Entre a seda e a muralha da China

 Entre a seda e a muralha da China

Falar sobre a atual quarta maior economia do mundo tendo como base apenas sua capital Beijing (Pequim) é uma tarefa difícil e com certeza nossa experiência como turistas sempre tem um viés. Só para relembrar a potência econômica que a China se tornou basta comparar  seu PIB (Produto Interno Bruto) de US$ 2,26 trilhões em 2005, com o PIB brasileiro, que registrou US$ 644 bilhões no mesmo ano.

Beijing retrata muito bem as proporções da grandiosa China, não somente na população (aprox. 1.3 bilhões), no território, mas também nos recursos pessoais disponíveis para competir com qualquer outro mercado na produção de bens de consumo. Largas e extensas avenidas, grandes prédios modernos fazendo sombra nas poucas contruções antigas, carros importados disputando espaços com as bicicletas e muito comércio por toda parte.

Entre a seda e a muralha da China

Visitar Beijing é uma experiência contemporânea e também uma viagem no tempo, uma vez que quando o Brasil foi descoberto eles já haviam passado por várias dinastias. Na Idade Média, a ciência e as artes chinesas eram mais avançadas do que as européias. Antes mesmo do renascimento e da revolução francesa, ele já tinham construido a Cidade Proibida (residência do Imperador e suas centenas de concubinas), templos e castelos além dos cerimoniais sofisticadissimos. A religiosidade e a mística sempre estiveram presente e o budismo não entra em conflico com o confucionismo, mas isto é um capítulo a parte.

Não se pode duvidar da capacidade de um povo que levantou uma muralha antes do século III a.c. e a reconstruiu entre os séculos XV e XVI cruzando o país de leste a oeste. Eles continuam sabendo como se defender! Deixamos Beijing com admiração por um país marcado por guerras, invasões e muito conflito que soube reconstruir-se em uma nação com identidade. Apesar de parecer que do comunismo so restou a bandeira, sabemos que o Estado ainda centraliza e conduz toda questão política, economica e social e não tenho dúvida que pudemos conhecer somente um pedacinho da imensa e complexa China e quisemos dividir com vocês.

[kako]

DESCONTOS EXCLUSIVOS FASHION BUBBLES

Publicação: 6 de julho de 2006

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Vitrines Tokyo June 2006

Aqui vai a primeira leva das fotos das vitrines de Tokyo, tiradas na semana passada (June 2006) em Ginza, Shibuya...

Fechar