Logo

Na história da moda do século

 
Jum Nakao continua rendendo elogios com suas peças de papel, agora em Paris
11/4/2006 
Na história da moda do século 

As famosas roupas de papel, feitas pelo estilista Jum Nakao, que emocionaram o público durante o São Paulo Fashion Week de 2004, ainda estão dando o que falar. Ou melhor, o que mostrar. As peças viraram exposição no Galiera, Museu de Moda de Paris.

Considerado um dos principais museus dedicados à moda no mundo, o Galiera apresenta, até 30 de julho, a Showtime, uma exibição inédita dedicada aos desfiles de moda. Participam diversos criadores, desde o século 19 até a atualidade, entre eles, Chanel, Christian Dior, Courrèges, Paco, o brasileiríssimo e único estilista da América Latina convidado, Jum Nakao, entre outros.

A curadora da mostra, Anne Zazzo, fez questão de convidar Jum pessoalmente para o evento. “Anne entrou em contato nos convidando pela afinidade do nosso trabalho com o pensamento contemporâneo sobre moda”, revelou o estilista.

As peças foram confeccionadas no local, devido às suas dimensões e fragilidade do material utilizado. Elas são uma reprodução da performance “A Costura do Invisível”, desfilada em 2004 (foto).

Redação UseFashion

Na história da moda do século

2 Comment

  1. o desfile de jun nakao foi otimo e sempre conscientizando as pessoas de que moda é uma coisa comercial e muda a cada estaçao!
    achei super importante isso de rasgar as roupas pois quem sabe assim as pessoas nao se voltem apenas ao que é belo e sim para outras coisas mais importantes!

  2. num gostei nem um poukinho

Your Commment

Email (will not be published)