Lacoste processa Mercado da Seda de Pequim

 Lacoste processa Mercado da Seda de Pequim

Apesar das leis de propriedade intelectual, inúmeros produtos continuam sendo falsificados.

No mercado da moda, a última notícia é a do processo movido pela marca Lacoste contra um dos muitos “shoppings” da falsificação, o Mercado da Seda de Pequim. Conforme o site China Daily e o brasileiro do Ministério da Justiça, a empresa Le Chemise Lacoste pede uma indenização de US$ 12,5 mil a cada um dos acusados por venderem falsificações de suas camisas. Mesmo tendo assinado, há alguns dias, um acordo com marcas da União Européia contra a pirataria, o Mercado da Seda e outros similares continuam sendo um dos locais mais visitados na China por turistas que procuram cópias baratas de produtos das grandes marcas.

 Em abril passado, Prada, Gucci, Louis Vuitton, Burberry e Chanel ganharam, pela primeira vez, ações parecidas contra o mesmo mercado. Cinco outros estabelecimentos sofreram também essa denúncia, além do Pequim Xiushui Haosen Clothing Market Company. É esperar e colaborar para que o mercado da pirataria não fique impune…

 UseFashion

Publicação: 22 de junho de 2006

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
CiaspaBase
Moda é acrobacia – Fazendo o catálogo da Lility

É pura energia, os corpos  evoluem no ar, as peças de lingerie da Lility absorvem e transmitem toda esta vibração e destacam a...

Fechar