Lançamento Nike 2016 – Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Em meio a modelos icônicos e apaixonados pela cultura sneaker, a Nike lançou alguns de seus modelos para 2016, com destaque para o Pedro Lourenço Nike Air Rift.

No evento realizado no Edifício Copan em São Paulo, mediado pelo apresentador Marcos Mion e com a presença do Johnson Griffin, diretor de desing da Nike Sportswear, tivemos uma verdadeira imersão neste universo.

Pedro Lourenço contou um pouco de sua experiência com o Nike Air Rift, modelo original inspirado no estilo dos corredores quenianos descalços. O estilista brasileiro comentou a importância desta parceria, lembrando ainda de quando recebeu o seu primeiro par diretamente de Londres – um presente que sua mãe, a estilista Gloria Coelho, havia comprado em uma viagem.

Mais de uma década depois, a silhueta esportiva mantém seu apelo global e serve como inspiração por trás da segunda colaboração do designer com a NikeLab, parceria que começou há mais de um ano, com uma interpretação única do vestuário esportivo para mulheres.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaquesChegando a tempo das festas de fim de ano, o modelo é apresentado em versão branca, inspirado na tradição brasileira em vestir essa cor durante a véspera de Ano Novo. A aparência do tênis também reflete o olhar de Lourenço, que buscava um design high-tech. Para alcançar esse objetivo, a parte superior foi construída com couro sintético tratado revestido em esmalte – Pedro Lourenço Nike Air Rift

Apesar da nova estética, a silhueta mantém os atributos que definem esse ícone Nike. A entressola Phylon com ar encapsulado ajuda a fornecer apoio e conforto enquanto sua marca registrada, o corte que separa o dedão do restante dos dedos do pé, trabalha com um movimento natural de sola flexível para permitir mais liberdade nos movimentos.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaquesO produto será vendido com exclusividade no Cartel 011, em São Paulo e na loja Nike Copacabana, no Rio de Janeiro – Pedro Lourenço Nike Air Rift

Veja mais fotos do evento

Durante o evento a paixão pelos tênis foi discutida com atletas da marca do swoosh: nomes como, RODRIGO GERDAL, CARLOS RIBEIRO e PEDRO SCOOBY, falaram dessa mistura entre esporte e cultura de rua.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques
 Johnson Griffin, diretor de design da Nike Sportswear e Denise Pitta do Fashion Bubbles. Griffin demonstrando a criação de um Nike para o Marcor Mion

Conheça história do Nike Air – a evolução da tecnologia aparente

Em 1987, a tecnologia Nike Air não era mais uma novidade. Isso porque os corredores já estavam familiarizados com os seus benefícios de amortecimento, que apareceram pela primeira vez no Nike Tailwind, em 1978. De qualquer forma, é preciso ver para crer.

Por isso, o lendário designer da Nike, Tinker Hatfield, tornou essa tecnologia visível para que os corredores pudessem entender melhor suas vantagens. Foi assim que ele criou o Nike Air Max 1, um modelo que deu origem a um ícone cultural que mudou para sempre a história dos tênis.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Entretanto, ao contrário do que muitos pensam, a história do Air visível não começou com o projeto de Hatfield, mas sim em 1985, quando o atual diretor de inovação de amortecimento da Nike, David Forland, entrou na equipe da marca. Maior especialista do mundo em Air visível, nos últimos trinta anos o foco de Forland tem sido promover a tecnologia em territórios inimagináveis.  Por isso, é ele o primeiro a admitir que a consolidação da família Air Max teve que superar mais obstáculos do que a maioria das pessoas imagina.

No início do projeto Air Max, o foco da Nike era exatamente o desenvolvimento de uma capsula de Air visível, uma tarefa difícil de ser realizada naquela época. Em razão disso, Forland, ainda construindo os protótipos encapsulados à mão, era frequentemente questionado quanto à forma de construção da peça O resultado disso foi a criação de um protótipo que continha as costuras situadas não no perímetro, mas na parte superior e inferior da cápsula.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Assim nasceu o primeiro protótipo de tênis com tecnologia aparente, que mais tarde deu origem ao Nike Air Max 1, o primeiro modelo a expor esse elemento antes invisível. De acordo com Forland, nessa época as cápsulas de ar ainda eram desenhadas para serem cada vez mais finas, visando facilitar o processo de fabricação.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Por isso, num esforço para aumentar a sensação de andar sob o ar, o designer tratou de mudar rapidamente a abordagem no desenvolvimento da tecnologia.

“Se você olhar para a história do Air Max, especialmente de 87 a 93, uma das principais diferenças entre os modelos era a forma como cada um continha um volume maior de ar do que o seu anterior, e, portanto, uma quantidade menor de espuma. A espuma se decompõe, mas o ar não”, explica.

Durante a busca pelo aumento de volume de ar, veio uma luz: eliminar a espuma entre a sola e a cápsula de Air poderia criar espaço para aumentar esse volume. Com essa ideia, veio o Air Max 180, o primeiro a contar com uma cápsula de Air visível em 180 graus. Porém, essa não foi uma tarefa fácil para Forland.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Naquela época, os Air Max 1, 180 e 90 tinham cápsulas de Air no antepé, mas todas elas eram totalmente encobertas e não podiam ser vistas. À medida que a busca por um tênis de corrida completamente sem espuma continuava, foi feita uma descoberta monumental que veio na forma de um novo método de construção da cápsula de Air, chamado moldagem por sopro.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Usada pela primeira vez no Air Max 93, essa técnica permitiu a criação de cápsulas de Air em formas 3D que não dependiam de pressão. Isso significava que elas poderiam ser feitas para se ajustar à curvatura da parte dianteira do pé. Aproveitando ao máximo a inovação, o Air Max 95, que tinha duas unidades moldadas por sopro separadas das cápsulas, foi a primeira manifestação de ar visível na parte dianteira do pé.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Em 1997, o processo para introduzir uma cápsula de Air em todo o solado foi desenvolvido sem economia de esforço de fabricação, desenvolvimento e design. O primeiro passo foi uma unidade de calcanhar e antepé interligada. A próxima tarefa era descobrir como segurar a película fundida por tempo suficiente para fechar um molde 3-D ao longo do comprimento em torno dela. Muitos protótipos e algum tempo depois, o Air Max 97 foi criado.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Após desenvolver o Air ao longo do solado, as ideias em torno dele pareciam intermináveis. Assim, a Nike começou a se concentrar em outras formas de amortecimento, como a Tuned Air. Vista pela primeira vez em 1999, no Air Max Plus, ela também ajudou a aumentar a estabilidade do amortecimento Nike Max Ai.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

A próxima forma de inovação veio com o Air Max 360, de 2006, que finalmente conseguiu o objetivo de remover completamente a espuma da fabricação do tênis. Para criar o Air Max 360, ao invés de espuma, a equipe de Forland utilizou a tecnologia Caged Air como estabilizadora, atingindo finalmente, vinte anos após o início do projeto, o objetivo de um tênis Air Max sem espuma.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

A conquista de um solado todo em ar não foi o fim da evolução do Air Max. A Nike alcançou seu sonho, mas não conseguiu resistir à possibilidade de melhorá-lo ainda mais. Para isso, Forland e a equipe mudaram o foco da eliminação de espuma para aumentar a flexibilidade. Utilizando uma construção tubular, fendas flexíveis foram criadas para as cápsulas de Air do Air Max 2015, resultando na plataforma de amortecimento Max Air mais flexível que já existiu.

Lançamento Nike 2016   Pedro Lourenço Nike Air Rift e imersão na cultura sneaker foram destaques

Após a longa jornada, Forland aprendeu que a inovação nunca vem sem risco.

“Eu me lembro da primeira cápsula de Air moldada por sopro. Nós trabalhamos arduamente nela e não sabíamos se as pessoas iriam adotá-la”, diz Forland. “Eu me lembro de estar em um aeroporto bem na época do primeiro tênis Air Max ser lançado. Eu estava ligando para um técnico no laboratório quando alguém passou por mim vestindo um par. Eu olhei para ele da cabine de telefone e disse: ‘Alguém comprou. Eu estou vendo o tênis na minha frente’. Risco grande. Recompensa maior. Para o Air Max, agora é só sucesso daqui para frente”.

David Forland

David Forland se juntou ao time da Nike em 1985. Por 28 anos eles trabalhou no desenvolvimento e crescimento da família Air Max. Além disso, durante esse período, Forland esteve envolvido em todas as coisas relacionadas à tecnologia Nike Air.
Fonte: Nike
Imagem de abertura via Sneakersbr

 

Publicação: 14 de dezembro de 2015

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
100 anos de beleza brasileira

Pra quem acompanha os vídeos de cem anos de moda e beleza que surgem por aí, temos uma boa notícia:...

Fechar