Mãe do apresentador Yudi conta mais detalhes sobre a triste morte do esposo

Yudi Tamashiro convidou a própria mãe para participar de seu primeiro podcast – Ela falou como vem se sentindo, e contou detalhes sobre a morte do esposo.

- Continue depois da Publicidade -

Ontem (20), Yudi Tamashiro publicou o seu primeiro conteúdo de podcast. O apresentador levou como participação sua querida mãe, Tânia Tamashiro, que ao gravar relatou sobre a triste morte do esposo. Em março de 2021, Nelson Tamashiro partiu sendo uma das vítimas do Covid-19.

Na gravação, a mãe do apresentador contou que Nelson já estava com a situação da saúde um pouco complicada, antes de se contaminar com a Covid-19. Até então, os próprios médicos afirmaram que se ele vencesse o vírus, teria chances de viver com sequelas.

Segundo ela, “Seu pai já vinha sofrendo com algumas debilidades de saúde, ele já estava num ano muito complicado. O médico avisou que, se ele saísse dessa covid, ele ficaria com muitas sequelas.”

Em seguida, questionou se Nelson Tamashiro estivesse aqui agora, como ele estaria: “A gente não aceitar, acho que parte muito de um egoísmo nosso, de querer que a pessoa fique aqui. Será que ela vai ficar bem, ou ela vai sofrer? Ou ela vai ficar triste?”, disse.

 

 

 

 

Mãe do apresentador Yudi fala sobre uma das dificuldades que o esposo tinha

 

 

Você também pode gostar!
Yudi e sua mãe.
Yudi e sua mãe – Fonte: Instagram

 

 

  • Enquanto isso, leia aproveite e nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Enquanto papeavam no conteúdo gravado pelo cantor, sua mãe conta que Nelson não conseguia subir escadas e que ele ficava triste pela dificuldade. Tânia, então, contou para o filho que, “O seu pai já vivia triste por não poder subir uma escada. Ele já era uma pessoa muito ativa. Eu senti que realmente chegou a hora dele, Deus o recolheu para que ele pudesse descansar e me esperar.”, afirmou.

Nelson Tamashiro com apenas 56 anos de idade faleceu por decorrência das complicações da Covid-19, no dia 31 de março. Durante seu tratamento, sofreu além de uma parada cardíaca, problemas renais.

Ainda abalada, Tânia conta que faz questão de relembrar somente coisas boas. “Quando eu deito na minha cama, eu só lembro coisas boas. E isso me renova”, destacou.

 

 

 

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes