Bubbles in the City – Tempo

Bubbles in the City   Tempo

São Paulo é o império do urgente. Todo mundo aqui tem muita pressa e não pode esperar. A gente vive numa espécie de universo paralelo, onde as horas voam com uma rapidez de fazer inveja a velocidade da luz.

Aqui, é comum a gente ouvir que o dia devia ter umas 32 horas. Talvez (veja bem: talvez) a gente teria tempo suficiente pra fazer pelo menos o básico. É uma paranóia. No trânsito, agimos como pilotos de Fórmula 1 (tirando o Rubinho?!): sempre correndo e querendo chegar antes que os outros. No restaurante, se esperamos mais do que dez segundos pelo garçom, uma ira toma conta do nosso ser e queremos logo processar o dono pelo mau atendimento.

Bubbles in the City   Tempo

Temos necessidades e elas devem ser solucionadas o mais rapidamente possível. Esperar não combina com a gente. Pelo contrário: deixa a gente muito nervoso. Porque não temos tempo, tão pouco, paciência.

Uma vez, conversando com um gerente de hotel em Natal (RN), ouvi uma coisa engraçada. Ele contava como os diferentes perfis dos turistas são motivo de chacota entre os funcionários.

“Tá vendo aqueles ali, na piscina, estirados ao sol? Estão ali há horas. São europeus: passam o tempo todo tomando sol, lendo livro, comendo e tomando água de coco ou caipirinha. Raramente saem do hotel. Tem dia que a piscina parece documentário da National Geographic: um monte de leão marinho deitado, um do ladinho do outro.

Agora, os paulistas deixam a gente meio atordoado. Chegam sempre estressados, perguntam mil coisas de uma vez só e querem a resposta imediatamente. Se a gente não tem, fazem cara de absurdo, como quem diz ‘como você não sabe?’. E eles fazem tudo: num único dia, vão a um monte de praias, fazem compras, participam das atividades do hotel, jantam fora. Fico cansado só de pensar!”

O tempo urge e a gente quer ser mais rápido que ele. Eu, por exemplo, acho que tudo aconteceu há uma semana ou, quando é bem antigo, há um ano. Porque a segunda-feira que foi há quinze dias parece que foi ontem. Ocupada em fazer em menos de 24 horas o que – em condições normais de pressão e temperatura – deveria ser feito em dois ou três dias, não vi o tempo passar.

Sem tempo a perder, desconfio que tenho perdido o tempo…

Bubbles in the City   Tempo

Por Mila Brito

Publicação: 30 de junho de 2008

AUTOR

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
swndl_001_thumbnail
O que é a História da Moda – Aparências Subversivas / Parte 2-2

Aqui, proponho uma breve reflexão sobre o mercado de moda de vanguarda, como propulsor do fenômeno da moda e gerador...

Fechar