Mulher protestando contra o body Shaming.

Body Shaming: Por que normalizamos a prática de falar sobre o corpo alheio?

Saiba o que é body Shaming, como ele impacta a vida de uma pessoa e confira uma lista de famosas que já passaram por isso

Compartilhe

Famosas e anônimas sofrem por terem seus corpos expostos através de comentários e críticas que acabam a ridicularizando, prática essa conhecida como body Shaming.

Isso acontece quando elas não se encaixam dentro de um padrão previamente já julgado como bonito ou dentro das medidas que se espera por determinada pessoa.

O que é body Shaming?

O body shame, que em tradução livre significa vergonha do corpo, infelizmente é uma prática já normalizada pela nossa sociedade. Desta forma, seu corpo se torna uma vergonha alheia.

Diariamente, vemos casos e mais casos de body Shaming. Seja nas redes sociais, na Internet ou nos comentários que fazemos sobre o corpo das famosas, de amigas, familiares, colegas de trabalho, da atual do seu ex e até mesmo com desconhecidas na rua.

Historicamente, o corpo da mulher sempre sofreu com a pressão estética, sejam elas quando são consideradas gordas demais ou magras demais.

Além disso, por muito tempo a autoestima esteve vinculada a estética do corpo. Isso é resultado da influência da publicidade e das tendências da moda que fortaleceram esse sentimento de desejo e valorização de um corpo chamado de ideal.

Mulher é alvo no body shaming.
Fonte: Canva

  • Além disso, aproveite e nos siga no Google News para poder acompanhar o melhor da Moda, Beleza, Decoração, Famosos e muito mais  direto em seu smartphone. Para seguir É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

Mas o que seria um corpo ideal?

O corpo ideal não existe mas vivemos em uma sociedade que veste a estética de um corpo como quem troca de roupa. Dessa forma, o desejo  pelo corpo ideal muda a todo momento como uma tendência de moda.

Essa busca incessante por um padrão inexistente de beleza que tem como base de comparação modelos, influencers e celebridades. Entretanto, em muitos casos, elas já sofreram ou sofrem com algum transtorno, mas são referências e levam milhares de meninas e mulheres também a um adoecimento físico e  emocional.

Tudo isso fortalece não só o desejo por esse corpo mas também o sentimento de rejeição e o próprio preconceito por aquilo que está fora do estabelecido como bonito.

O adoecimento emocional e a prática do body Shaming

Mulher com vergonha de si.
Fonte: Canva

O body Shaming não é uma vergonha voluntária e sim causada intencionalmente pelo outro, através do olhar, do comentário, do julgamento, das críticas, da ofensa e principalmente da falta de respeito e empatia.

Sabemos que isso de certa forma sempre aconteceu, mas nunca de uma maneira tão forte e principalmente de uma maneira tão agressiva.

A Internet, claro, não seria o problema, mas a forma como as pessoas a utilizam, Portanto, esse meio acabou se tornando um solo fértil para a disseminação dessa prática.

Além disso, a banalização desse tipo de comportamento doentio nas redes sociais que acaba acionando gatilhos perigosos nas pessoas que são alvo do body Shaming.

As pessoas esquecem do poder da suas palavras e o impacto na saúde mental das pessoas atingidas.

Muitas pessoas ainda acham que se a pessoa decidir se expor nas redes ela deve estar abertas também as críticas que recebem, mas isso não é uma verdade.

Ninguém tem o direito de fazer comentários sobre a aparência física do outro. Afinal, não sabemos o que essa aparência representa no seu momento de vida atual.

Por exemplo, pessoas ganham peso por questões de saúde e também emagrecem por conta delas, cada corpo carrega uma história que precisa ser respeitada.

Consequências do body Shaming

As vítimas de body Shaming relatam problemas de autoestima, ansiedade, depressão, crises de pânico, isolamento social e dificuldade nos relacionamentos em geral.

Famosas que foram vítimas de Body Shaming

Embora as pessoas anônimas sofram com a prática do body Shaming, é importante citar as celebridades que estão mais expostas na mídias.

Isso porque essas sofrem ataques e críticas com frequência sobre sua aparência física e usam seu poder de influência para falar sobre os impactos em sua autoestima e sua saúde mental.

Desta forma, possuem o objetivo de sensibilizar o público das redes sociais para acabar com os comentários maldosos sobre a aparência de qualquer pessoa, seja ela famosa ou não.

Se engana que somente pessoas gordas sofram com o body Shaming. Pessoas magras também são vítimas constantes sobre seus corpos.

Rafa Kalimann

Rafa Kalimann foi vitima de body shaming.
Fonte: @rafakalimann

A ex- BBB Rafa Kalimann esteve entre um dos assuntos mais comentados nas redes sociais depois de aparecer visivelmente mais magra durante uma viagem. Ela recebeu mais de 4 mil comentários sobre seu corpo em uma postagem, inclusive com pessoas dizendo para ela buscar ajuda por estar “muito esquisita”.

Bruna Marquezine

Bruna Marquezine.
Fonte; @brunamarquezine

A atriz Bruna Marquezine também recebeu uma série de comentários e criticas ofensivas sobre seu corpo magro nas redes. Ela também ressaltou o sofrimento que a pressão coloca nas mulheres, que inclusive a levou a depressão e quanto devemos nos posicionar para não aceitar pitacos sobre nossa aparência.

Anitta

Anitta sofreu body shaming.
Fonte: @anitta

A vencedora do VMA Anitta, vira e mexe estampa as notícias sobre celebridades por conta dos comentários sobre seu corpo. Por outro lado, a cantora se libertou do peso das críticas e colocou suas celulites à mostra no clipe Vai Malandra e trouxe o empoderamento para muitas mulheres com seu corpo normal e saudável.

Famosas internacionais

Famosas que sofreram body shaming.
Fonte: @rihannaofficilal, @kourtneykardash, @ladygaga e @selenagomez

A cantora Rihanna e a influencer Kourtney Kardashian também sofreram com os ataques por estarem acima do peso. Em determinada ocasião, os internautas sugeriram até uma possível gravidez das famosas.

Alguém lembra quando Lady Gaga se apresentou no Super Bowl em 2017? Os milhares comentários, no entanto, não foram sobre sua performance no show e sim sobre seu corpo já que na ocasião ela estava com a barriga um pouco mais saliente.

A cantora rebateu as críticas com a seguinte fala:  “Estou orgulhosa do meu corpo e você deveria se orgulhar do seu também”.

É difícil acreditar que alguém envergonharia outra pessoa por ter cicatrizes após um transplante, mas foi o que aconteceu com Selena Gomes depois de ter publicado uma foto de biquíni nas redes sociais em 2018.

Recentemente, a cantora Camila Cabello desabafou sobre a pressão corporal que tem sofrido e fez reflexões sobre o body Shaming depois da divulgação de fotos de paparazzi em seus momentos de lazer.

Eu poderia citar mais uma centena de celebridades como Cleo Pires que também foi duramente criticada e constrangida após seu ganho de peso.

E tantas outras que tem partes específicas do corpo em evidência como a atriz Larissa Manoela que já recebeu diversos comentários maldosos sobre sua testa.

Body Shaming é um bullyng sobre peso?

Homem sofre de body shaming.
Fonte: Canva

O body Shaming não é somente sobre o peso mas também sobre o tamanho do nariz, do pé, das orelhas e qualquer outra parte do corpo que a crítica alheia faz com que a pessoa se envergonhe de um aspecto específico de sua aparência que até então ela poderia sequer se importar.

Além disso, temos os casos de gordofobia que várias famosas e anônimas sofrem diariamente. Recentemente, Jojo Todynho desabafou sobre as mensagens de ódio que vem recebendo sobre seu corpo nas redes sociais e chegou a acionar a justiça.

Falar mal do corpo do outro é uma maldade disfarçada de opinião ou mascarada de sinceridade.

  • Veja também Ghosting: o que é e sua relação com a responsabilidade afetiva

Como lidar com o body Shaming?

É claro que as críticas impactam. Na medida em que a pessoa que as recebe, precisa ter um ego muito bem constituído para não considerá-las.

No entanto, a maioria das pessoas acaba sucumbindo aos comentários sobre sua aparência. Nesse momento, também se percebe a importância do autoconhecimento e como o processo terapêutico pode ajudar a fortalecer a autoestima.

O processo de aceitação é fundamental para olhar seu próprio corpo com carinho e respeito. Amá-lo para além da sua estética, respeitando seu biotipo, as marcas e cicatrizes que fazem parte da sua história.

Ter um corpo fora do desejável pelo outro, e sim um corpo saudável que a possibilite carregar suas escolhas em busca da felicidade.

Até lá lidaremos com o Body Shaming sem emitir nossa opinião quando ela não for solicitada e quando for, usar da empatia, lembrando que ali tem uma pessoa que deve ser tratada com respeito.

Porque ser sarada é estar curada da pressão estética imposta pela sociedade como a escritora Rafa Brites já pontuou.

Você é dona do seu corpo e pode fazer com ele o que quiser, fazendo sentido para você no seu momento de vida é o que realmente  importa.

Revisão e ilustração de Diana Diniz.

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias