Sim! Você já pode ter sido Carla Diaz em um relacionamento – Entenda o porquê

Sim! Você já pode ter sido Carla Diaz em um relacionamento – Entenda o porquê

Se sairmos da posição de julgadoras e jogadoras podemos aprender muito com a Carla Diaz. Primeiro que ela merece respeito, assim como todas nós.

Ser taxada de trouxa, burra e sonsa por outras mulheres por estar em um relacionamento sem reciprocidade só reforça a nossa cultura de julgamento sobre as mulheres que vivem uma relação abusiva – seja emocional ou física – como se fosse simples sair dela.

Nós mulheres somos incentivadas desde muito cedo de inúmeras formas, a buscar o nosso final feliz e em prol dele: relevar, perdoar, insistir para fazer essa relação “dar certo”.

Essa trilha de insistência percorrida em nome do amor acaba minando nossa autoestima e nos fragilizando frente ao outro, nos tornando dependente e muitas vezes nos colocando em sacrifício para benefício do próprio parceiro como assistimos Carla Diaz fazer.

 

 

Atriz Carla Diaz – Fonte: Instagram

 

 

 

 

Ah, mas como ela não percebe!?

 

 

Ela não percebe assim como você também muitas vezes não conseguiu perceber quando investiu em um relacionamento que claramente dava sinais que o cara não estava afim.

Quando você mandou mensagens e não teve retorno, quando você preparou para um encontro e não recebeu sequer um elogio, quando você procurou e foi ignorada, quando falou e ele não deu importância para o que você dizia, quando ele invalidou o que você sentia, quando ele preferiu os amigos a você… e eu poderia continuar essa lista…

A diferença: Carla estava sendo televisionada 24 horas por dia, você não.

A semelhança: Carla tinha um recorte da sua realidade, assim como você tem uma perspectiva da sua. Carla foi alertada por outras amigas e ignorou, assim como você provavelmente em algum momento também já foi.

 

 

Carla se ajoelha para Arthur, logo depois de ele não a ter protegido no jogo e ainda a submetido a humilhações – Fonte: Globo

 

Carla Diaz se prejudicou no jogo? Sim!

 

Estava cega pelo que ela mesma chamava de paixão? Sim! Ela perdeu a possibilidade de ganhar um milhão e meio de reais? Sim!

Aqui fora um relacionamento abusivo faz com que você prejudique sua própria vida. Aqui fora uma relação abusiva também te cega, cala e seu impacto é ensurdecedor, faz com que você tenha perdas por vezes irreparáveis na sua saúde mental e também não a deixa perceber que seu amor-próprio e autoestima vale muito mais que o prêmio oferecido na casa.

Carla Diaz foi vítima de uma sociedade que mascara o relacionamento abusivo de amor, que ensina que mulheres devem insistir e consertar seus relacionamentos em vez de preservar seu amor-próprio.

Podemos falar mais sobre o comportamento imaturo do Arthur que é a postura clássica de muitos homens quando perdem o interesse? Devemos!

Mas, agora precisamos falar e aprender mais sobre autoestima, relacionamentos abusivos, empatia e respeito a outras mulheres!

 

 

Arthur e Carla – Fonte: Globo

 

Fonte: Globo

 

 

 

 

Por Camila Custódio

(Camila Custódio é idealizadora do Consultório Emocional – @consultorioemocional nas redes sociais.

Camila é Assistente Social, Terapeuta de Família e Casal, Terapeuta Relacional Sistêmica, Psicanalista e Coach. Especialista em Gestão da Emoção, Consultora em Desenvolvimento Humano. Escreve sobre saúde emocional, relacionamento, empoderamento feminino para sites, revistas e blogs. Atende pacientes online de todo o Brasil e do exterior.)

Editado e ilustrado por Laila Lopes.

amor e relacionaAmor e relacionamentosAnálise de comportamentoBBB 21Big Brother BrasilCamila CustódioCarla DiazComportamentoFamososMulheresPúblicoRelacionamento abusivoTerapeuta