5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

 

Graças ao poder das mídias sociais, o padrão de beleza do mundo da moda vem sendo contestado. Cada vez mais vemos a beleza real representada, através de modelos com características diversas e muito especiais. Por isso, selecionamos algumas mulheres inspiradoras para você seguir no Instagram. Todas elas provam que a beleza mora nas diferenças e que todas nós somos únicas e muito especiais. Confira:

5 Modelos fora do padrã0 para promover a diversidade no seu feed do Instagram

1. Rebecca Reckard – @rebeccareckard

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

 

Aos 21 anos e morando em Manhattan, Rebecca é uma inspiração e tanto. Ela nasceu com Piebaldism, uma condição genética rare que causa marcas brancas pelo cabelo e pelo corpo, semelhantes às do vitiligo. Na adolescência, ela era muito tímida e sofria bullying, sendo chamada de “gambá” pelos seus colegas, devido às suas marcas de nascença. Na época, fez de tudo para tentar cobrir as marquinhas e consultou inúmeros médicos na tentativa de repará-las, mas nada poderia ser feito.

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Rebecca sofre de uma condição genética rara, que deixa marcas brancas em seu corpo e cabelo – Modelos fora do padrã0

 

Aos 20 anos, Rebecca usou um biquini pela primeira vez, em Miami, com um grupo de amigas. A experiência foi tão libertadora que na volta ela resolveu começar a trabalhar a sua auto-estima, utilizando o Instagram como uma ferramenta para dialogar com outras mulheres e aprender a se aceitar. Em pouco tempo, ela já estava trabalhando como modelo e a sua aparência única foi a porta de entrada para o mundo da moda, onde em poucos meses de carreira já ganhou destaque na revista Elle UK.

 

2. Mirian Njoh – @miriannjoh

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

 

Mirian nasceu na Libéria, mas ainda criança se mudou para Detroit, nos Estados Unidos, fugindo da Guerra Civil. O albinismo fez com que ela se sentisse deslocada durante a infância e a adolescência, tanto pela aparência quanto pela dificuldade de visão causada pela mutação genética. Foi quando se mudou para Toronto que ela viu a sua vida mudar: de repente, as pessoas passaram a se interessar pela sua aparência diferente e os convites para modelar não pararam mais de surgir.

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Mirian Njoh tem uma beleza única e muito especial – Modelos fora do padrão

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Logo no começo da carreira, Mirian sabia que precisava ser muito mais do que apenas uma nova face na indústria. Assim, ela se especializou em fotografia, passou a trabalhar também como estilista e criou um blog, onde compartilha suas ideias e motiva outras mulheres a abraçarem as suas diferenças.

 3. Paloma Elsesser – @palomija

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

No auge de seus 24 anos, ela é o exato oposto de uma modelo tradicional. Paloma se mudou para Los Angeles em 2010, para estudar Psicologia e Literatura e só recentemente entrou para o mundo da moda. As mídias sociais foram responsáveis pela reviravolta na vida da jovem. Ela foi descoberta pela maquiadora Pat McGrath, que a definiu como uma de suas musas inspiradoras do Instagram e desde então a carreira de Paloma decolou.

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Paloma para Good American e para Nike – Modelos fora do padrão

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Entre seus trabalhos recentes, destacam-se uma campanha internacional para a Nike e diversos editoriais para revistas de peso, como a Vogue. Em uma entrevista para a Allure, Paloma afirmou que se sente feliz em saber que a internet está ajudando a democratizar os padrões de beleza da moda. Hoje, ela se esforça para seguir inspirando cada vez mais mulheres, para um futuro onde a diversidade esteja cada vez mais presente e todas possam se sentir representadas.

4. Justine Biticon – @justinemaebiticon

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

A mais jovem dessa lista, Justine tem apenas 19 anos e agrega mais de 200 mil seguidores em seu perfil do Instagram. Ela participou da última edição do America’s Next Top Model e, mesmo sem vencer a competição, se transformou em um sucesso na internet.

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Justine (centro) na campanha da Nike – Modelos fora do padrão

Descendente de filipinos e mexicanos, ela conta que, ao crescer, sentia falta de se ver representada nas revistas e na televisão, já que nos Estados Unidos a beleza padrão é majoritariamente loira. Por isso, uma das suas missões enquanto modelo é promover a diversidade e exaltar a beleza em todas as suas formas. Justine usa o Instagram como uma plataforma para mostrar seu trabalho, falar de amor próprio e auto confiança, que ela acredita serem as chaves para o sucesso pessoal.

 

5. Khoudia Diop – @melaniin.goddess

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Auto intitulada como “A deusa da melanina”, Khoudia é uma senegalesa que conquistou a internet com a beleza do seu tom de pele. Ela começou a modelar 3 anos atrás, em Paris, onde foi descoberta nas ruas enquanto acompanhava sua mãe para uma cirurgia. Sua primeira @ no instagram era Black Barbie (Barbie Negra), um apelido que ganhou de seus amigos de infância. Depois, resolveu mudar para Melanin Goddess, Deusa da Melanina, para mostrar para as mulheres que ser negra é um motivo de orgulho e que a beleza está nas diferenças.

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Modelos fora do padrão – Khoudia Diop é conhecida como a deusa da melanina

5 modelos fora do padrão para seguir e se inspirar no Instagram

Foto do projeto Colored Girls, que levou Diop ao estrelato mundia.

Khoudia já é considerada uma top model, com uma carreira bem consolidada e desfiles importantes nas principais passarelas do mundo, incluindo Paris e Nova Iorque. No entanto, foi o projeto Colored Girls (garotas de cor, em tradução livre), do fotógrafo americano Joey Rosado, que rendeu mais sucesso à modelo senegalesa.

 

Salvar

DESCONTOS EXCLUSIVOS FASHION BUBBLES

Publicação: 3 de agosto de 2017

AUTOR

Francieli Hess é formada em Design de Moda pela UDESC e já estudou Cultura e Progettazione della Moda em Florença. Trabalha como estilista freelancer em Florianópolis e é apaixonada por criação, história, branding e comunicação. Instagram: @fvhess

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Denise Pitta – Ensaio em preto e branco por Valentina Studio

A beleza das fotos em P&B. Para Platão, Sêneca e Rousseau, toda aparência é uma casca enganosa que recobre uma...

Fechar