Madonna: músicas e vídeos – Precisa Dizer algo? O melhor é ver e ouvir!

Madonna: músicas e vídeos   Precisa Dizer algo? O melhor é ver e ouvir!

Madonna Louise Veronica Ciccone Ritchie (Bay City, Michigan, 16 de agosto de 1958), conhecida simplesmente como Madonna, é uma cantora, compositora, dançarina, produtora musical e cinematográfica, atriz e escritora estadunidense.

Vencedora de oito Prêmios Grammy, e de um Globo de Ouro e dois Oscar. Em 11 de Março de 2008 Madonna, entrou para Hall da Fama do Rock and Roll título americano cedido aos artistas que fazem história e tem grande importância e influência no mundo da música por no mínimo 25 anos.

Madonna adquiriu muitos Prêmios ao Longo de sua Carreira e este soma um pouco mais de 120 Prêmios, sendo uma das cantoras mais premiadas no mundo da música, segundo a Agência FamaPress. Madonna é mais conhecida pelas polêmicas que causa ao misturar temas políticos, sexuais e religiosos à sua obra.

Frozen

(Saiba tudo sobre a vida da Madonna na Wikipédia)

Os 50 anos de Madonna por Zeca Camargo

Madonna: músicas e vídeos   Precisa Dizer algo? O melhor é ver e ouvir!Madonna: músicas e vídeos   Precisa Dizer algo? O melhor é ver e ouvir!

“Os 50 anos de Madonna valem a pena serem mais celebrados que os de Michael Jackson. Afinal, desde os anos 80, é ela que nos ensina a ser adultos ligeiramente perversos – não escravos de nossas fantasias (as sexuais incluídas), mas donos absolutos delas. E se um dia ela precisou ser explícita com relação a isso – vide “Erotica” – cada vez menos ela foi usando o sexo para celebrar a liberdade. E nem por isso deixou de passar sua mensagem.

A liberação que Madonna incita em cada um de nós, a cada novo álbum, tem a ver com espiritualismo, consciência política, simplesmente música, nostalgia, ou pura autenticidade (não preciso ser óbvio e dizer cada música que ela usou para passar essas mensagens, preciso?). Recentemente, inclusive, o próprio tema da idade serve a seus propósitos, como ela insinua no seu mais recente álbum, “Hard candy”.

E é essa Madonna que eu gostaria que todos celebrassem nesses 50 anos: a eterna liberadora; a provocadora “conseqüente”; a dominatrix de araque; a tutora sacana; a iluminada intuitiva; a infinita fonte de inspiração.

O pop – e todo o mundo do “showbizz”, na verdade – teria tomado um rumo diferente se ela não tivesse existido. Às vésperas de seus 50 anos, ela está na capa da “New York” não porque ela está apontando para a decadência, mas porque ela revela um novo rosto para as mulheres da sua idade. Esse é seu segredo: saber ser o pivô do assunto da hora, independente da sua oferta musical. Mesmo que seu trabalho mais recente não tenha sequer arranhado a marca de vendas dos anteriores, ninguém deixou de comentá-lo.

Centenas de artigos sobre ela foram escritos sem que ela desse uma entrevista – apenas porque esses veículos tinham uma nova desculpa para falar novamente dela (no caso, “Hard candy”). Brilhante! Há quase 30 anos esse ciclo se repete – e quer motivo melhor que esse para celebrar o aniversário da mulher por trás desse “loop” de fascinação e escárnio? “( Leia matéria completa no blog do Zeca Camargo)
Madonna: músicas e vídeos   Precisa Dizer algo? O melhor é ver e ouvir!

Músicas e vídeos
Holiday – 1983

Into the Groove – 1983

Boderline – 1984

Papa Don´t Preach

Like a Player – 1989

Vogue – 1990

Music – 2000

Hung Up – 2005

Sorry – 2006

4 Minuts – ft Junstin Timberlake

Por Leonize Maurílio

Publicação: 22 de agosto de 2008

AUTOR

Leonize Maurílio é formada em moda pela UNIP (Universidade Paulista) desde 2004, atua como compradora de confecção e desenvolve coleções como estilista free-lancer. E.mail: leonize_maurilio@yahoo.com.br

COMENTÁRIOS

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

Leia o post anterior:
preguica1
Jean-Jacques Rousseau sobre a preguiça

"É inconcebível a que ponto o homem é naturalmente preguiçoso. Dir-se-ia que ele só vive para dormir, vegetar, ficar imóvel;...

Fechar