Logo

Bubbles in the City – Mas e as minhas unhas…

Bubbles in the City   Mas e as minhas unhas...

Há algum tempo, vira e mexe, tenho visto – em revistas, jornais, sites etc – um assunto que muito me intriga: investir na bolsa é fácil e todo mundo pode.

Não sei quanto a você, mas eu sempre achei que investir na bolsa fosse coisa pra gente graúda, grandes empresários com muita grana ou pessoas quem trabalham no mercado financeiro e já estão acostumadas com a coisa. Eu, na boa, faço cara de paisagem quando ouço falar de índice “Down Jones” (é assim que escreve???). Mas, enfim, dizem que, hoje, investir na bolsa está ao alcance de todos.

Okey, até conheço uma pessoa que comprou ações de uma certa empresa brasileira de petróleo (humm… qual será???) e cujo retorno, até onde ouvi dizer, vai muito bem, obrigada. Mas eu, coitadinha, nem dinheiro na “poupança” tenho! O máximo que fiz até agora foi adquirir uma tal de previdência privada (que, pra falar a verdade, nem sei direito como funciona).

Sou péssima quando o assunto é guardar e/ou investir dinheiro. E me sinto péssima por isso. Às vezes, pra me sentir menos irresponsável, coloco a culpa em São Paulo – a cidade, não o santo. Paga-se um preço alto para viver em São Paulo, oras! Principalmente uma pessoa fraca como eu, que sucumbe às maravilhas da vida moderna em uma metrópole onde tudo pode, tudo tem – mas custa caro.

Lá na firma, tem uma menina que, mais nova que eu, comprou um carro zerinho – à vista. E agora está procurando um apartamento – pra comprar quase que à vista. Achei o máximo! Deu um pouquinho de inveja, confesso. Perguntei qual era o segredo pra guardar tanto dinheiro e ela respondeu esticando as mãos: ela não faz nem as unhas.

Bubbles in the City   Mas e as minhas unhas...

Voltei pra minha mesa olhando as minhas próprias mãos: unhas vermelhas, pintadas com esmalte importado (o vidrinho tem um strass, acredita?). Lembrei que as manicures do “salão” que eu vou atendem pessoas como Naomi Campbell… Mas ela pode. Já eu… Será que estou fazendo as unhas no lugar certo?

Resolvi tirar a prova. Peguei o elevador, atravessei a rua e entrei num “salão” em frente ao meu prédio. É bem pequenininho, simples. Gastei menos da metade do que estou acostumada, o que me deu um certo sentimento de missão cumprida, apesar dos bifes tirados de meus (delicados) dedinhos.

O sentimento de vitória durou menos de dois minutos. No elevador, antes mesmo de chegar no meu andar (e eu moro no quarto andar, não na cobertura), olhei minhas mãos bem de perto. Visão do inferno: cutícula mal tirada, meio “carcumida”, cantinho dos dedos ainda com esmalte… Ai, que nervoso!

Mas eu não ia desistir. Fui ainda mais ousada: andei um quarteirão e entrei em outro “salão”. Esse era mais moderninho: decoração “cleean” (leia-se: tudo branco). Pessoas uniformizadas (leia-se: cabeleireiros de preto). Fiz uma escova… E saí de lá com o cabelo do Chewbacca, aquele alienígena de Guerra nas Estrelas. Raiz alta e úmida, pontas espichadas. Ai, que nervoso!

Aí, o inevitável aconteceu: chegou o dia de colocar a depilação em dia. Pensei, pensei, pensei… E não resisti. Mais uma vez, sucumbi aos altos preços que (geralmente) acompanham a alta qualidade dos serviços. Afinal, já que é pra sofrer, que seja por um resultado, no mínimo, outstanding. Voltei ao “salão” de Naomi. Quase chorei de emoção quando vi minha depiladora. Aproveitei e (re)fiz as mãos. Saí de lá não menos “falida” do que entrei. Mas as minhas unhas… Um escândalo de bem feitas.

Bubbles beijos.

Bubbles in the City   Mas e as minhas unhas...

Serviço:
Onde faço mão-pé-depilação?
No MGHair Design
Rua Estados Unidos, 1862
Tel: (11) 3068-9035

Por Emi Brito

Bubbles in the City   Mas e as minhas unhas...

11 Comment

  1. Gen-tê! Superobrigada pelos comentários! Adorei todos: a dica de estabelecer metas; o incentivo pra eu não desisistir de achar um salão assim, digamos, mais em conta; a solidariedade das “falidas” como eu – enfim tudo! Ah, me deu uma certa inveja de vocês que sabem fazer as unhas em casa, sozinhas (com as próprias mãos! ai, sorry, trocadilho péssimo).
    Bom, é isso. A vida tá corrida, mas nem por isso sem graça. Então, logo, logo, voltaremos a conversar.
    Bubblebeijos!

  2. Oi, Emi!Já comentei com a Denise que estou amando seus textos e já havia deixado um post na sua estréia. Porém é impossível não comentar seus artigos. Ainda não te conheço, mas tenho a impressão que vou chamá-la de Emi Bradshaw,rs. Fiquei fã!!!! Bjs

  3. Bubbles in the City has been a great surprise for all of us!

    Be Bubbles! now bubbles in the City! Congrats.

  4. Sou mais ou menos como essa menina do seu trabalho, porém sou EXTREMAMENTE VAIDOSA. Economizo sempre. Faço minhas próprias unhas há uns 10 anos, depilo minhas próprias pernas e faço hidratação no cabelo em casa.
    Sempre quando falo isso as pessoas falam: ah, eu não sei pintar as unhas…
    Eu também não sabia fui tentando, tentando, até que hoje sai naturalmente e ficam ótimas.

    Você já parou para contabilizar quanto você gasta no salão por mês? E depois por ano?
    Eu já fiz as contas e dá pra economizar bem.
    Mas acho também que cada um deve saber a melhor maneira de economizar.
    Em vez de comprar uma roupa de marca, saber se vestir legal por um preço mais barato, por exemplo.

    Mas acho que a principal estratégia para conseguir juntar dinheiro é assim que receber separar um dinheiro para aplicar em algum fundo e não esperar sobrar. Porque gastar o que se tem na cotar é facil e rápido.
    Separe todo o seu dinheiro (R$ 00,00 para sair, R$ 33,33 para o salão, R$ 11,11 para contas, R$ 22,22 para comprar o que desejar, …)
    Outra estratégia é traçar metas, em um ano vou ter R$ X, assim você começa a ter gosto de juntar e ver sua meta ser alcançada.

    Tente fazer isso! Você vai se sentir bem melhor!

  5. Oi Emi,
    Entrei em seu blog por acaso, eu amo MODA, e estava pesquisando sobre o figurino do filme ” O Diabo veste Prada”, e acabei entrando aqui. Li essa sua descrição de pequenos probleminhas que enfrentamos no dia-a-dia. É verdade que pra pobres mortais como eu não sobra nem pra fazer unha, mas de vez enquando eu passo em um salão próximo a minha casa no subúrbio do RJ e pago em média R$ 12,00(e minhas unhas ficam perfeitas são ótimas profissionais, talvez você não tenha dado sorte na 1º tentativa com a manicure) e já gastei uns 70,00 com cabelo, quase morri, mas isso é só de 6 em 6 meses eu acho que compensa, quanto as unhas, as minhas são bem fraquinhas e curtas e eu acabo fazendo em casa mesmo tenho um kit completo acho que me viro bem.
    Bom tente de novo em outro salão tenho certeza que você vai conseguir… Um abraço
    Giane

  6. Adorei!”!!! Me identifiquei totalmente, parabéns pelo blog eu adoro!!! Bjs Guilherme

  7. errata: L´officell

  8. Olha amiga, vc pode ATÉ fazer alguns cortes em seus gastos, mas uma coisa é certa: mulher não economiza no visual.
    Você chora qdn vem a conta de luz, agua…deixa um bilhete nos interruptores “favor desligar assim q sair” mas sua consciencia não pesa na hora em q gasta horrores no salão q até daria pra pagar sua compra do mês no supermercado…..é incrível!!!!!
    Você passa um mês fazendo a unha em casa, deixando seu cabelo black power, se depilando só em “ocasiões especiais”…..e , sabe, passa literalmente um mês fugindo do mundo, se sentindo horrivel…CHEGA!!! vai NO salão, daqueles q vc recebe massagem na orelha, as revista não são aquelas de novelas e sim uma VOGUE, LÓFFICEL….sai de lá com uma felicidade tão grande, q parece q acabou de comprar seu carro a vista ou seu apartamento.
    coisa de MULHERES…..

  9. Achei o máximo.

    Um amigo faz dívidas que acho absurdas… o bem custa 20 mil e ele pagará em 5 anos 32 mil…
    É o tipo de pessoa que PRECISA viver tudo e agora.
    A “poupança” forçada é para que ele tenha ao menos no final de 5 anos os 20 mil do investimento…

    Outros, nao conseguem suportar viver sem a segurança de um “dinheirinho” escondido naquele lugar que ninguem imagina…
    O futuro é sempre incerto e tem que plantar pro amanha.

    Assim somos nós, alguns vivem a experiencia deliciosa de um bom restaurante ou de ser servido por profissionais inigualáveis… Outros terão o apartamento comprado a vista, e o carro quitado.

    Viva as diferenças

  10. Se isso serve de consolo, eu faço minhas unhas em casa, eu mesma, tiro cuticula, lixo, pinto… nem por isso consegui meu apartamento… continuo falidinha… beijos!

  11. Cara Emi.
    No quesito “manicure”, creio que existem milhares de salões populares, medios, remediados , pobres etc…cheios, digo plenty, cheios de boas manicures. talvez elas não tenham bons esmaltes, bosn materiais de trabalho, mas o seu serviço é de boa qualidade.Manicure BOA nao é prerrogativa de saloes melhores e mais caros.
    Aconselho você a levar consigo seus esmalte, base, spray, alicate e utilizar-se de outras profissionais,guardar um pouco da diferença dos honorários e outro pouco reverter em gorjeta , pois estas profissionais sao em geral muito mal remuneradas.
    Assim muito mais pessoas ganham.
    Com carinho
    Marcia

Your Commment

Email (will not be published)