O que os gays vão vestir (ou não) em 2007

O que os gays vão vestir (ou não) em 2007

Os gays são a referência da moda masculina. Tudo o que os gays usam, vira moda para os bofes – umas duas ou três temporadas depois, claro! Veja o que aconteceu com a camiseta baby-look…

Baseado numa pesquisa entre as bees finas de São Paulo, o Sérgio Ripardo, Editor de Ilustrada da Folha Online, preparou umas listinhas básicas do que usar, do que não usar e do que usar com moderação. Imperdível!

Jogue na fogueira

1- Todas as camisetas com número de times nas costas. Insistir nessa moda é passar recibo de cafona
2- Baby look branca. Por mais que seu corpo seja o mais sarado do mundo, essa peça virou RG de pintosa brega
3- Camisa de tecido amassado. Só use se você quiser ter um pretexto para conhecer algum vendedor da C&A
4- Manga longa por baixo de camiseta de manga curta. Visual batidíssimo. Só falta cabelo como os “Strokes”. Horripilante
5- Todas as cuecas com estampa de dragão, de pitbull ou algum motivo oriental. Nada é mais broxante e déjà-vu
6- Pulseirinhas coloridas de borracha. Quer ser solidário? Entre em alguma ONG ou adote uma criança africana
7- Camisa ou bermuda com estampa de camuflagem. Saddam já foi enforcado. Precisa insistir nessa estética de guerra?!
8- Calça capri cáqui ou safári. Suas pernas podem até ser grossas, o melhor do seu visual. Mas pelo amor de Deus…
9- Cuecas que prometem levantar sua auto-estima. Todo mundo vai saber que você precisa desse tipo de ardil
10- Mochila com alças que fecham no peito. É pochete gigante disfarçada. Só falta o celular na bolsinha. É o fim da picada

Use, mas resista

1- Cinto de rebite. É símbolo dos emos, mas há nas boas lojas versões mais sofisticadas e criativas desse estilo.
2- Camiseta com estampa de “smile”, gatinhos, figuras orientais e filmes cults. Ainda dá para achar peças surpreendentes
3- Tênis estilo “All Star”. A indústria não pára de reinventar o modelo. É prático, mas está começando a ficar overdótico

4- Jeans rasgado. As grandes marcas ainda insistem nessa atitude, mas já não colocam tanto a mão no fogo nessa modinha como antes
5- Tiara. Já foi transgressor para deuses de cabelos longos. Ainda dá um charme. Nunca para adeptos da chapinha
6- Cueca com nome da marca gritando no elástico. Uma Calvin Klein, uma D&G e uma Foch, ainda dá para passar
7- Moicano. Ainda vai, embora tenha se popularizado muito. Prefira o tipo mais radical, como o do Heitor Martinez
8- Calças com muitos bolsos. Nas araras, ainda é possível achar modelos inusitados. Mas evite cores como cinza e preto
9- Piercing e argolas. Era hard, virou auto-afirmação adolescente. Mas ainda dá o que falar. Karina Bacchi que o diga
10- Fios brancos do tocador de MP3. Era ótimo dar pista de ter um iPod. Mas a pirataria e os ladrões estragaram a festa

Se joga

1- Bermudas e camisas de surfistas. Viva o Havaí. Viva Rodrigo Santoro e sua camiseta floral. Monte uma grife de surfe e fique milionário
2- Máquina zero no cabelo. Ótimo para disfarçar início de calvície, né, Justin Timberlake? Ponha o seu Vin Diesel para fora
3- Dread. Loiros estão mais afros. O contraste do cabelo liso com o dread é tudo. Pena que dói muito e, se não cuidar, fede
4- Sungas minúsculas. Infelizmente os ursos vão sofrer. Mas samba-canção já era. Chega de retrô. Dá-lhe, fio dental
5- Anéis do poder, de prata, imensos. Busque os modelos menos femininos, com aspecto mais bruto. Super Gêmeos, ativar!
6- Cores em alta: marrom, ocre, verde musgo, cinza claro, vermelho e amarelo. Dê um tempo no preto, no laranja e no azul
7- Acessórios em couro, tipo uma pulseirinha, uma bolsa bacana. Morte ao plástico, ao sintético. É chão. É terra. É praia
8- Camisetas de tecnologia antitranspirante. Grifes para esportes radicais, como The North Face e Columbia, em alta
9- Shortinhos de tenistas. É o oposto da calça capri. Nada de esconder as coxas
10- Chinelos. Os modelos baixinhos, tiras discretas. Nada de vida franciscana. As pedicures vão ficar ricas neste verão

Leia o artigo completo Folha Online.

Publicação: 6 de janeiro de 2007

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
stats2006
Um ano de Fashion Bubbles!

O Fashion Bubbles começou como Bastidores da Moda, no começo de janeiro de 2006, com o post da Denise "O...

Fechar