Dragão Fashion 2012 – Melk Zda, Mark Greiner, Clair e Lindebergue Fernandes desfilam no segundo dia

Dragão Fashion 2012   Melk Zda, Mark Greiner, Clair e Lindebergue Fernandes desfilam no segundo dia

Confira o que rolou no segundo dia de desfiles do Dragão Fashion 2012:

Melk Zda

O estilista que também desfila no Fashion Rio trouxe uma coleção contemporânea com tempero nostálgico, cheia demodelagens assimétricas, volumes e texturas com ares futuristas. As peças agregam um conceito vanguardista super feminino, cheio de recortes, maxi fendas, camadas, recortes e dobraduras. Para reforçar ainda mais esse ar de vintage moderno, a cartela de cores traz tons elegantes de branco, off white, pérola, nude, pêssego e blush.

Mark Greiner

Com ares regionalistas, Mark Greiner levou às passarelas uma coleção transgressora e um pouco subversiva. As modelos eram santas e padroeiras que vestiam looks ousados e soberbos, com elementos da cultura nordestina, da vida urbana e um toque de rebeldia. Os dourados e brancos ganham destaque nos vestidos longos, com decotes profundos ou estilo bustiê. Para dar forma a sua coleção, Mark utiliza tecidos Jacquard exclusivos desenvolvidos em parceria com a Haco, rendas, guipure, malhas metálicas e palha.

Clair

Os looks desfilados na passarela de Clair falam com a mulher sofisticada, sensual e super segura. Muitos recortes nos ombros, os chamados shoulder cut off, vestidos mullet (curtos na frente e mais compridos atrás), muitas rendas, tramas e transparências para todas as peças – vestidos curtos e longos, casacos e casaquetos, além das camisas e saias lápis que chegam com bastante brilho e algumas peças em couro. A silhueta é sequinha e a cartela de cores traz tons terrosos, além de preto, prata e um toque de azul claro.

Lindebergue Fernandes

Para celebrar os 10 anos de Dragão Fashion Brasil, Linderbergue Fernandes fez uma coleção que homenageia a “santíssima trindade” da cultura popular brasileira – Culinária, Novelas e Religião. Linderbergue mergulha no universo feminino ancestral que faz parte de sua memória afetiva e retrata três ambientes emocionais: a dona-de-casa cuja rotina divide-se entre o preparo das comidas da família, o fim do dia em frente à TV para a hora sagrada das novelas e as missas de fim de semana, nas quais a remissão dos pecados e a ressurreição da carne são legitimadas a cada domingo. Com modelagens amplas e volumosas, as peças vieram com aplicações de pele fake, jeans patchwork e detalhes dourados.

Créditos das images: 

  • Fotos Passarela e Detalhes: © Roberta Braga / Ricardo K. / Silvia Boriello
  • Fotos Backstage: © Nicolas Gondim

Publicação: 11 de abril de 2012

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
vestidos dourados
Tendência – O glamour dos vestidos de festa dourados

Festas são ótimas ocasiões para libertar todo o requinte e elegância que não podemos usar no dia a dia. Se...

Fechar