Um dia sem internet

Um dia sem internet

Este apagão foi curioso, foram tantas pancadas no monitor, mas não resolveram o problema. Conecta cabo, desliga modem, liga, reinicia e nada. O problema não era aqui, mas só fiquei sabendo depois de praguejar contra o sujeito da manutenção. E já que não dependia de nós para resolver isso aconteceu algo bem incomum.

Um dia sem Internet!

Já houve tempos em que ela não existia, mas agora que existe perdemos a liberdade. Temos que estar atento a quem está on-line, temos que capturar a toda manhã os e-mails e se isso não for feito o dia não começa. O dia começa excluindo as correntes, os PPS chatos, as fotos impublicáveis de alguém que perdeu o notebook, o celular com câmera… De voyeur e louco todos os internautas têm um pouco.

Nos dias normais fazemos algo e voltamos para dar uma conferida na caixa de entrada, existe uma expectativa de que algo fantasticamente interessante possa estar lá, pronto para ser desvendado. Nunca tem. E isso não diminui a expectativa, vamos continuar conferindo.

No Orkut tenho algumas comunidades, mas o título de cada uma já diz tudo que eu gostaria de dizer. O nome da comunidade já diz que me simpatizo com aquilo, que já fui para tal lugar, participei de determinado clube ou academia ou já li tal livro, que estudei em tal escola. Não discuto nada, não opino nada, mas espero que alguém tenha feito isso. E que seu comentário ou questão proposta no fórum seja algo que seja altamente inspirador e que mereça resposta. Dificilmente é. Mas, isso também não diminui a expectativa…

Um dia inteiro sem internet foi algo no mínimo fabuloso. Não houve a necessidade de se vigiar quem estava on line, nem os barulhos típicos do Messenger nos desconcentravam. Para mim foi um dia maravilhoso: fiz visitas a clientes, liguei para alguns que há tempos não falava, limpei as gavetas, li várias correspondências que estavam no espeto. As pessoas estranharam: “acordou inspirado hoje?”. Minha opinião não é saudosista acreditando que aquele tempo era melhor do que hoje com a internet, mas que um dia de folga da rede fez um bem… Disso não vou discordar!

Um dia sem internet

Por Vinícius Moura

Publicação: 4 de julho de 2008

AUTOR

Vinicius é empresário do setor de auto-peças.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
falsificacao
Identidade na moda: a marca pode nos trair

Reflexão sobre o post Polícia Civil apreende mais de 10 toneladas de roupas com marcas falsificadas em Goiás; 13 são...

Fechar