A excelência do “Made in Italy” na Couromoda 2009

Por Regina Di Marco

Numa promoção do Instituto Italiano de Comércio Exterior – ICE, entidade governamental ligada ao Ministério do Desenvolvimento Econômico da Itália, da Associação Nacional dos Calçadistas Italianos – ANCI e da SMI-EMI (Sistema Moda Itália e Ente Moda Itália), 17 empresas italianas de calçados e sete (07)  de vestuário participam da 36ª Couromoda, que acontece de 12 a 15 de janeiro, no Anhembi, em São Paulo.

A excelência do “Made in Italy” na Couromoda 2009

Para expor a excelência dos produtos italianos o espaço do Pavilhão Italiano estará dividido entre ANCI e SMI-EMI (Sistema Moda Italia e Ente Moda Itália) testemunho da forte parceria entre as principais associações empresariais dos setores de calçados e vestuário que difundem o selo “Made in Italy”.

Iniciativa da Associação Nacional dos Calçadistas Italianos – ANCI , 17 empresas de calçados de prestígio internacional (Alberto Gozzi, Aldo Bruè, Ballin, Bruno Magli, Calzaturificio Star, Franco Ballin, Fratelli Rossetti, Gianmarco Lorenzi, Iris, Luciano Padovan, Pakerson e Consorzio Vigevano Export (con Brunate, Caimar, Pepè, Renato Cenedella, Speroni, Sultana) apresentam suas coleções. A proposta é oferecer aos expositores italianos a possibilidade de maior aproximação com o mercado brasileiro que representa, por suas dimensões e perspectivas de crescimento,  um dos mais importantes mercados do mundo.

Segundo dados da Associação Nacional dos Calçadistas Italianos – ANCI as exportações italianas de calçados ao Brasil, em 2007, foram de  61.340 pares, com um preço médio de 83,94 euros o par e um valor total de 5,0 milhões de euros, resultando em um aumento de 15,4% em relação a 2006. Nos primeiros oito meses de 2008 foram exportados 57.900 pares, no valor de 4,3 milhões de euros, um  aumento em valor de 35,4 % em relação ao mesmo período de 2007.

Mesmo que os volumes exportados mantiveram-se praticamente inalterados em relação às dimensões econômicas do mercado, as perpectivas de crescimento são promissoras, devido principalmente ao prestígio que os calçados italianos têm no Mercosul.

Segundo Vito Artioli, presidente da ANCI, o Brasil representa o novo desafio para as exportações e o futuro crescimento do mercado de calçados de alto valor agregado “Made in Italy”. “É preciso haver um esforço conjunto para diminuir as altas taxas  de importação de 35% visando facilitar a entrada dos calçados italianos no país”, ressalta Artioli.

As relações bilaterais entre a União Européia e o Mercosul poderão ser fortalecidas também com as relações Brasil / Itália, confirmadas com o Acordo de Intenções das Relações Comerciais, assinado em julho de 2008 entre Andrea Brotini, vice presidente da ANCI com a CEC – Confederação Europeia das Indústrias de Calçados e Milton Cardoso, presidente da Abicalçados- Associação Brasileira das Indústrias de Calçados.

“O Acordo tem ressaltado o esforço comum dos dois países para o combate à concorrência desleal”, afirma Andrea Brotini. Sua assinatura possibilitou  ação conjunta para proteção dos acordos internacionais no campo comercial e ao mesmo tempo a qualidade dos calçados.

As duas entidades, ANCI e Abicalçados souberam lançar as bases de um projeto político e comercial com o objetivo de desenvolver, junto com às associações setoriais e os respectivos governos, maiores oportunidades de negócios entre a União Europeia e o Mercosul com a finalidade de obter igualdade de condições no comércio internacional.

A participação do Pavilhão Italiano – Made in Italy – na 36ª Couromoda, apresentando a excelência dos produtos, com 17 empresas de calçados e sete (07) de vestuário, vem consolidar as relações  Brasil – Itália, espaço de encontros com os fabricantes locais durante os quatro dias da Feira, ressalta Giovanni Sacchi, diretor no Brasil, do Instituto Italiano para o Comércio Exterior. As parceriais  visam o crescimento para ambas as partes, seja por meio de joint ventures, colaboração internacional ou pesquisas tecnológicas, conclui o diretor do ICE.

ANCI – Associação Italiana das Indústrias de Calçados: a entidade reúne cerca de mil empresas, que representam 70% da produção italiana de calçados. Em sua grande maioria são pequenas e médias empresas, cada uma delas especializadas em segmentos específicos do produto. A finalidade da ANCI é estudar, patrocinar e promover iniciativas no campo econômico, técnico e científico no interesse da indústria de calçados, representando-a em todos os níveis institucionais. A ANCI é também a organizadora da MICAM Shoevent, em Milão, a mais importante feira de calçados do mercado mundial.

EMI – Ente Moda Itália: acompanha o andamento dos mercados e feiras internacionais mais importantes, visando oferecer às pequenas e médias empresas italianas ferramentas eficientes para penetração nos diversos mercados. Montou na Couromoda, uma seleção de grifes italianas, com o objetivo de realizar business e descobrir potenciais parceiros brasileiros aptos a desenvolver  e acompanhar a presença das coleções na área do Mercosul. “A intenção é promover o nosso sistema moda e as marcas ”Made in Italy”, oferecendo-lhes um espaço de observação e contato com o mercado brasileiro, explica Alberto Scaccioni, diretor do Ente Moda Itália.

ICE – Instituto Italiano para o Comércio Exterior: entidade encarregada de promover o intercâmbio comercial e tecnológico entre a Itália e os demais países do mundo, sobretudo no que tange às empresas de pequeno e médio porte e seus consórcios de exportação. Sediado em Roma, o ICE possui 17 escritórios na Itália e outros 117 espalhados em 87 países. Suas atividades são financiadas por meio de recursos provenientes do Ministério Italiano do Desenvolvimento Econômico e, em menor grau, pelas empresas italianas que utilizam seus serviços promocionais e de consultoria.

Com sua rede de escritórios, garante apoio às empresas italianas que desejam atuar no mercado global, fornecendo informações a nível econômico, legal e técnico, bem como desenvolvendo estudos setoriais e análises personalizadas da concorrência e de viabilidade de mercado, auxiliando-as no fechamento de contratos de venda, estabelecimento de joint-ventures, concessão de licenças e demais formas de cooperação. Através da realização de Pavilhões Oficiais Italianos em exposições internacionais e de missões comerciais de empresários à Itália, bem como de italianos ao exterior, de cursos e convenções, de campanhas publicitárias e de outras iniciativas de seu Programa Promocional, o ICE intensifica as oportunidades de negócios, reforça a imagem da marca Made in Italy e promove a cooperação industrial e o investimento de capital estrangeiro na Itália.

Leia também Fabricantes italianos de calçados buscam novas parcerias de negócios no Brasil.

SERVIÇO:

________________________________________
Integram o Pavilhão Italiano – Made in Italy –  na Couromoda

Empresas de Calçados: Alberto Gozzi, Aldo Brue, Ballin, Bruno Magli, Franco Ballin, GFratelli Rossetti, Gianmarco Lorenzi, Iris, Luciano Padovan, Pakerson, Vito Artioli e o Consorzio Vigevano Export, presente com cinco de suas associadas: Brunate, Caimar – Cesare Martinoli, Speroni Renato Cenedella, Sultana e Pè Pè.
Empresas de Vestuário: Bresciani, I Pinco Pallino, MA.AL.BI, MAC’S Cashmere, Marly’s, Sportswear Company e View di Monica Crestan.

Pavilhão Italiano – Made in Italy – Calçados e Confecções na Couromoda 2009
Rua B/C 35/38

Couromoda 2009

Data: 12 à 15 de janeiro
Horário: de 12 a 14 de janeiro de 2009 – das 10h às 20h e dia 15 das 10h às 17h.
Local do evento: Pavilhão do Anhembi, Av. Olavo Fontoura, 1.209 – SP
________________________________________
Regina Di Marco
Assessoria de Comunicação
ICE – Instituto Italiano para o Comércio Exterior
www.ice-sanpaolo.com.br
(  11 2950-4820           *  rdimarco@uol.com.br

Leia também Fabricantes italianos de calçados buscam novas parcerias de negócios no Brasil.

Publicação: 13 de janeiro de 2009

AUTOR

Queila Ferraz, Coordenadora Geral do Curso de Design de Moda da UNIP, foi professora da Universidade Anhembi Morumbi e dos cursos de pós-graduação de Moda do Senac. É historiadora de moda, especialista em processos tecnológicos para confecção e consultora de implantação para modelos industriais para a área de vestuário.

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
vitrines-de-loja
Entendendo a Vitrine

Loja Mitsukoshi - Foto: WG Por Rogério Wolf Vitrina – (do francês vitrine) Substantivo feminino Vidraça atrás do qual ficam...

Fechar