Mulher que caiu do 3º andar por sonambulismo passa por duas cirurgias

Depois de fazer diversos plantões Talyssa Oliveira aproveitou a sua folga para ter um final de semana de descanso. Mas a crise de sonambulismo atrapalhou as férias.

- Continue depois da Publicidade -

Talyssa Oliveira Taques, de 27 anos, sofreu um grave acidente durante uma crise de sonambulismo.

Você também pode gostar!

A fisioterapeuta sofreu uma queda do terceiro andar de um prédio no Rio de Janeiro, precisou ser internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e passou por duas cirurgias até o momento.

Ela continua internada sem previsão de alta e, a sua família está tentando fazer a transferência para Cuiabá, onde a jovem mora e trabalha.

Ela ainda está em recuperação depois de passar por uma cirurgia delicada na coluna, necessária para corrigir uma fratura.

“Estou em choque até hoje, não consigo dormir. Vejo o sofrimento da minha filha, a dor constante e o medo de não voltar a andar”, disse a mãe, Angélica Oliveira.

Atualmente a moça se encontra internada no Hospital Israelita Albert Sabin, em Copacabana, pois não existem leitos disponíveis na rede pública de saúde da cidade.

 

 

No entanto as despesas no hospital são muito altas e, a família precisa urgentemente fazer a transferência para Cuiabá.

Entretanto a transferência deve ser feita em uma UTI móvel, visto que a condição da paciente é delicada e ela não pode viajar em um voo convencional.

Dessa maneira o custo do transporte é de aproximadamente 89 mil reais. Como a família não tem condições de bancar as despesas, foi criada uma vaquinha online.

Talyssa já está internada há mais de 15 dias e, de acordo com a sua mãe Angélica, as duas estão sozinhas no Rio de Janeiro e, longe da família, fica bastante difícil conseguir bancar todas as despesas.

  • Veja também: Janeiro Branco reforça a importância da saúde emocional

 

Acidente e o sonambulismo

 

Talyssa é fisioterapeuta e trabalha no antigo pronto-socorro de Cuiabá e no Hospital São Mateus em Cuiabá. Ambos são referência no combate a Covid-19.

Depois de fazer diversos plantões a moça aproveitou a sua folga para ter um final de semana de descanso ao lado da sua família.

“Ela estava exausta. Segundo o neurologista do hospital, quando ela relaxou, teve uma crise de sonambulismo. Ela foi até a janela do hotel e escorregou. Para ela, estava indo ao banheiro”, contou a mãe.

“Fui comunicada que minha filha estava caída no porão. Em desespero, chamei o socorro e fomos direto para o hospital, onde ela está internada até hoje”, disse.

Segundo a própria mãe da fisioterapeuta, Talyssa já teve várias crises de sonambulismo e, inclusive já procurou por tratamento durante a sua juventude. Infelizmente devido ao cansaço isso tende a se manifestar com mais facilidade.

A administração do hotel também se manifestou sobre o ocorrido e afirmou que no estabelecimento seguem todos os protocolos de segurança exigidos pelo estado.

O hotel também colaborou com as investigações e entregou as imagens do circuito de segurança e outras informações à polícia.

Por fim, não deixe de conferir: Saúde Mental – Como está nossa mente? E Blue Monday: a segunda-feira que é a mais triste do ano.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes