Homens do Art Nouveau: René Lalique – Parte 3/5

Homens do Art Nouveau: René Lalique   Parte 3/5
Foto de Acquastudio

Art Nouveau foi um movimento que teve como uma de suas referências o movimento de Artes e Ofícios. Materiais novos até então, como o ferro, o vidro e o mármore passaram a ser utilizados e a estes materiais era dado tanto valor estético quanto funcional. Forma e função andavam juntas! O Art Nouveau se inspirava na mulher e na natureza, era assimétrico, com linhas sinuosas e motivos florais.

Elaboramos uma série de cinco matérias com alguns nomes do Art Nouveau e como eles contribuíram para a História do Design.

René Lalique, artista francês, nasceu em 6 de abril de 1860 e é conhecido por seus vidros e joias elaborados entre as décadas de 1890 e 1940. Aos 16 anos Lalique iniciou seu aprendizado como joalheiro em Paris e aos 18 anos foi a Londres para aprender mais sobre esta arte.

Aos 22 anos, regressa à França e começa a trabalhar como desenhista independente, criando para diversas casas de joias da cidade. Pouco tempo depois, abre sua joalheria e torna-se um dos mais conhecidos e importantes joalheiros do Art Nouveau na França. Ele criava joias para famosos da época, como o engenheiro Calouste Gulbenkian e a atriz Sarah Bernhardt.

Homens do Art Nouveau: René Lalique   Parte 3/5
Foto de Museu Calouste Gulbenkian

Suas peças normalmente remetiam à fauna e à flora, característica do Art Nouveau, e utilizavam materiais não muito comuns para a joalheria na época, como vidro, couro, marfim, esmalte e semi-joias.

Homens do Art Nouveau: René Lalique   Parte 3/5
Foto de Museu Calouste Gulbenkian

Além das joias, Lalique criou mais de 250 tipos diferentes de frascos de perfumes para as mais diferentes marcas e fragrâncias, como Worth, Coty, Forvil e Houbigant. Seus vidros eram únicos, coloridos e originais. Os frascos de perfume foram o primeiro produto que além de artístico tinham as características de produto, que podiam ser produzidos em série e eram acessíveis a diversas pessoas.

No alto de sua carreira, construiu uma fábrica na comunidade francesa de Winger-sur-Moder, que produzia suas obras em grandes quantidades e patenteava suas criações, como por exemplo o satinado Lalique e o vidro opalescente (vidros opacos associados com vidros brancos).

Homens do Art Nouveau: René Lalique   Parte 3/5
Foto de Museu Calouste Gulbenkian

A obra de Lalique também atingiu altas proporções. Ele é o responsável por toda a decoração do Expresso do Oriente e dos Campos Elísios, em Paris. Lalique morreu em 5 de maio de 1945 e sua arte continuou ativa por meio de seus filhos e netos. Muitas de suas peças podem ser vistas no Museu Calouste Gulbenkian, em Portugal.

Homens do Art Nouveau: René Lalique   Parte 3/5
Foto de Museu Calouste Gulbenkian

Por Manuella Gerino

Leia tambêm:
Homens do Art Nouveau: Victor Horta – Parte 1/5
Homens do Art Nouveau: Louis Tiffany – Parte 2/5

Conheça mais sobre René Lalique no site do Museu Calouste Gulbenkian.

Visite o Boreal Café para outras matérias da Manuella Gerino.

Publicação: 11 de maio de 2010

AUTOR

Manu é estudante de Design de Moda na Universidade Anhembi Morumbi, redatora do Boreal Café e atriz, além de colaboradora Fashion Bubbles. Trabalhou por alguns anos como figurinista e atualmente inicia sua marca de bolsas e sacolas. Seu trabalho é voltado para comunicação e artes e tem um fraco por calçados e acessórios!

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
DeboraAguiar_Lounge_011
Bubbles HOME & DeCOR – Mostra Artefacto

A 19.° Mostra Artefacto está dividido em três andares de puro estilo, marcado pelo toque chique e contemporâneo dos móveis...

Fechar