Luta contra a calvície

Luta contra a calvície
Quem sofre de calvície, certamente, já tentou os mais mirabolantes truques e tratamentos para solucionar, ou ainda, amenizar o problema. No entanto, colocar anticoncepcionais nos frascos de xampu não vai fazer com que os fios deixem de cair.

A calvície atinge, na maioria das vezes, os homens. Porém, muitas mulheres também apresentam queda acentuada dos fios.

A dermatologista Cristine Carvalho explica que o problema, em 90% dos casos masculinos, tem causas genéticas e hereditárias. Os outros 10% estão relacionados a alterações hormonais, anemia ou causas adquiridas. Já nas mulheres, a maioria dos casos é devido às causas adquiridas, como, por exemplo, excesso de produtos químicos nos cabelos ou hábito de prender os fios molhados.

Cristine explica que se a calvície for causada por herança genética, começa a se manifestar por volta dos 21 anos, nos homens e dos 45 a 50, nas mulheres. Já se a causa for adquirida, vai depender de quando a pessoa começou a ter hábitos errados.

Para verificar se a queda de fios já é um sinal de calvície é preciso fazer um exame dermatológico. “Só a partir de um exame clínico é possível saber se a pessoa terá problemas de calvície”, afirma a dermatologista.

Usados individualmente até pouco tempo, a intradermoterapia e o finasteride estão sendo associados e usados como um único tratamento. Cristine é categórica ao dizer que “é a melhor opção para reverter o problema”.

O tratamento previne a calvície total, mas se ela já estiver instalada não é possível reverter a situação (nestes casos, somente o micro-transplante pode resolver). “O processo de crescimento dos cabelos é divido em três fases: nascimento, latência e queda. Este tratamento é voltado para a primeira fase, já que estimula o nascimento e crescimento dos fios”, explica a dermatologista.

Enquanto o finasteride inibe a produção da enzima que causa a queda, a intradermoterapia estimula o funcionamento do folículo que faz o pêlo crescer.

A pessoa que se submeter ao tratamento deverá tomar comprimidos diários de finasteride e fazer aplicações semanais de uma mistura de vitaminas (complexo B, vitamina E, C e A) durante três meses. Depois disso vem a fase de manutenção, que no início, é feita de 15 em 15 dias, passando para um mês e assim por diante. O valor de cada sessão varia em torno de R$150.

Cristine afirma que a maioria das pessoas que procura o tratamento é homem. No entanto, a diferença não é tão gritante, já que a porcentagem dos casos é, em média, 60% de homens e 40% de mulheres.

Matéria retirada do site Minha Vida.

Publicação: 5 de março de 2007

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
lampada_3
Moda: o desafio de empreender

Por Lilian Burgardt Onde sobra criatividade o que também não falta é gente querendo montar seu próprio negócio para ganhar...

Fechar