Aparelhos personalizados – Quando a moda vira um risco para a saúde

225

- Continue depois da Publicidade -

Adolescente usam aparelhos dentários falsos, também conhecidos como aparelhos personalizados, diferenciados ou chavosos, para “fazer modinha” e colocam a saúde em risco.

De todas as definições que a moda pode ter, colocar a saúde em risco certamente não é uma delas. Dessa vez a pauta não é questionar a saúde e magreza das modelos, mas sim algo com muito menos glamour – são os adolescentes das periferias brasileiras que têm colocados aparelhos dentários falsos apenas por uma questão de estilo.

- Continue depois da Publicidade -

Se antes os aparelhos eram considerados um incômodo para quem realmente precisava corrigir os dentes, hoje são vistos como acessórios – uma modinha disseminada em grande parte pelos cantores de funk, como os Leleks, MC Guime e MC Léo da Baixada, todos muito populares e referência de estilo nesse meio.


Aparelhos personalizados.

- Continue depois da Publicidade -

Os aparelhos personalizados são um conjunto de peças coladas aos dentes e são unidas por um elástico ou fio que causa uma movimentação nos dentes. De acordo com o Crosp, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, esse tipo de aparelho usado por conta própria pode causar retração na gengiva, perda óssea e até mesmo a perda dos dentes.

O Crosp, inclusive, já deu início a uma caça ao comércio ilegal, com apreensão de material falso e também do que é vendido em lojas autorizadas. Entretanto, as peças são facilmente encontradas em camelôs e na internet, em sites como Mercado Livre e até mesmo no Facebook. Entre os materiais ilegais, já foram encontradas até cerdas coloridas de vassoura. O aparelho personalizado é encontrado, em média, por R$120 e pode ser colocado pelo próprio comprador, se adquirir também a cola, ou ainda pelo vendedor, como mostra abaixo um flagra do SPTV na Rua 25 de Março.

- Continue depois da Publicidade -

- Continue depois da Publicidade -

Os profissionais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo afirmam que, além da origem duvidosa desses materiais, é preciso pensar nos riscos que os aparelhos diferenciados oferecem, como gengivite, posição errada do dente, perda óssea, reabsorção da raiz e podem até romper o nervo, fazendo com que o dente saia do osso. A cola extraforte também pode ter efeito extremamente tóxico na mucosa da boca, causando lesões.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -


Aparelhos diferenciados.


Aparelhos personalizados.


Aparelhos diferenciados.


Aparelhos personalizados.


Aparelhos diferenciados.


Venda ilegal de aparelhos personalizados na internet.


Aparelhos Chavosos disponíveis na internet.


Aparelhos diferenciados vendidos no camelô.


Leleks.


MC Guime e MC Léo da Baixada.

Fotos: Dicas Odonto, Vida de Dentista, G1

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também