Logo

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”

Acaba de estrear na Band, o reality show mais rico – e polêmico – da TV brasileira. É o Mulheres Ricas 2013 que volta em sua segunda edição para cobrir as férias do CQC.

Narcisa Tamborindeguy volta para brilhar mais uma vez. Val Marchiori também retorna, mesmo tendo confirmado aos 47 do segundo tempo – a loira polêmica e Brunete Fraccaroli, veteranas do programa, farão pequenas participações nessa temporada, assim como a advogada Regina Mansur, que afirmou que “vaidade e fama” foram as motivações para ela participar do programa.

O elenco fixo é composto por Narcisa Tamborindeguy (45), advogada, jornalista, polêmica e extrovertida; Andréa Nóbrega (45), ex-atriz e ex-mulher do apresentador Carlos Alberto de Nóbrega; Cozete Gomes (43), empresária solteira; Mariana Mesquita (32), esposa do ex-jogador Luizão, e a caçula Aeileen Varejão, herdeira de uma família capixaba tradicional e que tenta ser cantora.

Antes mesmo de estrear o programa, as tradicionais alfinetadas já rolaram soltas entre as participantes. Val Marchiori foi quem queimou a largada, como já era de se esperar. Começou criticando as outras mulheres ricas em um quadro do CQC, munida até com um detector de mentiras – para provar que ela realmente se acha melhor que todas as outras.

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Foto: Band

Já na apresentação da segunda temporada de Mulheres Ricas, Val Marchiori protagonizou, mais uma vez, uma troca de farpas com Narcisa Tamborindeguy. A loira quis mostrar que tem uma boa relação com a colega, mas a socialite deixou bem claro que não. Val disse que “gosta de Narcisa, a acha engraçada e estava com saudades”. “Ai, que falsidade!”, respondeu Narcisa, em alto volume, para depois ironizar: “você é muito legal”.

Desta vez Val Marchiori vai ter uma concorrente para destilar o veneno. Depois que ela se referiu a Regina Mansur como “uma senhora de idade”, a advogada rebateu dizendo que “ela tem é inveja de mim, pois eu sou e tenho tudo o que ela gostaria de ser e ter. Elegância e berço, dinheiro nenhum compra”. Regina ressaltou que representa as mulheres com mais de 50 anos que são “bonitas, glamourosas, bem sucedidas, interessantes e bem posicionadas” e ainda desmascarou Marchiori, afirmando que ela usa maquiagem pesada até nas pernas para esconder os defeitos. “Quem é chique sabe que a taça para tomar champanhe tem que ser do cristal mais puro, e não de ouro, como aquela que ela gosta de mostrar”. A advogada não perdoou nem o bordão de Val Marchiori: “Eu falo fluentemente quatro idiomas. Falo muito mais que Hello”.

Outra surpresa do programa é a estreia sem festa – a produção de Mulheres Ricas decidiu não fazer uma festança porque as meninas ainda estariam viajando. Val Marchiori estaria em Angra dos Reis, Mariana Mesquita no litoral paulista e Andrea Nóbrega acaba de chegar da Disney, vai assistir ao primeiro episódio com as amigas em casa.

Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”

Pessoas que se acham cultas e/ou verdadeiramente ricas, desprezam o programa e outros entretenimentos duvidosos desse tipo; leitores do Fashion Bubbles reclamam da atenção dada ao programa… Mas não nos deixemos enganar pelas aparências: quando um assunto mobiliza o público, devemos nos perguntar a razão.

O programa “Mulheres Ricas”, e em especial a personagem de Val, traz à baila as questões importantes, do tipo:

  • “Uma pessoa é melhor do que outra, só porque tem mais dinheiro?”
  • “O dinheiro muda o caráter das pessoas?”
  • “É mais fácil ser honesto quando se é pobre?”
  • “Dinheiro traz felicidade?”
  • “O dinheiro compra tudo?”
  • “A esposa tem direito ao dinheiro da família quando pede o divórcio?”
  • “Um novo-rico vale menos do que um rico tradicional?”
  • “Quem tem dinheiro dever gastar como quer ou com responsabilidade social?”
  • “Devo torra meu dinheiro em champagne ou me preocupar com as crianças carentes?”
  • “É certo uns terem muito dinheiro e outros quase nada?”
  • “Devo correr atrás da fortuna não importam os meios?”
  • “É certo trair a esposa?”
  • “É certo se relacionar com alguém casado?”
  • “Uma esposa tem direito de perseguir a amante do marido?”
  • “O que é prostituição?”
  • “É certo falar mal de todo mundo?”
  • “É certo expor sua família para ganhar fama?”
  • “O que é ser mulher hoje?”
  • “Os fins justificam os meios?”

Embora na dinâmica do show não haja uma votação para eliminar alguma das participantes, o “paredão” se dá nos comentários dos blogs e redes sociais, em que as personagens são confundidas com as pessoas reais. O que está em jogo e por que isso mobiliza os telespectadores e internautas?

Por trás dos comentários sobre dinheiro, pobres e ricos, mobilidade social, moralidade sexual e ética nas relações, o que importa é a discussão sobre valores morais, sobre o certo e o errado, sobre a Justiça,  sobre como as pessoas devem educar os filhos. Enfim, sobre o que é uma vida boa e como devemos no posicionar moralmente nas nossas relações.

Quem vencerá (isto é, que valores morais vencerão)? Façam suas apostas!

Continue lendo em: Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”.

Saiba mais sobre as participantes da segunda temporada de Mulheres Ricas:

Fonte: UOL        

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Narcisa Tamborindeguy
tem 45 anos, é advogada e jornalista. Tem duas filhas e um orfanato que atende 200 crianças. Além disso, namora o jornalista Guilherme Fiúza. “Eu já virei uma entidade. Os fãs querem me ver, param em frente ao meu prédio de madrugada, berram meu nome, gritam ‘ai que loucura’. Eu amo essas pessoas que vem de longe me ver. Amo essa troca de energia, esse amor. Se eu estou triste e um fã vem me abraçar, eu já fico feliz”. Foto: Bol

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Andréa Nóbrega
, ex-mulher do apresentador Carlos Alberto da Nóbrega, tem 45 anos e é atriz. Separada há 3 anos, ela está solteira e tem dois filhos gêmeos de 12 anos. “Fiquei casada por 22 anos, então vamos dizer que fiquei rica com o casamento. Mas isso não me agride. Se construímos uma história juntos, por que não?”, diz. Foto: Bol

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Mariana Mesquita
tem 32 anos, é atriz e empresária e está casada com o ex-jogador Luizão há 13 anos com quem tem dois filhos. “Sou uma mistura de patricinha com maloqueira, que enfia a mão na massa. Não adianta você abraçar o Cristo e não falar bom dia para o porteiro. Eu falo que eu sou patricinha, que adoro andar de Rolex, mas eu pego na mão de qualquer pessoa. Sou do tipo que, se o pintor não veio fazer o trabalho, eu passo a tinta na parede”, afirma. Foto: Bol

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Nascida em um família simples, Cozete Gomes tem 43 anos, é empresária dona de um conglomerado e se define como uma mulher “multi-negócios”. “As pessoas podem me achar fútil se não conhecem a minha história, mas não é proibido ser rico. Não é preciso enaltecer os coitadinhos. Eu batalhei muito e todo mundo pode chegar lá. É por isso que faço questão de contar minha historia. Gastar dinheiro dos outros é fácil, mas esse não é o meu caso”, afirma. Foto: Bol

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Aieleen Varejão
tem 21 anos e vem de uma família tradicional do Espírito Santo, proprietária do Haras Floriano Varejão. Solteira, ela sonha em ser cantora country e cursa o sétimo semestre de Rádio e TV na FAAP. “Chique para mim não é ter botox na cara e achar que a idade não passa. Eu prefiro viver na fazenda, uma vida mais natural. Isso para mim é muito mais chique”, diz ela sobre a riqueza. Foto: Bol

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Val Marchiori garante as alfinetadas e as polêmicas em participação especial.  Foto: Bol

O Censo das Mulheres Ricas

Que as participantes do Mulheres Ricas estão no topo da pirâmide social do Brasil, a gente já sabe. Entretanto, para se ter uma noção do poder aquisitivo dessas dondocas – e até mesmo uma noção da desigualdade social do nosso país -, o site da Veja fez às madames as perguntas do questionário do último Censo, elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.

Com exceção de Mariana Mesquita, que se recusou a responder, e Aeileen Kunkel, que saiu de sua mansão no Espírito Santo para morar num flat em São Paulo, todas as mulheres ricas do programa moram em casa própria com no mínimo quatro quartos e dez banheiros.

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Foto: UOL

A mais exagerada – claro – é Val Marchiori, que tem em sua casa oito quartos, sendo sete suítes, dez banheiros, oito televisões, três máquinas de lavar roupa, quatro geladeiras, doze celulares, seis telefones fixos e oito computadores com acesso à internet. Na garagem há seis carros, além de um jatinho particular e das lanchas ancoradas em Angra dos Reis.

Entretanto, a garagem de Cozete Gomes ganha da loira, com nove carros estacionados, além de uma moto. Cozete também ganha com os pés mais calçados, tendo cerca de 400 pares de sapatos. Logo atrás vem Regina Mansur, com 300 pares – mas a advogada também conta com uma coleção de 40 casacos de pele, todos guardados num closet de 200 metros quadrados.

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”
Fotos: Caras

Clique aqui para ver o Censo completo das Mulheres Ricas.

Foto de abertura: Band

Mulheres Ricas estreia segunda temporada na Band. Sexo, dinheiro e felicidade – Entenda o fenômeno “Mulheres Ricas”

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.

One Comment

  1. Rico que é "really" rico quer discrição, elas são só remediadas ; > )
    "Reality comedy" engraçadíssimo! A-do-ro!

Your Commment

Email (will not be published)