz.”
Patti LaBelle

Confira outros vídeos:

Fly away – Miri Ben-Ari feat. Kanye West

Symphony of Brotherhood – Miri Ben-Ari

Miri Ben Ari e a fusão revolucionária entre o clássico e o hip hop

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.

3 Comment

  1. Que cabelinho desgraçado…

    • O cabelo dela realmente näo ajuda em nada, mas acho que o talento e o restante (corpäo, estilo, etc…) faz com que o cabelo apareça pouco – se é que isto seja possível…. LOL!!!!

      • O cabelo dela é unico… acho até que deixa ela com mais personalidade…

        Agora a sua musica é fantastica.

Your Commment

Email (will not be published)