Um brilhante jovem britânico chamado Henry Royce

Um brilhante jovem britânico chamado Henry Royce

Adoro biografias e sou apaixonada pela história das coisas. Navegando pela internet encontrei no site Papo de Homem um pouco da  história do Rolls-Royce:

“Henry era um curioso que desenvolveu grande conhecimento na construção de equipamentos elétricos e mecânicos. Em 1884 estabeleceu sua primeira empresa especializando-se em equipamentos eletromecânicos. Em 1904 construiu seu primeiro automóvel, o Royce 10 com apenas 2 cilindros. Apesar de simples o Royce 10 refletia a personalidade obstinada e perfeccionista de Henry. Despreocupado com design e frivolidades o Royce 10 trazia um esmero inacreditável em seus elementos mecânicos e elétricos.

Era um impressionante feito de engenharia.

Um brilhante jovem britânico chamado Henry Royce

Não parece, mas esse automóvel já foi mais afrodisíaco do que uma Ferrari

Ainda no mesmo ano o projeto de Henry ganhava notoriedade nas ruas britânicas e logo chamou a atenção de um empresário chamado Charles Rolls. Charles era proprietário de uma revendedora de automóveis chamada de C.S. Rolls & Co.

Após um breve encontro em um quarto de hotel, Charles prometeu a Henry adquirir e comercializar absolutamente todas as unidades produzidas daquele fantástico veículo. Em pouco tempo Rolls estava vendendo modelos de 10, 15, 20 e 30 hps fabricados por Henry. A parceria de sucesso atingiria um novo patamar em 1906 quando a fusão do talento em engenharia de Royce com o tino comercial de Rolls resultou na criação da Rolls-Royce Limited.

Pouco tempo depois os sócios inauguravam sua suntuosa fábrica e concordaram em encerrar a produção de todos os modelos de automóveis anteriores para que Henry se dedicasse ao seu mais brilhante projeto até então, o Silver Ghost.

Um brilhante jovem britânico chamado Henry Royce

102 anos. E tenho certeza de que vocês andariam nele com orgulho

Com o desenvolvimento desse modelo a marca Rolls-Royce associou ao seu nome à imagem de qualidade inquestionável. O Silver Ghost era perfeito em todos os sentidos. O acabamento primoroso trazia um luxo com um requinte assombroso para os padrões da época. A mecânica não era menos impecável.”

Leia matéria completa do Rodrigo Almeida no site Papo de Homem.

Rolls-Royce

“Em 1884, Frederick Henry Royce fundou uma autoelétrica. Em 1904 fez seu primeiro carro, um “Royce”, na sua fábrica em Manchester. Em 1904 conheceu o vendedor Charles Stewart Rolls para discutirem o desejo mútuo de criar um tipo especial de carro.

Dois anos depois o Silver Ghost entrou em linha de produção em Derby, efetivamente confirmando seu status como fabricante dos melhores carros do mundo. Durante as duas décadas seguintes mais de 6 000 desses carros de seis cilindros foram adquiridos por motoristas ricos. Entre os proprietários estavam industriais, realeza e uma nova geração de milionários – estrelas de cinema.

Tudo sobre estes carros revela classe. Desde a magnífica mascote “Espírito de Êxtase”, ao suntuoso interior estofado. Do silencioso som do motor, ao abafado som emitido ao fechar a porta do carro.

O mais novo modelo da Rolls-Royce é o Phantom. Seu motor V12, 6.75 litros quase silencioso tem uma velocidade máxima de 240 km/h e produz força o suficiente para envergonhar a maioria dos carros esportivos.

Desde 1998, a Rolls-Royce pertence ao Grupo BMW.”

Saiba mais na Wikipédia.

Um brilhante jovem britânico chamado Henry Royce

Primeiro Rolls-Royce construído, um modelo 1905, exposto no Museu de Ciência e Indústria em Manchester

Saiba mais na Wikipédia.

Publicação: 16 de julho de 2009

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Goths Join Forces For The Annual Gothic Weekend
Especial Tribos Urbanas – Toda moda é retrô? O Romantismo, um Revival na Moda – Parte 4/4

O Romantismo seria a evocação nostálgica de um passado (...) ou a recusa de um mundo prosaico ou até a...

Fechar