Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

O ator Daniel Tavares acabou de ser premiado em Berlim com o curta Café com Leite, veja entrevista no site da SPFW.

“Café com Leite, curta metragem dirigido por Daniel Ribeiro, tem em seu elenco uma aposta certeira: Daniel Tavares, um dos protagonistas do filme, que trouxe junto com sua equipe o prêmio Urso de Cristal para novos talentos.”

Como o Fashion Bubbles adora saber a trajetória de quem está construindo o futuro, fizemos uma entrevista com Daniel contando seu percurso e dando diacas para quem está iniciando carreira de ator!

Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

O interesse pelo teatro surgiu para Daniel Tavares desde criança, ainda nos teatrinhos da escola. Ele também tinha uma prima atriz – Claudia Spinelli – que fazia teatro infantil e o deixava fascinado!

Uma de suas lembranças mais marcantes era de quando ficava observando o palco e via os pés dos atores por baixo da cortina, ouvindo os sons dos seus calçados na madeira – isso o fascinava, despertando-lhe uma paixão sensorial: era ali que ele queria estar, sonhava fazer esses sons….

Aos 12 anos, Daniel deu seus primeiros passos nessa direção, que foi procurar grupos de cursos livres, onde começou a entender como funcionava os bastidores e a compreender as engrenagens do mundo teatral.

Num desses grupos, Daniel percebeu que tinha um compromisso maior do que a maioria dos colegas, já que alguns só queriam perder a timidez, outros se comunicar melhor, mas para ele havia um compromisso artístico.

Com 15 anos, Tavares resolveu procurar o curso profissional Teatro Escola Célia Helena. A partir desse curso, começou a conhecer gente, profissionais da área e foi sendo chamado para realizar os primeiros trabalhos profissionais.

Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

Até que veio a época da faculdade com seus questionamentos: o que fazer? Continua Artes Cênicas? Ou fazer uma outra coisa? Então ele se lembrou da prima atriz, que sempre falava da necessidade de o ator possuir uma outra profissão, devido às incertezas dessa carreira.

Por isso Daniel escolheu jornalismo, que para ele tinha alguma semelhança com o teatro: “escrevendo uma matéria, o repórter narra alguma coisa, conta uma história – uma espécie de dramaturgia!”. Sempre que ele está fazendo uma entrevista, acaba observando, fica atento ao seu interlocutor, o que o inspira a identificar e compor seus personagens.

Daniel tem 10 anos de carreira como ator. Nesse período a maior parte do tempo o jornalismo o sustentou. Em muitos casos, para fazer uma peça sem patrocínio, ele tinha que trabalhar muito como jornalista. Apenas nos últimos anos esse panorama vem se modificando e hoje, como ator, vem se tornando a cada dia mais bem sucedido.

Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

No jornalismo, trabalhou fixo em redação de revistas de grandes editoras, como Abril e Globo. Mas nos últimos anos, a demanda de trabalhos como ator foi crescendo e tomando-lhe o tempo, tanto que, hoje, jornalismo só como free lancer.

Apesar de ser difícil se dedicar a duas profissões, ele tem conseguido conciliá-las. Tem certeza de que se tivesse escolhido só o jornalismo estaria muito bem, pois teve muita facilidade em conseguir trabalhos, que sempre foram reconhecidos e deram ótimos resultados, mas não é o jornalismo que faz o coração de Daniel vibrar: sua alma “anseia pelo som dos pés no tablado do teatro”, para ele a carreira de jornalista é até mais fácil, porém não traz a mesma realização.

O teatro é sua grande paixão e o palco é essencial para sua felicidade. Por isso, mesmo indo bem no jornalismo, Daniel nunca perdeu o foco do teatro, por mais nãos que tenha ouvido.

“Na carreira de ator você não precisa só de técnica e talento: ela também exige vocação. Vocação para enfrentar a rejeição, os períodos de poucos trabalhos. É necessário que você tenha vocação, para saber lidar com a pressão exercida por amigos, que anseiam por resultados rápidos, e, principalmente ter determinação para enfrentar a própria ansiedade.” Comenta Daniel.

Muitos de seus colegas acabaram desistindo por não saber lidar com a ansiedade e com o tempo que leva para se obter o tão sonhado reconhecimento. Que em alguns casos é muito demorado.

Na vida de ator o futuro é incerto, pois depende de convites e muitos testes. Neste caminho você recebe muitos nãos. E cada trabalho de sucesso, em que obtém reconhecimento, representa um degrau na sua profissão mas nem sempre é garantia de um próximo trabalho. Claro que não é assim para todos, mas para Daniel tem sido esse passo-a-passo.

Daniel Tavares é premiado em festival de Berlim

“Não há um trabalho ideal que te alça ao topo de forma definitiva”. A vida de ator é feita de trabalhos e na vida de Daniel cada passo, mesmo que pequeno, tem sido estruturado e são frutos de muito esforço. Nada tem sido fácil, por isso ele valoriza cada pequeno acontecimento.

Segundo ele, determinação é quando o talento e a técnica estão ligados à vocação.

O glamour está presente, principalmente em forma de festas e premiações, mas o cotidiano do ator é de muito trabalho pesado, tanto quanto de um operário. São horas de ensaio por dia e muitos testes, nessa profissão você é continuamente testado, seja para fazer um comercial, para entrar numa companhia, numa peça. Ser ator é quase sinônimo de testes, eles são uma constante nessa carreira. Se você não lida bem com a rejeição será muito difícil, pois terá mais “nãos” que “sims”.

Essa foi uma das dificuldades que ele teve de enfrentar. Hoje em dia, sente tudo isso com mais normalidade: se você passa num teste, ótimo! Se não, que venha o próximo, pontua Daniel.

“O melhor de ser ator é conseguir dar aos personagens uma complexidade que os torne personalidades vivas. Criar personagens é brincar de ser outra pessoa e isso é muito bom! O pior da vida de ator é a instabilidade, não dá para ficar programando muito, é uma vida inconstante e volúvel.”

Com 10 anos de carreira, Daniel tem vários trabalhos premiados, sendo o Urso de Cristal, que recebeu agora em Berlim, o mais importante deles. Para quem está começando, Daniel acredita no estudo, trabalho e dedicação. Em alguns poucos casos, as coisas são mais fáceis, mas mesmo assim é preciso estar preparado. Mesmo que as oportunidades aconteçam de forma facilitada, será preciso formação, estudo e técnica para se manter, este é o melhor caminho!

Apesar de Daniel ainda não ser reconhecido de uma forma geral , já foi a Berlim, já fez turnês pela Alemanha – a vida na praça Rusvel – e acabou de fazer um filme em Londres. O reconhecimento financeiro também é lento e está vindo aos poucos, mas esta carreira lhe tem propiciado coisas fantásticas, que fazem todo o sacrifício valer a pena.

Algumas vezes depois de respostas negativas, Daniel teve vontade de desistir, mas sempre acontece algo que diz para seguir em frente e que ele está no caminho certo, é quando acontece um convite inesperado ou o reconhecimento de determinado trabalho, que acabam se transformando em mola propulsora e lhe dão energia para continuar em busca de seu sonho!

“Se você acredita na sua vocação, você tem que correr atrás e fazer acontecer. Ninguém vai fazer por você!!!! Você terá que tomar as rédeas da sua vida e lutar pelo sucesso, ninguém fará isso por você! Vencer a ansiedade é essencial e uma das maiores dificuldades, é que ela te cega e o faz enxergar apenas os problemas, impedindo-o de alcançar a solução e o sucesso”, finaliza Daniel.

***

FICHA TÉCNICA E SINOPSE

Café com leite, de Daniel Ribeiro

São Paulo, 2007, 35mm, cor, 18′

Daniel Tavares, Eduardo Melo e Diego Torraca

Café com Leite nos Festivais

Nacionais

40º Festival de Brasilia do Cinema Brasileiro

5º Festival de Cinema de Campo Grande

11ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Cine PE 2008 – Festival do Audiovisual

Internacionais

58th Berlin International Film Festival – Alemanha

=> Urso de Cristal de Melhor Curta-Metragem – Generation 14plus

48º Festival Internacional de Cine y TV de Cartagena – Colômbia

22º Festival Internacional de Cinema em Guadalajara – México

26º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay

20º Rencontres Cinémas d’Amérique Latine de Toulouse – França

15º Festival Internacional de Granada – Espanha

23º Torino GLBT Film – Italia

Publicação: 16 de abril de 2008

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
image00232
Bolsas para o Verão 2009

1) Emilio Pucci - 2) Prada Os temas para as bolsas Verão 2009, acompanham a linha de calçados: são muitas...

Fechar