Mindstyle – Descubra porquê ele é a evolução do lifestyle

Mindstyle é um termo inglês que representa a consciência como a evolução da estética no sistema da moda. Se antes as marcas vendiam suas peças por imagens  aspiracionais, agora os consumidores exigem uma conexão mais profunda, no campo das ideias e crenças.

- Continue depois da Publicidade -

Mindstyle é um termo inglês que representa a consciência como a evolução da estética no sistema da moda. Se antes as marcas vendiam suas peças por imagens  aspiracionais, agora os consumidores exigem uma conexão mais profunda, no campo das ideias e crenças.

O que é o Mindstyle?

O feed da Sallve é super moderninho e reflete o Mindstyle da marca de cosméticos

Traduzido literalmente como “estilo mental”, o termo Mindstyle propõe conexão entre ideias e crenças ao invés do lifestyle. Se antigamente as marcas vendiam pelo aspiracional estético, hoje elas encantam o consumidor por suas atitudes e crenças semelhantes.

- Continue depois da Publicidade -

Esse é, visivelmente, um movimento que cresceu junto ao da sustentabilidade. Não basta mais produzir peças esteticamente agradáveis, as marcas precisam ter um “porquê”, uma espécie de  “propósito” que guie a sua existência.

A marca de activewear Lululemon investe em eventos para conectar-se com o consumidor. Fique por dentro da Moda, das novidades e tendências, siga a gente no Instagram: @fashionbubblesoficial.

- Continue depois da Publicidade -

Milão Fashion Week Primavera 2020 / 21 4 movimentos, destaques e tendências Verão 2021

Imagem via Complex

- Continue depois da Publicidade -

Desse modo, elas atuam como facilitadoras do estilo de vida que o consumidor deseja viver ao invés de impor estéticas e ditar regras. Especialmente para os nativos da Geração Z, o consumo virou local de diálogo e extensão das lutas sociais abraçadas pelo indivíduo.

No vídeo abaixo, o jornalista Jorge Brimberg explica, em 3 minutos, de onde veio essa história toda:

//www.instagram.com/embed.js
Quanto mais o consumidor se sente conectado ao ideal da marca, mais facilmente ele comprará os produtos. Essas novas relações pedem por transparência e cumplicidade dentro da indústria. Além disso, as gerações mais jovens estão cada vez mais engajadas em seus ideais e exigem o mesmo comprometimento das marcas que consomem.

Para equilibrar a equação, é preciso pensar em uma nova cultura dentro da indústria, deixando de lado os símbolos passados e investindo no ouro da nova era: as conexões humanas.

Você também pode gostar!
Leia mais:

Tudo sobre Fashion++, a ferramenta de inteligência artificial do Facebook

Coleção.Moda – Inteligência artificial (IA) antecipa tendências e automatiza processo de desenvolvimento de coleções

Varejo e Tecnologia – 4 tendências para o mercado da beleza

Símbolos de status serão substituídos por experiências de status

Gucci Garden, em Florença, é um exemplo dessas experiências

O LuxuryLab é um dos maiores eventos do mercado de luxo na América Latina. Em sua edição mais recente, a Euromonitor apresentou um painel sobre As Novas Formas do Luxo, com dados do segmento voltados para o Brasil e foco nos setores de wellness (bem-estar), gastronomia, viagens e experiências.

Fflur Roberts no LuxuryLab Brasil
©2019 Samuel Chaves/S4 PHOTOPRESS

É interessante notar como os dados apresentados vão de acordo com o que apresentamos anteriormente. Para o consumidor brasileiro, a percepção da palavra “saudável” tem a ver com 3 fatores. São eles:

  1. bem estar mental;
  2.  sentir-se bem:
  3. bem estar emocional.

Com base nessa nova visão, fica fácil entender porque o Mindstyle se difunde cada vez mais. Outro dado interessante apontado pelo painel é a ascensão do consumidor consciente, que revela, também, uma preferência global por experiências ao invés de “coisas”.

Para se ter uma ideia, 46% dos entrevistados pela Euromonitor no país prefere viver uma experiência única ao invés de fazer compras. Desse modo, a indústria vê seus símbolos de status rapidamente substituídos por experiências de status.

No entanto, fica o alerta: para lidar com os novos consumidores, as marcas precisarão ser cada vez mais sinceras em todas as etapas do desenvolvimento. “Sua marca tem que ter empatia, personalização e se manter verdadeira com sua herança e cultura”, afirma Fflur Roberts, líder global de pesquisa de luxo no Euromonitor International.

Gostou? Então dá uma forcinha e segue a gente no Instagram: @fashionbubblesoficial.

https://www.instagram.com/p/B0_64aYnwA3/?utm_source=ig_web_copy_link

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes