Bubbles in the City – SPFW? Saiba qual é o seu lugar.

- Continue depois da Publicidade -

165

spfwinverno200701
Cena 1: no corredor da firrrrma. Um moço vem perguntar se uma amiga conseguiria uns “ingressos” pra São Paulo Fashion Week. Objetivo: convidar a “ex” para impressioná-la porque, afinal, ele está tentando reatar o namoro. (Detalhe: já avisei ao moço que ingresso a gente compra – pra show, teatro, cinema, pro circo. Pra ir à SPFW, é preciso c-o-n-v-i-t-e.)

Cena 2: almoço no restaurante da firrrma. Uma amiga diz que vai ao evento e tem convites (não ingressos) sobrando. A outra amiga diz “vamos tirar par ou ímpar pra ver quem vai com ela”.

Não sei que tipo de histeria toma conta das pessoas, mas todas querem muuuito ir à SPFW. Fazer o que lá, caras pálidas? A maioria nada tem a ver com a indústria da moda – tirando o fato de comprarem roupa, afinal, num dá pra andar pelado por aí, certo?

Ok. É um evento badalado, tem um monte de “celebridades”, os desfiles são bacanas. Mas não precisa se estapear por um convite, gente!

Se você não é mega cliente de nenhuma das marcas; não é compradora (ou seja, não tem multimarca ou franquia de loja alguma em lugar nenhum do planeta ); não é jornalista de moda/comportamento; não estuda moda… Não p-r-e-c-i-s-a. Vai xeretar o quê lá? Nada, né! O que você quer é dar pinta, “freqüentar”, pegar o briiinde, ver ex-BBB, contar pros outros no dia seguinte? Ah, me poupe!

- Continue depois da Publicidade -

01carlotaspfw1201

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Já fui muitas vezes ao evento. Pra escrever matérias, entrevistar pessoas. Hoje, apesar de trabalhar no mercado de beleza, não tenho muito que fazer por aquelas bandas. Aliás, não tenho nada. E só em pensar na fila pra estacionar o carro, na muvuca de gente sem noção, no povinho fazendo “carão”, querendo ser “in”… Ai, que preguiça!

Não se preocupe: a informação vai chegar até você. O GNT Fashion vai exibir os desfiles milhões de vezes, alguns até ao vivo. Todas as revistas femininas vão mostrar os principais looks nas próximas edições. Centenas de sites estão dando o evento praticamente em tempo real.

Cada macaco no seu galho. Vamos deixar a indústria da moda acontecer. Deixa a galera trabalhar em paz, vai! Os seguranças, sem precisar barrar os inconvenientes. O pessoal da organização, sem ser obrigado a encarar situações desagradáveis. Os convidados – de verdade e muito bem-vindos – tomarem seus lugares sem estresse. Os jornalistas. Os fotógrafos. Os cinegrafistas. Os manobristas. As faxineiras. Os maquiadores. Os modelos. Os estilistas. Os estudiosos de moda. Deixa o pessoal fazer o trabalho deles direitinho.

Ponha-se no seu lugar, oras bolas! Em pouquíssimos meses, tudo vai estar nas vitrines. E você vai, sim, poder comprar e usar – não tudo, né, “fashion victim”!? Basta uma ou outra coisinha que valha a pena. Pra renovar o guarda-roupa, ganhar ares de “up-to-date”, se sentir lindo e irresistível.

Mas, por favor, não pague mico. Não meta o bedelho onde não é chamado, como diz o sábio ditado popular. Porque isso é feio (pra não dizer humilhante). E não precisa.

Pra passear, ver, ser visto, dar pinta, fazer “carão”, seja inteligente e verdadeiramente bacana: saiba exatamente qual é o seu lugar.

00spfw

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes