Morte de Karl Lagerfeld: há dois anos o mundo perdia o estilista alemão

Morte de Karl Lagerfeld: há dois anos o mundo perdia o estilista alemão

Hoje, dia 19 de fevereiro de 2021, completamos dois anos da morte do estilista alemão Karl Lagerfeld. Nascido em 1933, ele foi um dos maiores ícones da moda dos séculos XX e XXI. Tendo morrido em Paris aos 85 anos, Lagerfeld deixou um legado que dificilmente se apagará.

 

Karl Lagerfeld para H&M. Fonte: H&M.

 

Vida e obra de Karl Lagerfeld

 

Sendo original de Hamburgo, Lagerfeld desde cedo demonstrou interesse pelas artes visuais. A sua maior inspiração? Os artistas franceses. Inclusive, de acordo com o DW Documentary “Karl Lagerfeld – fashion designer and icon” (2014), ele teria continuado os seus estudos apenas para poder aprender a língua francesa.

 

Karl Lagerfeld em 1960, com 27 anos, no seu escritório em Paris. Fonte: GETTY images / Harper´s Bazaar.

 

Bom, o sonho de menino se realizou. Tendo se mudado para Paris em meados da década de 50, Karl Lagerfeld foi gradualmente progredindo no mundo da moda, vindo a trabalhar para importantes nomes como Jean Patou, Charles Jourdan, Chloé, Krizia, e Valentino.

 

Grandes Marcas

 

Em 1967 Lagerfeld foi contrato pela marca Fendi, tendo se tornado o responsável pela sua linha de peles. O seu trabalho teve tanto êxito que ele seguiu trabalhando para a Fendi até a sua morte.

Entretanto, o que mais marcou a sua carreira foi provavelmente a função de diretor criativo da marca Chanel, que desde a morte da estilista Coco Chanel (1883-1971) se encontrava em gradual declínio. Tendo desempenhado a função de 1983 até a sua morte, Karl Lagerfeld renovou completamente a marca. Um dos maiores exemplos dessa mudança foi a adoção de um novo símbolo, o famoso CC cruzado.

 

Logo da Chanel. Fonte: Wikimedia commons.

 

Pouco depois, em 1984, o estilista lançou a sua própria marca, a “Karl Lagerfeld”.

As principais características do estilo de Lagerfeld? O cabelo branco chamativo, os óculos de sol muito escuros e marcantes, as luvas sem dedos e muitos colares.

 

Uma das suas primeiras aparições com o cabelo preso e óculos escuros. Fonte: GETTY images / Harper´s Bazaar.


 

Após a morte de Karl Lagerfeld

 

Ainda em vida, Lagerfeld chegou a referir que gostaria que Hairder Ackermann o sucedesse – o que entretanto negou posteriormente. Contudo, após a sua morte, a marca decidiu colocar Virginie Viard, diretora de estúdio da Chanel e mão-direita do estilista, como a sua nova diretora criativa.

Em suma, apesar de muitas polêmicas ao longo da vida, incluindo a discussão sobre o uso de peles e possíveis comentários gordofóbicos e racistas, Karl Lagerfeld teve uma passagem extremamente relevante no mundo da moda. O seu legado marcou todas as décadas da história da moda recente, e seguirá sendo uma inspiração para estilistas ao redor do mundo.  

 

Por Mariana Boscariol.

 

Fonte: Britannica.

 

Alta-costuraAnos 60Anos 70Anos 80Anos 90casaco de peleChanelChloeEstilistasestilistas famososfendiFrançaGrandes Estilistas EstrangeirosKarl LagerfeldLagelagerfeldmoda de luxoséculo xxi