História das Mulheres: por que é importante falar desse assunto?

História das Mulheres é um tema cada vez mais em alta, assim como o empoderamento feminino e outras lutas. Entenda mais em nosso artigo!

  • 20
    Shares

- Continue depois da Publicidade -

Atualmente cada vez mais se fala sobre assuntos como empoderamento feminino, feminismo, o papel da mulher na sociedade e nas relações entre homens e mulheres. Mas você já ouviu falar em História das Mulheres?

Pois é, nem só de guerras e datas se faz a História. E com a chegada do Dia Internacional da Mulher, que tal falarmos mais sobre isso?

Como o nome já diz, a História das Mulheres é um campo de estudo histórico. Ou seja, pesquisadoras e pesquisadores se dedicam a olhar para as mulheres do passado e entender como elas viviam e se relacionavam.

Mas, para quê eu vou querer saber disso? Bem, existe um ditado que diz: “um povo sem História é um povo sem memória”. E já imaginou viver cada dia sem ter nenhuma lembrança do anterior? Pois é, não tem como!

Você sabe quem você é, pela sua história de vida. E para as mulheres, entender como nossas antepassadas viveram, e como chegamos onde chegamos, faz toda a diferença. E além de tudo, nunca mais você vai ficar achando que não tem mulher importante na História, só porquê na escola só se fala de guerras e política, não é?

- Continue depois da Publicidade -

Então vamos lá entender mais sobre isso! Fique com a gente e confira mais a seguir.

 

 

  • Antes, nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

O que é a História das Mulheres?

 

 

cartaz com desenhos de mulheres históricas
Fonte: Pinterest

 

 

Bom, como já dissemos, a História das Mulheres é basicamente um campo de pesquisa histórica que tem a mulher como sujeito principal. E ele pode ser específico de várias maneiras.

- Continue depois da Publicidade -

Por exemplo, você pode querer estudar mulheres nobres da Era Vitoriana através de suas cartas e diários. Ou você pode estudar o vestuário das mulheres da Idade Média para entender como elas se mostravam na sociedade.

Muito legal né? E não apenas legal, é muito importante. Então, pense como seria ser mulher e não saber como adquirimos nosso direito de votar, de estudar, e de viver da forma como bem entendermos?

E isso tudo é História! Inclusive, História bem recente, coisa de 200 anos. Mas dá pra ir bem mais longe e querer entender como eram as relações entre mulheres, sociedade, costumes, cultura. E assim, às vezes, a gente percebe como muita coisa pode nem ter mudado tanto em 2000 anos.

 

 

Mulheres na História: apagadas?

 

 

desenhos coloridos de mulheres em papel branco
Fonte: Pinterest

 

 

Outro conceito interessante desse campo, é entender de que formas as mulheres sempre estiveram presentes na História, mas foram apagadas. Sim, apagadas. Pense bem, quando você estuda História na escola, em geral só sabe de nomes de homens famosos, envolvidos na política, guerras, acontecimentos marcantes, etc.

E as mulheres? Bom, em geral nesse tipo “convencional” de História elas aparecem pouco, e geralmente quando estão relacionadas com algum homem importante.

Por exemplo, todo mundo já ouviu falar da Cleópatra, imagino. Mas a rainha do Egito é lembrada sempre por sua beleza e por sua relação com os homens, ela era uma sedutora, tinha amantes, etc.

Mas isso é uma narrativa construída e intencional. Ou seja, na época da Cleópatra, os seus inimigos acharam mais interessante passar adiante essa visão dela, e depois foi essa visão que permaneceu até os dias de hoje. Em livros, filmes, na imaginação das pessoas.

E é esse o objetivo da História das Mulheres: resgatar as personagens femininas dentro da narrativa do nosso passado, e trazer outros pontos de vista. Pode parecer complexo, mas não é.

A única dificuldade mesmo, é conseguir acessar essas mulheres. Pois ao longo da história a maioria das sociedades tentava silenciar ou não dava meios de que as vidas, pensamentos e ações de mulheres fossem passadas adiante.

Você também pode gostar!

Principalmente porque o que era considerado importante era a parte política, e a maioria das mulheres em diferentes sociedades acabava não participando diretamente da vida política. Ou, é isso o que a História convencional diz, não é?

 

 

Como a História das Mulheres afeta o meu cotidiano?

 

 

cartaz rosa com os dizeres "lute como uma mulher"
Fonte: Pinterest

 

 

Muita gente ainda acha que História é uma coisa inútil. Mas isso só acontece porque elas acham que História é só um amontoado de datas e acontecimentos que não afetam em nada a vida delas.

Porém, não é bem assim. Como eu disse, viver sem saber ou entender como você chegou até aqui, é viver sem entender quem você é. E para onde vai.

Então, toda a vez que uma mulher hoje em dia se candidata a um cargo político, entra para a universidade ou escolhe não se casar, tudo isso é fruto da História. E faz parte da História das Mulheres.

Por exemplo, você já ouviu falar da luta das sufragistas no século passado? Pois elas foram as pioneiras a exigir um direito às mulheres: o direito básico de poder votar e escolher nossos governantes e políticos. Hoje em dia pode parecer ridículo pensar que até pouco tempo atrás alguém não poderia votar por ser do sexo feminino.

Além disso, existiam uma série de leis que prejudicavam as mulheres. Por exemplo, existia uma lei que poderia livrar um marido que matasse a esposa, com a explicação de “defesa da honra”. Ou seja, seu marido poderia lhe matar e dizer que a culpa foi sua, pois com as suas ações, você estava prejudicando a honra dele.

Parece insano, mas essa lei existia até pouco tempo atrás.

E pense também quantas mulheres continuam sendo agredidas e mortas por companheiros que se sentem no direito, porque a mulher traiu, quer o divórcio ou quis sair com as amigas? É só olhar os noticiários.

Então, sim, a História das Mulheres afeta nosso cotidiano de várias maneiras, todos os dias. Muito interessante, não é?

 

 

Algumas recomendações de leituras

 

 

 

mão feminina sobre livros em uma estante
Fonte: Pinterest

 

E agora neste 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, que tal começar a ler sobre temas relacionados à História das Mulheres? Por exemplo, existem diversas autoras e pesquisadoras que falam sobre mulheres em vários aspectos, costumes, beleza, política, etc.

Uma boa indicação nacional é a historiadora e escritora Mary del Priore. Pois ela tem muitos livros dedicados à História das Mulheres no Brasil, principalmente na época do Brasil Império. São muitos temas interessantes!

Veja alguns livros bem legais dessa historiadora e que podem te interessar:

  • Sobreviventes e Guerreiras: Uma breve história da mulher no Brasil de 1500 a 2000;
  • Mulheres Extraordinárias: As Criadoras e a Criatura.
  • Condessa de Barral: a paixão do Imperador;
  • Extraordinárias: mulheres que revolucionaram o Brasil.

É uma boa forma de começar, não é? Mas caso prefira, existem pesquisadoras e autoras nacionais e internacionais que falam sobre mulheres em todas as épocas. Portanto, vale a pena dar uma pesquisada sobre o assunto.

Então, um feliz Dia da Mulher para todas as mulheres! E agora com mais conhecimento sobre sua própria História.

E não esqueça de conferir nosso artigo especial sobre a história por traz do Dia Internacional da Mulher.

 

 

  • 20
    Shares

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes