Oficina Cultural Gratuita em SP – Figurações do Tempo: Relações entre moda e imagem

Oficina Cultural Gratuita em SP   Figurações do Tempo: Relações entre moda e imagem

Com o fotógrafo Gal Oppido, o chapeleiro Eduardo Laurino e coordenação e docência do pesquisador em Filosofia pela Unifesp Brunno Almeida Maia, iniciativa pretende investigar questões contemporâneas sobre as temáticas a partir da Filosofia, Literatura, Artes, História e Sociologia. As inscrições vão até 14 de abril.

 Com docências do fotógrafo paulistano Gal Oppido (FAU USP – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP), do chapeleiro Eduardo Laurino (FASM – Faculdade Santa Marcelina) e coordenação do pesquisador em Filosofia pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), escritor e idealizador do projeto “A Literatura e a Moda”, Brunno Almeida Maia, a iniciativa “Figurações do Tempo: relações entre Moda e Imagem” é uma oficina que investiga a relação existente entre a imagem, o corpo, o belo e as concepções de beleza na moda a partir do ponto de vista da Filosofia. Dividida em três disciplinas “História do Pensamento e Filosofia de Moda”, “Laboratório de Criação” e “Linguagem Visual”, e com caráter processual e prático, o objetivo é que o estudante exercite o olhar por meio da ampliação do repertório de pesquisa, a partir das discussões teóricas para criar ensaios visuais, inspirados nos eixos temáticos, nos textos, escritores, pensadores e nas discussões surgidas ao longo do processo de investigação e de pesquisa.

A atividade, que ocorrerá entre 20 de abril e 6 de julho, sempre às terças e quintas-feiras, das 18h30 às 21h30, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no bairro do Bom Retiro, possui apenas 20  vagas e é aberta a estudantes, pesquisadores, profissionais das áreas e interessados pelos assuntos. As inscrições começam em 27 de março vão até 14 de abril, e podem ser feitas, exclusivamente, pelo site das Oficinas Culturais: www.oficinasculturais.org.br

Figurações do Tempo: relações entre Moda e Imagem” nasce da necessidade em se investigar teoricamente as diferentes concepções de imagem, de corpo, de belo e beleza na cultura ocidental, partindo da Antiguidade Clássica (Grécia e Roma), passando pela Idade Média, Renascimento e Modernidade até o contemporâneo. A atividade busca responder variadas questões, como: quais os estatutos ontológicos da imagem e como cada época se configura a partir da relação, no meio social, com a percepção estética? Quais os tipos de padrões vigentes de beleza em cada período histórico? Como homens e mulheres se adornavam, se maquiavam e se perfumavam em suas práticas religiosas, cotidianas, sociais e políticas? O que significa pensar o belo e a beleza a partir de questões políticas, econômicas, sociais, religiosas e filosóficas? Como a História da Moda se apropriou do corpo e quais os possíveis diálogos entre moda, imagem e corpo na cultura ocidental?

Apoiando-se em vasta literatura, como Filosofia, Sociologia, Antropologia, História da Arte, Semiótica, Psicanálise, ficção literária e História dos Costumes e dos Hábitos, a oficina realiza suas abordagens a partir das criações de estilistas e costureiros do contemporâneo, que revisitaram os padrões de outras épocas, como releituras em seus processos de criação.

Para tal tarefa, a Oficina Cultural Oswald de Andrade convidou Almeida Maia para a coordenação e docência da oficina. Idealizador do projeto “A Literatura e a Moda”, que investiga os diálogos entre moda, literatura, filosofia e arte, Almeida Maia ministra cursos, workshops e palestras desde o ano de 2012 em espaços culturais, como Oficina Cultural Oswald de Andrade, Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, Escola São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade, Galeria AMDO, em Belo Horizonte (MG), Oficina Cultural Hilda Hilst, em Campinas (SP), Casa da Palavra Mário Quintana, em Santo André (SP), Sesc Consolação, e CPF – Centro de Pesquisa e Formação Sesc SP.

O fotógrafo paulistano Gal Oppido, conhecido por exposições como “Antífona”, no Museu Afro Brasil, e “São Paulo Mon Amour”, na Maison de Mettalos, em Paris, e por ter sido um dos principais nomes das páginas da revista Vogue Brasil na década de 90, é o docente responsável pela disciplina “Linguagem Visual”, na qual, em conjunto com o chapeleiro Eduardo Laurino, docente da disciplina “Laboratório de Criação”, desenvolverá o olhar prático para a relação entre moda e imagem. A partir do arcabouço teórico e conceitual de “História do Pensamento e Filosofia de Moda”, matéria ministrada por Almeida Maia, os participantes produzirão, orientados por Laurino e Oppido, ensaios visuais inspirados nos textos e nas discussões das aulas do trio.

O projeto “A Literatura e a Moda”, com quatro anos de existência, começou ao lado do estilista brasileiro Walter Rodrigues e, hoje, segue com Almeida Maia e Laurino. Em  2016, a dupla convidou a escritora brasileira Anita Deak, uma das finalistas do Prêmio Sesc de Literatura, para participar da oficina “Assimetrias do Tempo: a construção e a desconstrução na Moda, na Literatura e na Filosofia”, que integrou o projeto #ForadeModa, com co-curadoria do estilista brasileiro Fause Haten no Sesc Ipiranga. A pesquisa rendeu, ainda, convite a Almeida Maia para integrar o quadro de docentes do Senac Lapa Faustolo e realizasse cursos de extensão no Departamento de Pós-Graduação, Extensão e Cursos Livres da FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, em SP. Ao longo destes anos, ele participou dos projetos Pano pra Manga, que reuniu, numa programação mensal, os principais nomes da moda brasileira num evento no Sesc Pompeia, e da coletânea “Moda Vestimenta Corpo” (Ed. Estação das Letras e Cores, 2015), no qual assina um capítulo sobre a relação entre literatura e moda, no contexto do Brasil do Segundo Império, a partir do romance “Lucíola” (1862), de José de Alencar.

Localizada no tradicional bairro paulistano do Bom Retiro – polo cultural e econômico do mercado têxtil, e ao lado da Casa do Povo, residência do G>E, grupo de pesquisa em moda e design coordenado pela estilista e artista Karlla Gitrotto –, a Oficina Cultural Oswald de Andrade, desde a sua fundação, em 1986, promove atividades, como oficinas, cursos, palestras e workshops na área de moda com profissionais e pesquisadores da área, como Alcino Leite Neto, ex-editor de Moda da Folha de São Paulo, o jornalista Mário Mendes, os fotógrafos Gal Oppido e Bob Wolfenson, os estilistas Dudu Bertholini, Walter Rodrigues, Guilherme Mata, Conrado Segreto, a empresária e jornalista Costanza Pascolato, o designer Guto Lacaz, o escritor Ignácio de Loyola Brandão e o historiador João Braga.

Oficina Cultural Gratuita em SP   Figurações do Tempo: Relações entre moda e imagem

 

SOBRE OS MINISTRANTES

BRUNNO ALMEIDA MAIA (Coordenador e Docente):

Pesquisador em Filosofia pela Unifesp e professor do Senac Lapa Faustolo, ministrou cursos de Literatura e Moda na Escola São Paulo, na FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, na Biblioteca Mário de Andrade, no Sesc Consolação, no Sesc Pompeia, no Sesc Ipiranga e no CPF – Centro de Pesquisa e Formação do Sesc SP. É autor do livro “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Ed. Giostri, 2014), “Moda Vestimenta Corpo” (Ed. Estação das Letras e Cores, 2015) e “São Paulo em Palavras” (Editora Aquarela Brasileira, 2017). Saiba mais em www.facebook.com/maiaalmeidabrunno

GAL OPPIDO (Docente):

Fotógrafo, arquiteto, músico e desenhista brasileiro, formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi professor de Linguagem Visual na Universidade Católica de Campinas e no MAM – Museu de Arte Moderna de SP. Como fotógrafo, realizou, em 2011, entre outras, as exposições “Antífona”, no Museu Afro Brasil, e “São Paulo Mon Amour”, na Maison de Mettalos, em Paris. Recebeu o prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte como Melhor Fotógrafo pelo conjunto da obra, em 1991, e, em 2017, como melhor Exposição de Fotografia. Saiba mais em www.galoppido.com.br

EDUARDO LAURINO (Docente):

Formado pela Faculdade Santa Marcelina, em 2003, é chapeleiro de sua marca homônima. A criação de acessórios cresceu concomitante ao seu desempenho como figurinista, em que obteve grande repercussão em espetáculos históricos, como “A Galeria Metrópole”, e, recentemente, em “Garricha”, dirigido por Bob Wilson. Como professor, ministrou cursos no Senac Lapa Faustolo, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, na Oficina da Palavra Casa Mário de Andrade e, mais recentemente, integrou o corpo docente do curso técnico em estilismo do Senac Penha. Saiba mais em www.facebook.com/eduardo.laurino

DESCONTOS EXCLUSIVOS FASHION BUBBLES

Publicação: 10 de abril de 2017

Tudo sobre:

AUTOR

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
Estilo Country Masculino – Saiba onde surgiu e como se vestir para shows e baladas do sertanejo

Confira também o estilo dos cantores sertanejos! O  country é um clássico e, para muitos, vai além da moda: ele...

Fechar