Logo

Desfile de moda pára rua do Bom Retiro

Desfile de moda pára rua do Bom Retiro

Fabiana Parajara – Globo Online

SÃO PAULO – Não há modelos famosas, celebridades ou mesmo grifes de peso no Bom Retiro Fashion Business, que começou nesta segunda-feira em São Paulo. Em compensação, os desfiles mostram o que com certeza estará nas vitrines e nas ruas no próximo inverno. Cachecol e botas continuam em alta. Saias longas e as cores verde militar, marrom e os tons de lilás e roxo também. Boa parte das peças já está nas vitrines da região e nas malas de lojistas de várias partes do país, que estão ali para abastecer as prateleiras.

– Os desfiles são ótimos porque nos mostram como coordenar as roupas, os acessórios. É a primeira vez que vejo um desfile aqui e estou achando ótimo. Há 20 anos tenho loja e compro roupas aqui a cada 15 dias. Agora, fico mais motivada a comprar mais peças – afirma Elza Bernardes, que é de Itajubá, Minas Gerais.

– Com certeza, volto para ver o próximo desfile. Quero ver outros jogos de cores e combinações – afirma Regina Galati, lojista de Jundiaí.

Durante a abertura do evento, na manhã desta segunda-feira, Elza e outros consumidores puderam assistir pela primeira vez um desfile na primeira fila. Algo que seria impossível, por exemplo, no São Paulo Fashion Week, onde as cadeiras da primeira fileira têm donos cativos, como editoras e consultoras de moda.

– Outra coisa boa é que o desfile é rápido. No São Paulo Fashion Week, além de ser fechado é demorado – diz Elza.

No Bom Retiro, toda a lateral da passarela, que fica na Rua Carmo Cintra, está aberta ao público, que acompanha o evento gratuitamente. Os desfiles ocorrem quatro vezes por dia (10h, 12h, 14h e 16h), até quinta-feira. Seis ou sete grifes se apresentam de cada vez. No Bom Retiro funcionam cerca de 1.200 confecções e 27 participam dos quatro dias de desfiles. Por dia, o bairro e sua principal rua, a José Paulino, recebem perto de 70 mil compradores.

– O objetivo é vender 20% a mais. Na primeira edição, que foi da coleção de primavera-verão, as vendas aumentaram entre 8% e 10%, em média – afirma Kelly Cristina Lopes, coordenadora do evento, que foi organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas do Bom Retiro.

Kelly nega qualquer inspiração na São Paulo Fashion Week, o evento de moda mais concorrido do país.

– Esse evento ocorria dentro da Fenit (Feira Internacional da Indústria Têxtil), mas as pessoas tinham de se deslocar do Anhembi até o bairro para comprar. Decidimos facilitar para os compradores e concentrar o evento aqui – afirma Kelly.

De acordo com Kelly, outra diferença fundamental é que o Bom Retiro Fashion mostra as tendências que estão na rua.

– Não é só uma tendência fashion. Cinco ou sete peças são lançadas todos os dias na região e, daqui, seguem para o Brasil inteiro – afirma.

Centenas de pessoas pararam na Rua Carmo Cintra nesta manhã para ver o primeiro desfile.

– No primeiro evento, a rua acabou ficando muito movimentada e nossa carteira de clientes cresceu bastante porque as pessoas saíram das ruas principais (Ruas José Paulino, da Graça e Aimorés) para passar por aqui. Acho que isso vai se repetir de novo – afirma Dirce dos Santos, gerente da loja Mercado Negro.

O movimento deve crescer nos próximos dias. De acordo com os organizadores, o público esperado é de 50 mil pessoas e foram investidos cerca de $ 250 mil no evento.

– Segunda-feira não é o melhor dia do bairro, que fica realmente movimentado na terça e na quarta-feira – diz Kelly.

Mas tem gente que nem pensa em parar para ver os desfiles.

– O tempo é muito corrido. A gente vem sempre porque aqui tem muita opção, mas tem de ser rápido porque voltaremos logo para Cuiabá – diz a lojista Tatiana Nascimento, que procurava mercadorias pela Rua José Paulino sem nem saber que haveria desfiles durante o dia na região.

http://oglobo.globo.com/online/sp/plantao/2006/03/13/192247476.asp

Clique aqui para contatos de lojas do Bom Retiro e Brás.

Desfile de moda pára rua do Bom Retiro

Your Commment

Email (will not be published)