Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922: comemorações começam em 2021

O centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, um marco da nossa arte e cultura, será comemorado já a partir desse ano. Veja o programa!

- Continue depois da Publicidade -

Com mais de 100 eventos a serem celebrados entre 2021 e 2022, São Paulo está prestes a iniciar as comemorações do Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922. Sendo um dos episódios mais importantes da nossa história contemporânea, veja com mais detalhes qual o significado da data e a programação do festival.

 

 

 

A inauguração do modernismo no Brasil

 

Sendo fruto do trabalho de um grupo de intelectuais e artistas brasileiros, a Semana de Arte Moderna de 22 quebrou paradigmas e marcou época. A sua motivação? Não deixar passar em branco a celebração de outro centenário, o da independência do Brasil em relação a Portugal (1822).

- Continue depois da Publicidade -

Acima de tudo, o propósito dos artistas envolvidos foi romper com uma visão ainda muito conservadora sobre a arte e a cultura. Para tanto, em seu lugar, buscavam valorizar o estilo e as referências próprias do Brasil.

Celebrando-se no Teatro Municipal de São Paulo entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922, o festival teve um grande impacto a nível nacional.

- Continue depois da Publicidade -

Contando com por volta de 100 obras, alguns dos principais participantes foram Anita Malfatti (1889-1964), Mário de Andrade (1893-1945), Oswald de Andrade (1890-1954) e Di Cavalcanti (1897-1976).

Ainda que Tarsila do Amaral (1886-1973) não tenha feito parte do evento, já que à época vivia em Paris, posteriormente ela veio a ser um dos maiores expoentes do movimento modernista no Brasil.

Tendo voltado para o país em junho de 1922, ela logo conheceu os escritores Mário de Andrade, Oswald e Menotti del Picchia. Com eles e Anita Malfatti fundou o Grupo dos Cinco, que continuou a revolução artística iniciada pela Semana de Arte Moderna.

 

- Continue depois da Publicidade -

Alguns dos principais artistas modernistas.
Alguns dos principais artistas modernistas. Fonte: Governo do Estado de São Paulo.

 

Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922

 

No último dia 11 de maio o Governo de São Paulo lançou o projeto “Modernismo Hoje”, articulado entre as secretarias de Cultura e Economia Criativa e de Turismo.

Você também pode gostar!

Por meio do programa ProAC Editais, o festival será promovido pelo Governo do Estado de São Paulo com o apoio de entidades parceiras. As ações culturais comemorativas do Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922 receberá um investimento total de 1,5 milhão de reais.

Indo desde julho de 2021 até dezembro de 2022 (18 meses), as atividades programadas incluem as Artes Visuais e Audiovisuais, Dança, Festivais / Eventos Multilinguagem, Literatura, Música, Seminários / Palestras / Cursos e Oficinas e, por fim, o Teatro.

Entre eles, por exemplo:

“A Máquina do Mundo”, exposição na Pinacoteca de São Paulo – 6 de novembro de 2021 a 07 de fevereiro de 2022.

Exposição e programação cultural “SP Vinte e Dois” no Museu da Língua Portuguesa  – fevereiro a setembro de 2022.

Ciclo de cinema online “Cinema e Modernismo”, organizado pela Casa Guilherme de Almeida – outubro de 2021 a março de 2022.

Programa de residência artística e apresentação de performances “Teatro Modernista” na sede da SP Escola de Teatro – julho de 2021 a fevereiro de 2022.

Série de concertos “Clássicos Modernistas”, com a execução pela Osesp na Sala São Paulo – março a dezembro de 2022.

 

Confira a programação completa aqui.

Posteriormente, atualizaremos os eventos à medida que estiverem a decorrer.

Vale a pena ficar atento!

 

Em seguida, leia também:

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes