Capim dourado, a joia vegetal

Capim dourado, a joia vegetal

Não mais que de repente, a moda está sendo invadida por bolsas douradas de indefinível leveza, que repetem o mesmo brilho dos brincos, braceletes, colares e outros acessórios feitos dos fios de ouro do capim que cresce a beira d’agua nos cerrados brasileiros, e foi pela primeira vez transformado em jóia vegetal pelas artesãs do povoado de Mumbuca, no deserto do Jalapão TO.

Um acessório de ouro, sem a frieza, a dureza e o peso do metal: um pingente, um brinco de capim dourado compartilham conosco o milagre da vida.

Capim dourado, a joia vegetal

Em Sao Desidério, oeste da Bahia, o Sebrae de Barreiras está estimulando as artesãs da Ilha do Vito a aperfeicoarem as suas técnicas de urdir as jóias de capim dourado. Em Dianópolis TO, a Noelia Costa e outras artistas criam uma variedade cada vez maior de peças desse artesanato, e tambem em Barreiras BA a Clelia Rocha esta fazendo o mesmo, em que pese uma hippie haver discutido comigo no retorno das praias de Itacaré BA, pois para ela somente no Jalapão existe o genuíno capim dourado. No máximo pode haver em Formosa do Rio Preto BA, que é vizinha àquele deserto cortado de águas por todos os lados. Nos outros lugares do cerrado brasileiro, o que existe é um generico, nunca o verdadeiro e autêtico capim dourado! Para ela, há diferenças de texturas, provou isso por a+b, mostrando pecas de origens diversas que trazia em seu mostruário, junto às verdadeiras jóias do artesanato hippie.

Capim dourado, a joia vegetalAssim constatei que o capim dourado pode despertar paixões e – quem sabe – até necessitar de certificação de origem, embora para meus olhos de leiga o artesanato da Ilha do Vito e o de Dianópolis que vi tenham a mesma magia, a mesma leveza dourada e acariciante que qualquer peça originada no Jalapão. Inegavelmente, cabe às artesas desse nosso deserto com peculiaridades aquáticas o mesmo mérito de Santos Dumont ao inventar o avião: elas fizeram o capim dourado levantar vôo e aterrissar no mundo fashion.

Por Ignez Pitta, historiadora e mãe oficial do blog.

Publicação: 12 de dezembro de 2006

AUTOR

Ignez é historiadora. Contato: http://www.myfashionbubbles.com/profile/IgnezPittadeAlmeida

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
FERRAMENTA DE BUSCA VISUAL PARA A MODA

Jornal do Comercio Tipo, é uma bolsa, tipo, a da Mischa Barton. Se você não consegue encontrar as palavras na...

Fechar