Ator argentino residente no Brasil foi formalmente acusado pela denúncia de estupro

O ator argentino está residindo no Brasil, após ter sido acusado de abuso sexual pela atriz Thelma Fardin por um fato ocorrido na Nicarágua quando ela era menor de idade

- Continue depois da Publicidade -

Thelma Fardin, com o apoio do coletivo de atrizes argentinas, anunciou oficialmente que a Justiça brasileira acusou formalmente Juan Darthés de abuso sexual.

O Ministério Público do Brasil apresentou uma denúncia formal contra Juan Darthés (56) pela denúncia de abuso sexual que Thelma Fardin (28) fez em 2018. É o primeiro passo para que ele possa ser investigado no Brasil.

O advogado de Thelma explicou que a investigação foi iniciada ex officio e que há uma solicitação para que as provas coletadas pela UFEM a pedido da Nicarágua sejam colocadas à disposição da justiça brasileira.

“O Ministério Público Brasileiro entrou com uma denúncia formal contra Juan Darthés. Ou seja, três promotores públicos de diferentes países (Argentina, Nicarágua e Brasil – para onde o réu fugiu para evitar sua responsabilidade -), consideraram que as provas apresentadas e coletadas têm contundência suficiente para acusá-lo criminalmente; percurso que vem estabelecendo jurisprudência internacional ”, destacou o coletivo Atrizes Argentinas, por meio de carta lida por Cecilia Roth e Dolores Fonzi.

De acordo com a legislação brasileira, o crime de que Darthes foi acusado é o de “estupro qualificado”, com pena máxima de 12 anos de prisão

- Continue depois da Publicidade -

Além desse processo, persiste o pedido de extradição feito pela Nicarágua.

 

Quem é o ator Darthés

 

- Continue depois da Publicidade -

Darthés

 

Você também pode gostar!

Darthés – cujo nome verdadeiro é Rafael Pacífico Dabul tem dupla nacionalidade e mora no Brasil, onde nasceu.

O Brasil não possui tratado de extradição com a Nicarágua (país onde o abuso teria ocorrido e onde se baseia a denúncia criminal); e, embora o réu tenha dito a princípio que viajaria para testemunhar, ele nunca o fez.

 

- Continue depois da Publicidade -

 

Atualmente, o ator está dando os primeiros passos com sua própria produtora teatral. Nem ele nem seu advogado deram declarações sobre a notícia do caso.

A justiça nicaraguense chegou a ordenar sua prisão internacional e prisão por “estupro agravado”, além de um pedido de extradição. A Interpol, por sua vez, havia emitido um cartão vermelho em 2019.

Atualmente, o ator está dando os primeiros passos com sua própria produtora teatral. Nem ele nem seu advogado deram declarações sobre a notícia do caso.

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes