SP Fashion Week começa no dia 24 em clima de ativismo social

A morte da modelo Ana Carolina Reston, em novembro do ano passado, vítima de anorexia, dividiu a moda brasileira em dois tempos. Antes, todo mundo jogava o problema dos distúrbios alimentares para debaixo do tapete das passarelas. Agora, os fashionistas concluíram que chegou a hora de encarar de frente a questão.

Divulgação
SP Fashion Week começa no dia 24 em clima de ativismo social
Manta de Fause Haten feita de PET reciclado e revestida de algodão natural

“A anorexia e a bulimia não ocorrem só na moda, mas nós também temos que fazer o nosso mea-culpa“, diz o empresário Paulo Borges, diretor da São Paulo Fashion Week (SPFW). Por isso mesmo, ele decidiu concentrar boa parte das atenções da nova edição do evento neste problema que afeta cada vez mais as garotas e os garotos.

A temporada inverno 2007 da SPFW começa no Pavilhão da Bienal no próximo dia 24 em tom de campanha contra os distúrbios alimentares.

Antes mesmo dos desfiles, no dia 22, especialistas farão palestras para as modelos, que receberão a primeira cartilha produzida pelo evento sobre o assunto, com 24 páginas.

Nos meses seguintes, serão feitas cartilhas para pais e educadores. Também serão criados pequenos filmes para a televisão, com modelos dando depoimentos sobre como lidar com a anorexia e a bulimia.

(ALCINO LEITE NETO, Editor de Moda da Folha de S.Paulo, VIVIAN WHITEMAN, da Folha de S.Paulo)

Leia a matéria completa na Folha Online.

Publicação: 16 de janeiro de 2007

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Que inverno mais sóbrio

China, Guatemala e glamour de Walter Rodrigues abrem Fashion Rio "Cinza, preto com pink, um pouco de dourado e uma...

Fechar