Motorola apresenta o primeiro celular do mundo feito a partir de materiais reciclados

Motorola apresenta o primeiro celular do mundo feito a partir de materiais reciclados

Por Luiz Paulo Montes

A Motorola lançou no Brasil o primeiro celular ecológico. Verde quase que por completo, o modelo MOTOTM W233 Eco tem 25% da sua parte externa feita por material reciclado de garrafas plásticas, além de seu kit ser feito todo por papel reciclado.

O aparelho é o primeiro no mundo a trazer em si o selo CarbonFree, que atesta que a geração de dióxido de carbono durante a vida útil do produto será compensado em projetos de preservação ambiental. Neste caso, o carbono será compensado com reflorestamento, projetos de preservação ambiental e energia renovável. Segundo a fabricante, no Brasil, inicialmente os recursos serão todos destinados a um programa de tratamento de água localizado em Santa Catarina, que prevê a coleta do gás metano durante o tratamento de efluentes, evitando que o mesmo seja emitido para o meio ambiente.

O celular, que mostra clara preocupação com o meio ambiente, possui Rádio FM, cartão de memória com capacidade de 1GB de armazenamento e tocador de MP3. Segundo a empresa de telefonia, a bateria do MOTOTM W233 Eco tem maior vida útil, com até 9 horas de conversação.

A Motorola, além de lançar o celular ecológico, tem o programa ECOMOTO, que tem como principal objetivo a proteção do meio ambiente, evitando que os materiais nocivos à natureza o atinjam, além de ensinar e ajudar os consumidores os métodos de reciclagem de seus celulares e baterias, evitando que estes aparelhos terminem no lixo comum.

Fonte:  Motorola

Por Luiz Paulo Montes

Publicação: 31 de março de 2009

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
fashion-kitsch01
O Kitsch na moda contemporânea: relatos de uma pesquisa acadêmica

Por Ângela Rodrigues Como professora universitária e, sobretudo, como amante da reflexão, assumi no semestre passado desafios intelectuais bastante interessantes....

Fechar