Mercado cervejeiro – Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejasCervejas artesanais viram moda no  mercado brasileiro. Os diversos tipos de cervejas e a melhor forma delas serem organizadas nas prateleiras do supermercado.

Digamos que você nunca tenha tomado uma cerveja na vida e, nem tivesse visto propaganda nenhuma na TV, como você faria para escolher sua cerveja na frente de uma gôndola de supermercado?

Muito embora esta situação seja completamente hipotética e fora da realidade, outro dia eu fiz um exercício e fiquei lá, observando… Comprar cerveja é um verdadeiro ato de heroísmo, se querem saber. Comprar cerveja no Brasil, apesar de estarmos entre os 20 maiores consumidores de cerveja do mundo e, sabendo que, de longe, é a bebida alcóolica mais popular do país (60% do consumo é de cerveja contra apenas 4% de vinho), é muito difícil!

Acha que eu estou exagerando? Faça o teste você mesmo, mas, faça pensando sobre a característica daquilo que você quer beber e deixe a propaganda de lado!

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Viu? É impossível! Todos os supermercados organizam as prateleiras por marca e não por tipo de cerveja, então na melhor das hipóteses, você vai comparar os diferentes tipos da marca que você quer, vai analisar o preço e o resto é história!

Para facilitar o processo e, sem querer parecer o dono da verdade, coisa que não sou, poderíamos começar dividindo as cervejas em 4 grandes grupos e estes poderiam ser sub-dividos em um grande número de categorias, mas confesso que até eu me perderia. Vamos ver:

  • ALES: o processo de fabricação de uma Cerveja tipo Ale é distinto das demais por ter a fermentação feita a temperaturas próximas da ambiente. Este processo, em geral, faz com que as cervejas tenham notas frutadas.
  • LAGERS: já nas lagers a fabricação é feita em baixas temperaturas e usa-se muito carbono. São cervejas mais neutras em sabor.
  • VERMELHAS: as vermelhas são um caso a parte… Existem dos dois tipos, Ales e Lagers. Pensando bem, nem sei porque separei da tipologia original, mas, fato é que tomar uma cerveja vermelha, pode ser uma experiência bastante distinta.
  • OUTRAS: atualmente é possível se fazer cerveja de qualquer coisa. Se você é um apaixonado por Bacon, por exemplo, você pode tomar uma cerveja, pasme, de Bacon!

Não vejo outra forma de classificar uma cerveja assim que não na categoria “outras”. Você já conseguiu reconhecer a SUA cerveja nesta descrição?

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejasMercado cervejeiro e os diversos tipos de cervejas

Se você, como a maioria dos brasileiros toma Skol, está claro que você toma uma cerveja tipo Pilsen da categoria LAGER. Claro, mais neutra do que Skol, com muito gás e feita para se tomar bem gelada, não há…

Imagino um supermercado classificando as cervejas assim… Bem, para falar a verdade, acho que não daria muito certo também. Rapidamente estaríamos voltando a separação por marcas… Mas, o que aconteceria se, e somente se, fizéssemos a seguinte divisão:

  • Cervejas Caseiras: o que começa como um hobby, pode rapidamente se expandir a ponto de lhe garantir um espaço em uma prateleira de supermercado. Para o ávido consumidor de diferentes rótulos, cada dia é uma oportunidade e saber sobre a história dos responsáveis por aquele precioso líquido pode ser uma viagem interessantíssima de conhecimento e descobertas. Sem desconsiderar que cada garrafa também é uma aposta, ou seja, poderiam ocupar um espaço separado, mas pequeno.
  • Cervejas Artesanais: assim como vinhos que possuem safras especiais e reservas especiais, as cervejas artesanais possuem quantidades limitadas. Seus processos seguem receitas cuidadosamente preparadas, o que as diferem um pouco das caseiras. Poderiam facilmente figurar em um espaço ao lado das caseiras, privilegiando aquelas que mais repetem receitas de sucesso!
  • Cervejas Especiais ou Gourmet: as cervejas Gourmet se diferenciam das Artesanais por respeitarem métodos de fabricação do velho mundo (Alemanha, Holanda, Bélgica) e por procurarem sempre aprimorar seus sabores. Tipicamente aqui encontramos uma grande variedade de Ales. Sempre é possível identificar outros tons e sabores e elas podem ser inclusive harmonizadas com pratos tornando-as um excelente complemento para experiências gastronômicas.
  • Cerveja Massificada ou Popular: processo absolutamente industrializado. A grande maioria leva cereais não malteados. No Brasil, especialmente milho (ver lista de ingredientes). É a cerveja preferida de HappyHours ou de Churrascos. Honestamente falando, nem grande diferença existe entre elas.

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Pareceu mais fácil? Eu gostaria de ver o mundo das cervejas desta forma. Tenho a convicção de que os, já enormes, crescimentos do mercado de cervejas especiais que hoje são da ordem de 45%, seriam ainda maiores, pois somos um mercado ainda muito jovem e aberto a este tipo de experiência.

O hábito do brasileiro vem se transformando e isto é fato. As grandes cervejarias bem conectadas a esta tendência vêm comprando pequenas cervejarias, caso, por exemplo da Schincariol que comprou a Baden Baden de Campos do Jordão antes de ser comprada pela Kirin.

As grandes vão aprender com as pequenas ou vão tentar massificar o que era artesanal?

Manterão os segmentos e marcas correndo de formas distintas ou unificarão seu portfólio em tipos de uma mesma marca? É cedo para dizer, mas um fato recente pode dar pistas daquilo que está por vir: a Baden Baden com sua receita WitBier ganhou recentemente o prêmio de melhor cerveja do mundo no Beer Challenge, superando inclusive a receita original Belga.

A Witbier carrega notas de laranja e coentro. Você caro leitor, está pronto para o novo? Saúde!

Veja também:O que Cerveja, Café e Vinho têm em comum?

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

 Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Por Charles Schweitzer (@schweitzer1977) na crônica semanal: O que bebi essa semana.

(Charles Schweitzer é Marido Pleno, Pai Sênior (gêmeas e mais um) e nasceu em 1977, ano de estreia de StarWars. Executivo de Marketing de uma multinacional francesa, está no mercado há mais de 15 anos, sempre ligado à Inteligência de Mercado e a Inovação. Já foi triatleta, mas hoje, leva o esporte mais como um hábito de saúde. Vive todas as experiências que pode, inclusive já pilotou um F1.)

Mercado cervejeiro   Tipos, dicas e números do universo das cervejas

Salvar

Publicação: 26 de fevereiro de 2016

COMENTÁRIOS

DESCONTOS & BENEFÍCIOS

Leia o post anterior:
granny hair 00
Granny Hair – Os homens de cabelo cinza que estão fazendo o maior sucesso

Para os homens que também gostam de ir ao salão dar uma mudada radical no visual, o granny hair, cabelo...

Fechar