As Armadilhas das Festas de Final de Ano nas Empresas

101

- Continue depois da Publicidade -


 Amigo Secreto e Festa de Confraternização podem colocar profissionais em “saias justas” inesperadas

 Tudo pode correr bem durante o ano, mas se tem algumas armadilhas reais, que podem colocar em perigo todo um trabalho feito, são as festas corporativas, principalmente as de final de ano.

- Continue depois da Publicidade -

Para não errar nas festas de final de ano Renata Mello reuniu algumas dicas básicas:

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

- Continue depois da Publicidade -

  • Cuidado com roupas extravagantes ou esportivas demais. É uma festa, mas o ambiente é corporativo;
  • Atitudes elegantes e educadas devem permear todos os momentos que você se relaciona com seus colegas. Portanto, busque fazer comentários construtivos, sempre;
  • Não exagere no álcool, se você sabe que isso pode acontecer, peça a seu amigo mais próximo para te dar um toque quando você estiver passando dos limites;
  • Ao escolher o presente, tente encontrar algo neutro que não rotule a pessoa. Nada de lingeries provocantes; roupas íntimas em geral; produtos de higiene (perfume, shampoos, etc);
  • Não chegue atrasado. Não saia tarde demais.
  • Se um colega fizer um comentário maldoso sobre outro colega, ou sobre a empresa, não estimule. Desvie a atenção e mude de assunto.
  • Procure dar atenção a todos;
  • Durante um jantar não fale alto, nem busque conversar com quem está muito longe de você; Troque de lugar caso necessário;
  • No restaurante cuidado com pratos cheios demais. É mais elegante repetir do que voltar à mesa com um prato absurdamente lotado de comida.
  • Se tiver dúvidas sobre condimentos à mesa, pergunte ao garçom. Não há coisa pior do que um colega, tossindo sem parar e engasgado porque exagerou na pimenta. É realmente deselegante.
  • Se a festa for num sítio ou casa de alguém o cuidado é redobrado. Seja atencioso e ajude nos afazeres caso todos tenham que dar uma mãozinha. Cuidados para não ocupar os quartos da casa indevidamente, ou dormindo após o almoço ou para se isolar dos demais.

Para Renata Mello as pessoas têm trabalhado demais, e precisam se divertir também. Mas se estamos falando em trabalho e relações em equipe, todo o cuidado deve ser tomado para que uma festa da empresa, não se torne um carimbo negativo para seu curriculum profissional. “Festa com os amigos e parentes é totalmente diferente de festas corporativas. Pessoas diferentes e ambientes diferentes” enfatiza a consultora.

- Continue depois da Publicidade -

(www.renatamelloconsultoria.com.br)


Imagem via Terra

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também