Tecidos inteligentes tornam roupas hightech

Tecnologia e moda estão interagindo cada vez mais. E duas empresas européias estão na vanguarda desta tendência, lançando peças hightech iluminadas ou que interagem com diversos tipos de gadgets.

Os italianos da Luminex, por exemplo, desenvolveram uma estrutura de fibras ópticas em panos, criando tecidos de visual de cair o queixo. Com esses recursos, as peças ganham uma tonalidade multicolorida, cuja potência da luz varia de acordo com a funcionalidade das roupas. No site da empresa, é possível visualizar diversas utilidades para o tecido, tanto no setor de vestuário quanto no de decoração (mesas, sofás, bolsas, etc).

Tecidos inteligentes tornam roupas hightech

Já uma empresa inglesa chamada Eleksen especializou-se na criação de tecidos sensíveis ao tato. Financiada pela Siemens, a companhia desenvolveu o Elektex, um material composto por três camadas – de apenas 0,6mm de espessura cada – que integra um sensor laminado flexível, fibras condutivas e fios convencionais. A invenção pode interagir com diversos dispositivos como PDAs e iPods, sendo que para este, uma outra empresa, chamada Koyono, já lançou camisas e jaquetas com controles para o tocador digital da Apple, que custam entre US$ 200 e US$ 300 (entre R$ 428 e R$ 641). Lençóis e brinquedos também estão na mira da tecnologia.
Tecidos inteligentes tornam roupas hightech

Matéria retirada do site Techguru

Publicação: 31 de agosto de 2006

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
imagemaaaaaaa1
Zuzu Angel

Zuzu Angel, nasceu em Curvelo em 1921 e mudou-se ainda menina para Belo Horizonte, depois para Bahia carregando deste local...

Fechar