Pandemia: tudo sobre o Auxílio Emergencial 2021

A pandemia da Covid-19 ainda deixa seus impactos econômicos devastadores no Brasil. Assim, o Auxílio Emergencial 2021 recebeu a aprovação do Congresso Nacional. Porém, algumas mudanças irão ocorrer, na comparação do benefício de 2020 com o deste ano. Esclareça as suas dúvidas!

- Continue depois da Publicidade -

Oficialmente, o Auxílio Emergencial 2021 está aprovado. Isso porque o Congresso Nacional promulgou a proposta de extensão do benefício, na ultima segunda-feira (15/03).

No entanto, de acordo com previsões, o Auxílio Emergencial deve atender apenas 39,8 milhões de pessoas nesta fase da pandemia. Assim, 28,4 milhões a menos do que em 2020, que somou 68,2 milhões de pessoas.

No caso, a estimativa acima é do movimento Rede Renda Básica Que Queremos, para o Uol.

A seguir, o Fashion Bubbles esclarece as principais dúvidas em relação ao Auxílio Emergencial 2021.

Duvidas sobre o Auxílio Emergencial 2021

- Continue depois da Publicidade -

  • Aproveite e nos siga no Google News para poder acompanhar tudo o que acontece no Brasil e no Mundo direto em seu smartphone. Além de novidades sobre Moda, Alimentação e muito mais! Para seguir É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

Quem terá direito a receber o benefício?

- Continue depois da Publicidade -

A princípio, as regras são as mesmas para concessão dos valores em 2020. Ou seja, tem direito ao auxílio 2021:

  • Maiores de 18 anos de idade;
  • Quem não tenha emprego formal ativo;
  • Quem não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda;
  • Inscritos no CadÚnico ou no Bolsa Família;
  • Cidadão com renda mensal per capita de até meio salário mínimo ou a renda mensal familiar de até três salários mínimos;
  • Microempreendedor individual (MEI), contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe de maneira autônoma ou trabalhador informal sem carteira assinada.

Além disso, NÃO TERÃO direito ao benefício pessoas que recebem:

- Continue depois da Publicidade -

  • Aposentadoria;
  • Pensão;
  • Benefício assistencial;
  • Parcelas do seguro-desemprego.

Não recebi o Auxílio Emergencial em 2020, pode pedir agora?

Não. A extensão do benefício é destinada apenas para quem já fez o cadastro no ano passado.

De acordo com o governo federal, não há como aceitar novos cadastros. Portanto, o auxílio irá contemplar quem já se cadastrou em 2020.

Afinal, quais serão os novos valores do Auxílio Emergencial 2021?

Conforme o texto aprovado, neste ano, os valores seguirão 3 critérios, veja:

  • R$ 150

Será o valor para beneficiários com formação familiar única. Ou seja, pessoas sem filhos, dependentes e famílias compostas apenas pelo solicitante do auxílio.

  • R$ 250
Você também pode gostar!

O valor de R$ 250 deve ser o mais comum neste ano. Isso porque receberão este valor famílias com mais ou mais membros.

  • R$ 375

Deve ser o maior valor para este ano. No caso, terão direito a este valor famílias em que as mães são chefes do lar.

Frente a isso, a Rede Brasileira Renda Brasil se manifestou. “O valor não é nem 30% do que custa uma cesta básica hoje no Brasil”, disse a diretora do movimento, Paola Carvalho, em entrevista para o Uol.

Além disso, de acordo com levantamento do jornal O Estado de são Paulo, a maior parte do público do Auxílio Emergencial 2021 receberá o menor valor. Ou seja, R$ 150.

Por quanto tempo vale a extensão 2021 do benefício?

A principio, o Auxílio Emergencial 2021 terá 4 parcelas. Além disso, vale ressaltar que os pagamentos devem começar somente em abril.

Então, seguirão a ordem: abril, maio, junho e julho. No caso, os beneficiários receberão o crédito  na conta digital Caixa Tem, nestes meses.

Porém, o calendário para saques direto na Caixa Econômica Federal deve seguir outras datas, conforme ocorreu em 2020.

Preciso me cadastrar novamente?

Não, quem já se cadastrou no Auxílio Emergencial 2021 não precisa refazer o cadastro.

No entanto, atenção! Os solicitantes devem atualizar as informações no aplicativo Caixa Tem, conforme as datas do cronograma da imagem.

Além disso, nesta atualização poderá ser pedido o envio online de um documento de identificação com foto, como o RG, por exemplo e do comprovante de residência.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, na data correspondente para atualização, o app Caixa Tem trará uma opção para o beneficiário fazer esta renovação de dados.

Com informações da Agência Brasil, Caixa Econômica Federal, Uol e O Estado de São Paulo 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes