Dia de Tiradentes: o que se celebra no feriado nacional do dia 21 de abril?

Sendo um feriado nacional de relevância histórica, conheça qual a origem da celebração do Dia de Tiradentes no 21 de abril.

- Continue depois da Publicidade -

O Dia de Tiradentes, celebrado no 21 de abril, é um dos feriados nacionais mais icônicos do Brasil. Mas, afinal, o que se celebra nesse dia?

 

Qual a origem do feriado de Tiradentes?

 

O feriado homenageia Joaquim José da Silva Xavier (1746-1792), figura histórica nacional popularmente conhecida como “Tiradentes” – apelido que se deveu ao seu trabalho como dentista.

Acima de tudo, Tiradentes foi tomado como símbolo máximo da Inconfidência Mineira, o movimento regional que buscava a independência de Minas Gerais em relação a Portugal.

Quando o grupo ainda se mobilizava, o movimento separatista foi desvendado pelas autoridades coloniais, e Tiradentes foi preso, julgado e por fim enforcado.

- Continue depois da Publicidade -

Como resultado, ele acabou por se tornar um mártir para o grupo de republicanos que buscava livrar de vez o Brasil da monarquia portuguesa.

 

  • Saiba mais  em Calendário 2021: feriados, datas comemorativas e ideias de conteúdo para as redes sociais.

 

- Continue depois da Publicidade -

Martírio de Tiradentes de Aurélio de Figueiredo, de 1893.
Martírio de Tiradentes de Aurélio de Figueiredo, de 1893. Fonte: Museu Histórico Nacional / Wikimedia commons.

 

A Inconfidência Mineira

 

A Inconfidêcia Mineira, ou Conjuração Mineira, foi uma trama de caráter separatista promovida em Minas Gerais entre 1788 e 1789. O seu principal objetivo era então livrar a região do domínio português.

- Continue depois da Publicidade -

A insatisfação com a autoridade e o controle da Coroa portuguesa sobre a região não era nova, tendo havido outros motins ou episódios de contestação popular ao longo do tempo.

 

Execução de Tiradentes, no dia 21 de abril de 1792, Revista Illustrada, n. 643, 1892.
Execução de Tiradentes, no dia 21 de abril de 1792, Revista Illustrada, n. 643, 1892. Fonte: Wikimedia commons.

 

No final do século XVIII, Minas Gerais vivia o declínio da produção de ouro, que até então era o pilar da econômica colonial.

Assim, por conta do cenário desfavorável, a monarquia portuguesa passou a tomar medidas fiscais e de controle da produção aurífera cada vez mais rígidas.

Você também pode gostar!

Uma das medidas que então causava mais descontentamento era a derrama, um mecanismo fiscal que buscava garantir a Portugal a arrecadação de 100 arrobas anuais do quinto (a retenção pela Coroa de 20% do ouro encontrado no território).

Bom, a reação dos moradores da região não era nada positiva. Foi nesse sentido que, descontentes com o domínio colonial sobre o território, um grupo da elite socioeconômica local passou a organizar o movimento separatista.

 

 

Desfecho da Inconfidência Mineira

 

Sentença contra os réus do levante e conjuração de Minas Gerais, de 18 de abril de 1792.
Sentença contra os réus do levante e conjuração de Minas Gerais, de 18 de abril de 1792. Fonte: Arquivo Nacional / Wikimedia commons.

 

Apesar da participação de pessoas importantes localmente, os planos do grupo nunca chegaram a ser colocados em prática. Afinal, após denúncias, todos os inconfidentes foram presos.

Contudo, apenas Tiradentes foi enforcado, já que os outros principais líderes foram apenas banidos do território nacional. Tomado para servir de exemplo, o seu corpo foi esquartejado e a cabeça exposta em praça pública.

Desde então, o episódio passou a simbolizar a busca pela criação de uma identidade nacional brasileira e o esforço em livrar o país das amarras do seu passado colonial.

 

Feriado de Tiaradentes

 

Com o advento da república,  a figura de Tiradentes foi recuperada e enaltecida como a de um verdadeiro herói nacional. Desse modo, ele se consolidou e fortaleceu dentro do imaginário popular.

Entretanto, foi apenas em 1965, durante os primeiros anos da ditadura militar no Brasil, que o dia 21 de abril passou a ser oficialmente dedicado à homenagear a morte de Tiradentes.

Foi o então presidente marechal Castelo Branco que sancionou a Lei nº 4 897, de 9 de dezembro de 1965, definindo assim que o Dia de Tiradentes seria feriado nacional e ele se tornaria Patrono da Nação Brasileira.

 

Por fim, veja também:

 

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes