Mulher de 90 anos recebe oficialmente primeira dose de vacina contra Covid-19

O Reino Unido iniciou nesta terça-feira, (08), uma campanha de vacinação contra o Coronavírus.

- Continue depois da Publicidade -

941

Uma mulher de 90 anos se tornou a primeira pessoa a tomar oficialmente a vacina contra a Covid-19, no Reino Unido, nesta terça-feira, 08. O laboratório farmacêutico Pfizer, com a empresa de biotecnologia BioNTech, são os criadores do imunizante, que abriu o marco de vacinação nesta manhã histórica do país no combate à pandemia do novo Coronavírus.

Margaret Keenan, vacinada no Hospital Universitário de Coventry, contou ao BBC que se sentiu plenamente “Privilegiada”, por ser a primeira pessoa a receber a vacina, sem que seja nos ensaios clínicos.

O governo de Boris Johnson preparou dona Margaret como uma manobra, para que os outros cidadãos sejam convencidos a tomar o antivírus, quando chegar o seu momento de imunidade. Margaret diz, após se tornar a primeira pessoa vacinada: “Se posso injetar isso aos 90 anos, qualquer um pode”.

 

Foto de mulher de 90 anos recebendo primeira dose da vacina contra Covid-19.
Mulher de 90 anos recebe primeira dose da vacina contra Covid-19 em Hospital Universitário do Reino Unido – Fonte: Reprodução

 

Enquanto isso, assista abaixo o vídeo da senhora de 90 anos tomando a dose da vacina, bem como seu depoimento deixado para os próximos que irão tomar:

 

- Continue depois da Publicidade -

 

  • Enquanto isso, morre no Brasil o ator Eduardo Galvão, vítima da Covid-19, confira em luto na Globo.

 

Dia-V

 

Conservadores do Reino Unido batizaram esta terça-feira como o “Dia-V”, ou seja, V de Vacina e Vitória. A segunda pessoa a tomar a imunidade foi um homem, cujo nome, curiosamente, é William Shakespeare, de 81 anos. A primeira remessa do imunizante da campanha de vacinação britânica está sendo injetada nos profissionais de saúde vulneráveis à doença, bem como nos idosos maiores de 80 anos, que são as pessoas de maiores riscos.

 

Mulher de 90 anos é aplaudida por profissionais após ser a primeira mulher a tomar a vacina contra a Covid-19.
Mulher de 90 anos é aplaudida por profissionais da saúde, após ser a primeira mulher a tomar a vacina contra a Covid-19 – Fonte: Reprodução

 

Alguns problemas, como manter congeladas a -70 °C e protegê-las de roubos, impediram que a vascina fosse distribuída, primeiramente, aos asilos de idosos. Sendo assim, nos primeiros dias, 50 hospitais distribuídos pelo país receberam a administração das injeções.

 

  • Enquanto isso, veja os principais cuidados para se proteger do Coronavírus, bem como o que fazer em caso de suspeita da doença. Além de uma seleção de chás para fortalecer a imunidade, diminuir a inflamação e ainda dicas de alimentação.

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Boris Johnson deixou uma mensagem em seu Twitter, inaugurando o Dia-V no Reino Unido, seguido de imagens da primeira imunizada, confira: “Hoje começam as primeiras vacinações no Reino Unido contra a covid-19. Obrigado ao nosso NHS, a todos os cientistas que trabalharam tão arduamente para desenvolver esta vacina, a todos os voluntários – e a todos que seguem as regras para proteger os outros. Vamos vencer isso juntos”

 

Vacinas no Brasil

 

Veja como está o andamento dos teste das Vacinas anti-Covid-19 no Brasil.

Imagem via UOL

E m São Paulo, governo anunciou que pretende iniciar a vacinação ainda em Janeiro. Enquanto o Governo brasileiro pretende darinínio a imunização apenas em Março, deixando o país atrasado em relação ao restante do mundo.

 

“[A vacina] será gratuita para todos. O governo de São Paulo também vai disponibilizar para outros estados o total de 4 milhões de doses da vacina CoronaVac a estados que solicitarem. O objetivo é que esses estados possam iniciar imunização dos seus profissionais de saúde, público prioritário no combate à covid-19, reconhecendo o sacrifício de quem arrisca a vida para salvar vidas”, disse Doria.

 

O governo de São Paulo já firmou um acordo para ter 46 milhões de doses do imunizante —o que é suficiente para vacinar 23 milhões de pessoas, já que são necessárias duas doses. A primeira fase da vacinação, anunciada hoje, deve contar com 18 milhões de doses (ou seja, para 9 milhões de pessoas).

O tempo previsto entre a primeira e a segunda dose é de 21 dias.  E que o governo paulista oferecerá 4 milhões de doses a outros estados —quantidade suficiente para vacinar 2 milhões de pessoas, já que serão necessárias duas doses por pessoa. Saiba mais na  UOL.

 

Fonte: UOL

 

Por fim, lembramos que seu comentário e o seu compartilhamento, é muito importante para nós. Por isso, não deixe de deixar o seu. Nós nos dedicamos em passar as melhores notícias do dia para você, sendo assim não perca mais nada, basta se inscrever em nosso ‘blog’.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes