Cabo submarino que conecta Brasil à Europa é inaugurado. Entenda o impacto em sua vida

Projeto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações investiu € 8,9 milhões e setor privado cerca de € 175 milhões. Cabo de 6 mil quilômetro irá tornar a conexão dos internautas mais veloz

- Continue depois da Publicidade -

O primeiro cabo submarino de fibra óptica que liga diretamente o Brasil e a Europa foi inaugurado, agora em junho, na cidade de Sines, em Portugal.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) investiu € 8,9 milhões, enquanto a Comissão Europeia contribuiu com € 25 milhões. Já a empresa EllaLink aplicou € 150 milhões. Juntos, eles são os financiadores do projeto.

 

Qual o impacto em sua vida? O que muda pra você?

 

Atualmente, nós não temos uma conexão direta, nós temos que passar as informações pelos Estados Unidos. Enquanto esse cabo permite um tráfego muito maior de dados, uma velocidade muito maior”, disse o ministro Marcos Pontes, na cerimônia realizada em Portugal.

 

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, discursa na inauguração do novo cabo submarino em Portugal
Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, na inauguração do novo cabo submarino brasileiro. Fonte: MCTI

 

- Continue depois da Publicidade -

O cabo submarino, que demorou quase uma década para ser implantado, possui 6 mil quilômetros de extensão, desta forma, conecta diretamente a cidade de Fortaleza (Brasil) a Sines (Portugal). Assim,  a diferença e o impacto na vida das pessoas é que não haverá mais a necessidade dos dados passarem, antes, pelos Estados Unidos.

Um exemplo prático, é o próprio Fashion Bubbles. Atualmente, o site está hospedado em um servidor dedicado que fica em Paris, na França. Ao clicar em algum das nossas matérias, os dados vão primeiro para os EUA e, só depois, para a Europa. Com a inauguração do cabo, essa conexão será direta, o que vai deixar a navegação do Fashion Bubbles ainda mais rápida.

- Continue depois da Publicidade -

O que muda é fluidez, a velocidade na navegação final. Sobretudo, para o internauta, no momento em que ele clicar em algum link, vai navegar de uma maneira mais rápida e suave”, explicou Luis do Fator Binário, o responsável pela hospedagem do Fashion Bubbles.

Há ainda oportunidades de pesquisa e educação na América Latina e na Europa, que serão potencializadas com a conexão do cabo.

 

Ministro Marcos Pontes acompanha a operação de implantação do novo cabo submarino brasileiro
Ministro Marcos Pontes acompanha a operação de implantação do novo cabo submarino brasileiro. Fonte: MCTI

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

  • Enquanto isso, aproveite e nos siga no Google News para ver mais matérias direto em seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

Estrutura de cabo submarino no Brasil

 

O primeiro cabo submarino do Brasil foi inaugurado em 1857. Ele fez parte da primeira linha telegráfica brasileira e interligava a Praia da Saúde, no Rio de Janeiro, à cidade de Petrópolis. Eram 15 km de cabo submarino em uma linha cuja extensão total era de 50 km.

Outros cabos submarinos foram lançados para interligar o Brasil a várias partes do mundo nos anos anteriores.

Os cabos submarinos atuais são de fibra óptica e permitem o transporte de todo tipo de informação digital — ou seja, telefone, internet e demais dados.

Surpreendentemente, cabos mais finos e leves são usados em águas profundas. Geralmente, eles têm 69mm de diâmetro e pesam cerca de 10kg por metro. Então, todos os continentes, exceto a Antártida, são ligados por eles.

Cabos como esse inaugurado em Portugal nos permite a troca de informações de forma mais efetiva entre os continentes. Contudo, vamos precisar disso cada vez mais”, concluiu Marcos Pontes.

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes