Dia da Pizza

Dia da PizzaComo bons paulistas, Ciro e eu adoramos pizza. Não precisamos de muita “desculpa” para pedir em casa e qualquer dia é dia. Mas, como foi oficialmente o Dia da Pizza (10 de julho), resolvemos fazer uma caseira.

Um dos sabores da minha infância é de pizza de atum. Meu padrinho faz pizzas divinas e, pra mim, sempre fazia uma especial, com bastante atum e muito molho de tomate. Eu ficava me achando porque era uma pizza só pra mim – pequena, tipo brotinho -, mais uma prova do quão já fui mimada nessa vida. Faz tempo que não como pizza de atum… E, claro, nenhuma jamais vai se igualar àquela que meu padrinho fazia.

O bom de fazer pizza em casa é que você decide a qualidade dos produtos e quanto “recheio” quer usar. Nada mais decepcionante do que receber uma pizza que você percebe que tem ingredientes ruins ou foi feita por alguém que economizou na quantidade de calabresa.

Foi a primeira vez que fizemos pizza em casa e, confesso, estávamos um tanto quanto apreensivos em relação à massa. Mas ficou boa: bem fina e crocante. Se você não quiser se aventurar tanto, use massa pronta mesmo. O molho ficou bem “rico”, como diz o Ciro. Acho que a minha preferida foi a de milho e bacon – o adocicado do milho cai maravilhosamente bem com o sabor mais salgadinho do bacon e dos queijos.

Se você é como a gente, pizza é que nem beijo e abraço, todo dia é dia. Não precisa esperar o domingo e pode fazer hoje mesmo.

O que usamos

Para a massa
1 ½ xícara de chá de água morna
1 tablete de fermento biológico
3 ½ xícaras de chá de farinha de rosca
2 colheres de chá de sal
2 colheres de chá de azeite
1 pitada de açúcar
Farinha de trigo

Para o molho
½ lata de tomates sem pele
1 colher de chá de mix de alho e cebola triturados
Sal
Pimenta-do-reino
Azeite
1 colher de café de caldo de carne líquido
Manjerona seca

1 folha de louro

Para os recheios
Bacon cortado em tiras bem finas
Milho em conserva
Queijo estepe
Queijo parmesão
Queijo minas padrão
Linguiça calabresa fatiada
Manjericão fresco

Dia da Pizza

Como fizemos

Para a massa
Dissolvemos o fermento biológico na água morna. Adicionamos a farinha de rosca, o sal e o azeite. Misturamos e amassamos até formar uma massa homogênea. Deixamos descansar por cerca de uma hora. Abrimos a massa em uma superfície com farinha de trigo – desta vez, preferimos deixá-la bem fininha. Colocamos em uma fôrma com um pouco de farinha de trigo.

Para o molho
Douramos o mix de alho e cebola triturados no azeite. Adicionamos os tomates sem pele e o caldo de carne líquido. Temperamos com sal, pimenta-do-reino e um pouco de manjerona. Colocamos a folha de louro e deixamos cozinhando com a panela tampada, mexendo de vez em quando. Para não secar muito rapidamente, adicionamos um pouco de água no meio do cozimento.

Para montar
Espalhamos o molho de tomate sob a massa já na fôrma. Ralamos os queijos e adicionamos por cima do molho. Em uma metade, colocamos as linguiças calabresa, o manjericão fresco e parmesão por cima. Na outra, bacon e milho.

Levamos ao forno pré-aquecido em temperatura alta por aproximadamente 30 minutos.

O que bebemos
Guaraná

Na cozinha tocou
Bod Dylan

Publicação: 11 de julho de 2012

AUTOR

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
LV 1
Hotel Splendido é cenário de editorial da Louis Vuitton para a revista Elle da Turquia

Após ser palco da Campanha da Dior, o Hotel Splendido, da coleção Orient-Express, novamente serviu de cenário para um editorial...

Fechar