“Carne de porco provoca homossexualidade”, diz site muçulmano

Principalmente se for em forma de lingüiça, completo eu.

O consumo de carne de porco transforma heterossexuais em homossexuais. A afirmação, divulgada no site da organização muçulmana Ahmadiyya, está provocando polêmica entre os homossexuais de Berlim e entre os opositores à construção de uma mesquita da mesma organização na região leste da capital alemã.

A organização muçulmana Ahmadiyya, originária da Índia, está construindo atualmente no bairro de Heinersdorf a primeira mesquita da região leste de Berlim.

“Este modo de raciocinar dos Ahmadiyya contradiz a Constituição alemã. E não queremos que seja difundida entre nós”, disse nesta segunda-feira ao jornal “Berliner Zeitung” o porta-voz do movimento de protesto contra a construção da mesquita, Joachim Swietik.

No artigo publicado na internet, a autora muçulmana se baseia nas afirmações do falecido líder da comunidade Ahmadiyya, Kalif Mirza Tahir Ahmad, segundo o qual “a crescente tendência à homossexualidade tem relação com o consumo de carne de porco em nossa sociedade”.

Leia o artigo completo na Folha Online.

Publicação: 16 de abril de 2007

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
kate_moss_glamour
Kate Moss afirma que vai se aposentar e virar estilista

Por Ansa, em Londres A inglesa Kate Moss cansou da vida de modelo. Agora quer se decidicar aos estudos, mais especificamente...

Fechar