Moda Livre – ONG brasileira cria aplicativo que revela marcas que utilizam trabalho escravo

A Zara já foi altuada no Brasil por ter utilizado mão de obra escrava. Mais rencentemente, quem esteve na mesma posição foi o Restoque: encontraram peças da marca Les Lis Blanc (que faz parte do grupo) em uma oficina que não possuía condições ideais de trabalho.

A questão é séria, e deve sim estar nas preocupações dos consumidores – afinal de que adianta comprar uma peça bacana e com preço bom se, para fabricar a mesma, a indústria não respeitou as leis dos direitos humanos?

Para ajudar as pessoas a descobrirem quem é condizente com tais práticas, o Repórter Brasil, coletivo de jornalistas, educadores e  cientistas sociais, lançou nesta semana o aplicativo Moda Livre, que pode ser baixado em smartphones de sistemas IOS e Android.

Moda Livre – ONG brasileira cria aplicativo que revela marcas que utilizam trabalho escravo

No app, atualmente com 22 varejistas de moda que participam do cenário nacional, você pode acompanhar uma avaliação, com sinais verde, amarelo e vermelho, indicando quais delas combatem o trabalho escravo (sendo que verde é a melhor avalização, para aquelas que  acompanham a cadeia produtiva e possuem histórico favorável; e vermelho para aquelas que não estão atentas ao tema ou não responderam o questionário enviado para pesquisa).

Das empresas presentes, até agora, apenas uma possui sinal verde — a C&A, mostrando que mesmo sendo uma grande rede de fast fashion, dá sim para preocupar-se com todas as etapas da produção de seus itens.  Já Bo.Bô, Centauro e Riachuelo estão com avaliações vermelhas, ou seja, negativas.

Moda Livre – ONG brasileira cria aplicativo que revela marcas que utilizam trabalho escravo Esta é a condição da oficina onde foram encontrados funcionários bolivianos trabalhando. Eles costuravam peças de marcas do grupo Restoque, como Les Lis Blanc e Bo.Bô

O aplicativo possui ainda área de notícias e metodologia, que explica melhor como foi feita a pesquisa enviada às indústrias e de que maneira elas funcionam. O donwload é gratuito e pode ser feito aqui (na App Store) e aqui (na Google Play).

Imagens: reprodução / Yay Hype Magazine

 

 

Publicação: 13 de dezembro de 2013

AUTOR

Graduada em jornalismo e moda, Marcela é apaixonada por tudo que envolva os universos da moda, beleza, comportamento e cinema. Adora cultura geek, mas só quando o assunto é tecnologia. Já atuou na Revista Estilo, Guia Jeanswear e All Lingeriea, além de coloborar com o Blog do Pro e revista World Fashion.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
LifeProof – Conheça a capa de celular a prova d’água

Hoje em dia um smartphone é quase tão essencial quanto um órgão vital. Quem tem esse gadget inserido no dia-a-dia...

Fechar