Dia Internacional da Mulher – Origem, história e o futuro do feminismo

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Se você acha que o dia 8 de Março, o Dia Internacional da Mulher, é mais uma daquelas datas comemorativas criadas pele comércio, perfeita para  flores e homenagens às mulheres, celebrando sua beleza e feminilidade, está muito enganado!

Conheça um pouco da origem e os fatos mais marcantes deste dia consolidado com muita luta ao longo dos anos.

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

Qual a origem e história do Dia Internacional da Mulher?

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas.

Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

 

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Entre os marcos que originaram o Dia Internacional da Mulher está a grande passeata das mulheres em 26 de fevereiro de 1909, em Nova York.

Naquele dia, cerca de 15 mil mulheres marcharam nas ruas da cidade por melhores condições de trabalho – na época, as jornadas para elas poderiam chegar a 16h por dia, seis dias por semana e, não raro, incluíam também os domingos. Ali teria sido celebrado pela primeira vez o “Dia Nacional da Mulher”.

Enquanto isso, na Europa também crescia o movimento nas fábricas. Em agosto de 1910, a alemã Clara Zetkin propôs em reunião da Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas a criação de uma jornada de manifestações.

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

Por que 08 de março?

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.

Lembrando que diferentemente de diversas outras datas comemorativas, esta não foi criada pelo comércio. O Dia Internacional da Mulher já era celebrado desde o início do século 20. E se hoje a data é lembrada como um pedido de igualdade de gênero e com protestos ao redor do mundo, no passado nasceu principalmente de uma raiz trabalhista.

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismoMulheres trabalham na linha de produção da fábrica de armamentos Brewery Road Works, em 1916, na Inglaterra. Via G1

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

Oficialização da data

 

Somente em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o “8 de março” foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

O objetivo de oficializar esta data não é somente a homenagem e a comemoração. Todo ano ocorrem diversas reuniões e debates onde são discutidos os papéis das mulheres na sociedade. Maneiras de acabar com o preconceito, a violência, o desprestígio e a desvalorização, também são pautas desses encontros realizados em diversos países pelo mundo inteiro.

 

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismoNos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo

   Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

Perceba a moda como vai mudando ao longo dos anos

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Conquistas das Mulheres Brasileiras 

Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Marcos das Conquistas das Mulheres na História 

  • 1788 – o político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.

  • 1840 – Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.

  • 1859 – surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.

  • 1862 – durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.

  • 1865 – na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.

  • 1866 – No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas

  • 1869 – é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres

  • 1870 – Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.

  • 1874 – criada no Japão a primeira escola normal para moças

  • 1878 – criada na Rússia uma Universidade Feminina

  • 1901 – o deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres

Via Prefeitura de Itacaré

O Futuro do Feminismo

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Contrapondo todas as conquistas das mulheres, seja no campo político, com a aprovação de leis que as defendam ou avanços no mercado de t rabalho, a posição da mulher brasileira ainda é ambígua: feminicídio, piores condições de emprego, violência, estupro ainda são uma realidade:

As mulheres lutam. Fazem questionamentos sobre seu lugar e papel na sociedade. Elas se organizam em grupos sejam feministas ou para buscar o sagrado feminino. Vão a seminários e continuam lutando, não apenas por seus direitos, mas também por uma sociedade mais justa no que se refere à natureza, às minorias…

Em contrapartida, como está o homem? O que anda fazendo para atualizar seus valores?

Muitas vezes presos em armadilhas machistas, eles se encontram perdidos em toda essa gama de transformações. Depressão, suicídio e o aumento do assassinato e de violência contra mulheres são sintomas de que o modelo de virilidade entrou em falência.

Para a francesa Olivia Gazalé, o futuro do feminismo depende da reinvenção da masculinidade. Deve-se repensar e atualizar o papel do masculino na sociedade.

Quais modelos estão sendo sugeridos e construídos para esse homem? Eles também precisarão de apoio e reflexão para encontrar seu lugar nessa nova ordem.

Grupos e discussões que tratem deste contexto, talvez seja uma forma de apoiar e conseguir respostas às grandes questões relacionadas à virilidade. Eventos como O Homem Brasileiro serão essenciais para para ajudar a repensar a masculinidade.
Para finalizar, lembramos que:

Você não muda as coisas lutando contra a realidade atual; Para mudar algo, é preciso construir um modelo novo, que tornará o modelo atual obsoleto. ( Buckminster Fuller via livro Você Eu e os Robôs).

 

Dia Internacional da Mulher   Origem, história e o futuro do feminismo

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

O estilo da Duquesa de Sussex, #meghanmarkle, virou sinônimo de elegância e a internet está pirando nos looks da gravidinha. 👸🏽❤️🤰🏽👑 . Nas imagens, deciframos 3 dos seus truques de styling preferidos e que deixam qualquer mamãe mais sofisticada. . Refinada e jovial, Meghan imprime seu estilo pessoal nos looks da gravidez. Eles são polidos, mas tem um toque divertido que se revela nas ocasiões mais despojadas. . Vestidos mídi e casacos marcam o estilo de Meghan Markle, grávida de 8 meses. . Embora nos eventos oficiais ela siga uma fórmula pronta, no dia a dia suas escolhas surpreendem. Vestidos mídi e casacos marcam o estilo de Meghan Markle, grávida de 8 meses. • • #gravidas #gravidasestilosas #gravidasestilosas💝 #meghanmarkle #meghanmarklestyle #meganmarklegravida #gestantes #gestanteslindas #gestantesexy #modagestantes #modaparagestantes #meghanmarklestyle #meghanmarklepregnant #modaparagravidas #fashionbubbles #gestantes #gestantes2019 #consultoriadeestilo #dicasdestyling #blogsdemoda #familiareal #familiarealbritanica

Uma publicação compartilhada por Fashion Bubbles – Denise Pitta (@fashionbubblesoficial) em

Publicação: 8 de março de 2019

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Patchwork 2019 / 2020 – Peças com retalhos são tendência nas passarelas + História e inspirações

Com espírito boho setentinha, o patchwork está de volta e mais forte do que nunca. Temos visto grandes marcas internacionais,...

Fechar