Presente virtual de Sérgio para Carlos

Presente virtual de Sérgio para Carlos

Este poema do Ferreira Gullar é um presente meu para o cara mais animado da festa do último sábado. Quem será?  Quem será?

Um cara que sabe se divertir, que sabe ouvir, que sabe refletir em profundidade e, acima de tudo, ser uma pessoa humilde, cativante e autêntico.

Seu nome? Carlos Silva.

Quem me ajudou a escolher esta poesia, foi uma pessoa que, igualmente, o admira: a Queila.

Sérgio Lage

TRADUZIR-SE  de Ferreira Gullar

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.
Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.
Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.


Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.
Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
_ que é uma questão
de vida ou morte _
será arte?

Por Sérgio Lage

Publicação: 10 de dezembro de 2008

AUTOR

Sérgio Lage é mestre em Sociologia e Publicidade e Marketing pela USP. Professor de Análise Estratégica de Tendências Culturais dos cursos de Master do Istituto Europeo di Design e Professor de Comportamento do Consumidor e Antropologia do Consumo dos cursos de Extensão e MBA da FIA PROVAR.

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
2008-12-10_133703
Presente virtual de Mila para Leandro: As tribos do OMO

Leandro. Lembro de você. Em uma ou duas festinhas na casa dos queridos Ed e Carlos. Você sempre chega tarde,...

Fechar