Alecrim turbina a saúde, cuida do cabelo e da pele. Saiba como usar!

Alecrim turbina a saúde, cuida do cabelo e da pele. Saiba como usar!

Muitas pessoas conhecem o alecrim como um tempero para pratos assados. Mas as propriedades dessa erva vão muito além do sabor: ela é uma ótima fonte de ferro, cálcio e vitamina B6. Ao mesmo tempo, tem poder anti-inflamatório, antioxidante, bactericida, digestivo e até é capaz de aliviar alguns sintomas da COVID-19.

Em seguida, preparamos um guia com tudo que você sempre quis saber sobre o alecrim. Descubra todos os seus benefícios tanto para a saúde, quanto para o bem-estar e a beleza. Além disso, veja de que forma usá-lo e até como cuidar da planta em um vaso na sua casa. Continue lendo!

 

O que é alecrim?

 

O alecrim é uma erva nativa da região mediterrânea de nome científico Rosmarinus officinalis. Pertence à família Lamiaceae – mesma da lavanda, da menta e da sálvia – e é perene, isto é, tem folhas o ano inteiro.

Tem uma fragrância bem marcante e, só de se aproximar do arbusto, já é possível senti-la. Seu sabor é adocicado, com um fundo levemente amargo. Por isso, combina bem com alimentos assados, como batatas e frango.

É uma erva que pode ser utilizada tanto fresca quanto seca. Para secar o alecrim, basta colher alguns ramos, lavar, amarrar com um barbante e pendurar em um local com boa ventilação. Depois que se passarem alguns dias, você pode retirar as folhas e guardar em um pote com tampa.

 

Foto: Pixabay

 

Como cuidar da planta em casa?

 

Como se trata de uma espécie arbustiva, que não ultrapassa 1,5 metros de altura, o alecrim é ideal para plantar em vasos e em pequenos canteiros. A planta não tolera temperaturas muito baixas e precisa receber luz solar direta por ao menos 3 horas ao dia. Então, leve essas características em consideração antes de escolher onde colocá-la.

Prefira utilizar substratos mais arenosos: misture 3 partes de terra com 1 parte de areia. Logo depois do plantio, regue de 2 a 3 vezes na semana para manter o solo úmido. Assim que o alecrim estiver mais estabelecido, as regas podem ser mais espaçadas.

 

Foto: Pixabay

 

Para que serve o alecrim?

 

Uma vez que é rico em cálcio, ferro e vitaminas como A, C e B6, o alecrim tem sido utilizado como planta medicinal há séculos. Seus benefícios mais comuns incluem o alívio de dores musculares, a redução da queda capilar e a melhora da memória, da imunidade e da circulação sanguínea.

 

Foto: Pexels

 

8 benefícios do alecrim para o corpo

 

Você sabia que o alecrim pode diminuir a inflamação, aliviar dores, melhorar a digestão e até prevenir doenças mais graves, como câncer e diabetes? Saiba mais!

 

  1. Tem propriedades antioxidantes

 

Ou seja, a planta possui compostos – como ácido cafeico, ácido carnósico e ácido rosmarínico –, que neutralizam as partículas nocivas chamadas de radicais livres. Dessa forma, fortalece o sistema imunológico. E ainda protege seu corpo contra oxidação e inflamação que poderiam causar doenças como diabetes, problemas cardiovasculares e até câncer.

Entenda a importância dos antioxidantes que ajudam a retardar o envelhecimento em: Alimentos antioxidantes: como eles funcionam e quais são.

Um estudo publicado no periódico Oncology Reports, por exemplo, notou que o uso de extrato de alecrim desacelerou o crescimento de leucemia e carcinoma em células humanas. Além disso, um relatório do Journal of Food Science revelou que acrescentar o extrato à carne moída reduz a quantidade de agentes cancerígenos que surgem após o cozimento.

 

  1. É antibacteriano

 

Seu uso, aliás, está relacionado à prevenção de infecção estafilocócica, causada por bactérias altamente contagiosas.

 

  1. Favorece a digestão

 

Isso porque o alecrim possui óleos com propriedades anti-inflamatórias e é a inflamação que causa desconfortos no estômago. Assim sendo, seu consumo diminui a produção de gases e ameniza sintomas como azia, constipação, diarreia e inchaços.

 

  1. Alivia dores

Trata-se de um analgésico natural muito utilizado para reduzir cólicas, dores de cabeça e de artrite. De acordo com um estudo publicado no European Review for Medical and Pharmacological Sciences, o óleo essencial de alecrim administrado via oral foi capaz de aumentar a tolerância das cobaias à dor. Os efeitos foram notados tanto no uso isolado, quanto em combinações com codeína e paracetamol.

 

  1. Melhora a circulação sanguínea

 

O alecrim ajuda a expandir os vasos sanguíneos. Aliás, um estudo constatou que esfregar o óleo essencial da erva nas mãos e nos pés de pacientes com problemas de circulação aquece o sangue. Assim, facilita que ele chegue até a ponta dos dedos. Por isso, também é comum utilizar a planta para combater os sintomas do reumatismo.

 

  1. Ameniza desconfortos respiratórios

 

Tanto a difusão do óleo essencial de alecrim quanto o consumo do chá da erva fazem bem para a saúde do sistema respiratório. É uma solução natural para combater congestão nasal, inflamação na garganta e acúmulo de muco no pulmão.

 

Foto: Pexels

 

  1. Fortalece a visão

 

O ácido carnósico presente na planta é capaz de promover a saúde dos olhos. Foi isso que constatou um estudo publicado no periódico Investigative Ophthalmology & Visual Science. O composto é capaz de proteger contra a degeneração macular, doença comum em pacientes acima de 50 anos e que causa perda progressiva da visão.

 

  1. Combate o mau hálito

 

Por causa de seu aroma marcante, o alecrim pode ser utilizado para acabar com a halitose. Basta mastigar folhas da erva durante alguns minutos para notar os efeitos.

 

4 benefícios do alecrim para a mente

 

A erva também pode ser utilizada para cuidar da saúde mental, fortalecer o cérebro e reduzir o estresse. Confira como!

 

Foto: Rawpixel

 

  1. Protege o sistema nervoso

 

Anteriormente, vimos que o ácido carnósico combate os danos causados pelos radicais livres. E o mesmo vale para o cérebro. Os cientistas acreditam que o alecrim possa ser útil em pacientes que sofreram derrames, acelerando sua recuperação.

 

  1. É um estimulante cognitivo

 

O alecrim é conhecido por melhorar a memória, a concentração e a inteligência. Um estudo da Universidade de Northumbria, na Inglaterra, notou resultados positivos principalmente em pacientes idosos.

 

  1. Previne o envelhecimento cerebral

 

Alguns estudos mostraram resultados animadores do uso da planta para prevenir Alzheimer. Só que mais testes são necessários para provar sua eficácia.

 

  1. Melhora o humor

 

Muito utilizado na aromaterapia, o alecrim ajuda a trazer uma sensação de tranquilidade. A essência dessa erva serve para limpar a mente e aliviar o estresse em pacientes com ansiedade e depressão.

 

4 benefícios do alecrim para a beleza

 

Utilizar plantas como aliadas da beleza é uma ótima opção. Você pode até fazer seus próprios cosméticos naturais! Assim, economiza dinheiro e ainda diminui o seu impacto ambiental. Afinal, são menos produtos que você vai precisar comprar e menos lixo que você vai ter que descartar.

 

Foto: Pixabay

 

  1. Ameniza rugas

 

O alecrim protege a pele dos danos causados pelo sol e pelos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce. Além disso, melhora a elasticidade e a aparência da cútis. Aposte no seu poder acrescentando 1 gota do óleo essencial ao seu hidratante antes da aplicação.

 

  1. Diminui a oleosidade da pele

 

A planta é ótima para tratar acne, reduzir o aparecimento de cravos e de espinhas. Faça um tônico caseiro para aproveitar suas propriedades!

Ferva 1 xícara (chá) de água e desligue o fogo. Em seguida, acrescente 2 ramos de alecrim, tampe e deixe esfriar. Coe, misture 3 colheres (sopa) de vinagre de maçã e guarde em um recipiente com tampa. Aplique com um algodão de manhã e à noite, logo após lavar o rosto.

 

  1. Previne calvície e diminui a queda de cabelo

 

Uma vez que favorece a circulação sanguínea, o alecrim fortalece o couro cabeludo. Por consequência, os fios nascem mais fortes e crescem mais rápido.

A fim de notar esses efeitos, você pode fazer um chá forte da erva, esperar esfriar e borrifar ou aplicar com um algodão na raiz dos cabelos. Então, deixe agir por 20 minutos e lave as madeixas como de costume.

 

  1. Elimina a caspa

 

Por causa de suas propriedades antibacterianas, o alecrim ajuda a retirar toda a pele seca acumulada no couro cabeludo. A dica é acrescentar algumas gotas do óleo essencial ao seu shampoo ou ainda misturá-lo a máscaras capilares.

 

 

Como usar o alecrim?

 

Para alguns objetivos, como o alívio do mau hálito, por exemplo, o alecrim pode ser utilizado in natura. Contudo, seus usos mais comuns são na forma de chá, de banho ou de óleo essencial. Confira, em seguida, mais sobre essas maneiras de aproveitar seus benefícios.

Mas atenção: a planta deve ser consumida em pequenas quantidades. Isso porque, ao ser ingerido em excesso, o alecrim pode causar efeitos colaterais como vômitos, espasmos e até edema pulmonar.

Se acaso você tiver uma doença preexistente – como hipertensão ou epilepsia – ou fizer uso de medicações, consulte seu médico antes de incorporar a erva à sua dieta.

 

Como fazer chá de alecrim e para que serve?

 

Antes de mais nada, ferva 250 ml de água e desligue o fogo. Em uma xícara, coloque 1/2 colher (sopa) de alecrim seco ou 1 colher (sopa) das folhas frescas. Despeje a água por cima, tampe com um pires e deixe descansar por 10 minutos. Por fim, coe e descarte as folhas.

Com o objetivo de melhorar a digestão, tome 3 xícaras do chá ao dia, logo após as refeições. O mesmo pode ser feito para aliviar inflamações na garganta.

 

Quem não pode tomar chá de alecrim?

 

A ingestão do chá de alecrim deve ser evitada durante a gravidez e lactação, bem como por crianças menores de 12 anos, por pessoas hipertensas e por epilépticos.

 

Foto: Pexels

 

Como fazer banho de alecrim?

 

Ideal para aliviar os sintomas do reumatismo, o banho de alecrim é fácil de preparar. Acrescente 50 gramas da erva em uma panela com 1 litro de água fervente. Coloque a tampa e deixe repousar, com o fogo desligado, por 20 minutos. Coe e utilize essa água na hora do banho.

 

Foto: Pixabay

 

Como usar óleo essencial de alecrim?

 

O óleo essencial é um extrato puro da planta e, portanto, contém suas propriedades de forma concentrada. É ideal para uso na aromaterapia, visto que é bastante volátil. Coloque de 5 a 15 gotas em um difusor a fim de espalhar o aroma pelo cômodo. Isso pode ser feito em ambientes de estudo e de trabalho. Afinal, estimula a memória e a concentração.

Com o intuito de aliviar dores musculares e reumáticas, cansaço físico e mental, é possível fazer um escalda pés com 5 litros de água quente e 4 gotas do óleo essencial de alecrim. Ou ainda misturar até 10 gotas do produto a 30ml de óleo vegetal ou de hidratante para fazer massagens.

Além disso, para amenizar sintomas respiratórios, coloque de 3 a 5 gotas do óleo em um recipiente com água quente. Cubra a cabeça com uma toalha e inale o vapor durante alguns minutos para liberar as vias aéreas.

 

Quem não pode usar óleo essencial de alecrim?

 

O óleo pode ser irritante para a pele. Se notar vermelhidão ou coceira, interrompa seu uso imediatamente e procure um dermatologista.

 

Foto: Unsplash

 

acneAlecrimAlimentos antiflamatóriosAlimentos AntioxidantesAlimentos CurativosAlívio de dores muscularesAnalgésicos NaturaisantibacterianoAntioxidantesAromaterapiaAuxilia no processo digestivobenefícios do alecrimBenefícios dos alimentosBenefícios dos chásCálcioChá de AlecrimChá digestivoChásCirculaçãocomo cuidar de plantascosméticos naturaisdegeneração macularDiabetesDoenças RespiratóriasErvas MedicinaisferrogasesImunidadeinflamação na gargantaóleo essencial de alecrimÓleos Essenciaisóleos essenciais para pelePele acneicaPele OleosaPlanta MedicinalPlantas CurativasPlantas MedicinaisPrevine AcnePulmãoqueda de cabeloQueda de cabelosRedução de GasesReumatismoSaúdeSaúde dos olhosSaúde OcularSaúde RespiratóriaSistema DigestivoTrato Respiratóriovitamina AVitamina B6Vitamina Cvitaminas